Principais armas do Liverpool para final da Champions League

Principais armas do Liverpool para final da Champions League
Foto: Divulgação / Liverpool FC

Liverpool está próximo de finalizar mais uma temporada magnífica sob o comando de Jürgen Klopp. A saber, o time de Anfield Road conquistou as duas Copas Nacionais na Inglaterra, e ficou em 2º lugar na Premier League com incríveis 92 pontos. Mas, agora os Reds estão a quatro dias do dia mais importante, a final da Champions League, contra o Real Madrid, no sábado (28). Além de ter um elenco recheado de craques, o clube ainda conta com perspicácia do seu técnico.

1. Salah, o “faraó” de Liverpool

Em terras inglesas, onde impera a monarquia, Salah seria o rei de Liverpool. Mas como o craque é egípcio, podemos dizer que ele é o faraó da cidade dos Beattles no quesito futebol.

Liverpool
Foto: Divulgação / Liverpool FC

A saber, um dos melhores jogadores do mundo, Mohamed Salah fez mais uma temporada excelente pelo Liverpool. Em suma, foi artilheiro da Premier League, com 23 gols, ao lado do coreano Son do Tottenham. Além disso, o atacante foi o atleta que mais deu assistências (13) na competição. Na Champions LeagueMo ainda balançou as redes outras oito vezes, totalizando 31 na temporada.

Não é só isso. Na ponta-direita, Salah é perigoso, pois consegue combinar velocidade e habilidade em movimentações diagonais em direção ao gol. Além disso, tem um chute de canhota que é letal, muito difícil de ser marcado. E quando não balanças as redes, pode colocar seus companheiros na cara do gol.

2. Klopp, o mágico

Uma das principais armas do Liverpool para essa final é o seu técnico, Jürgen Klopp. Apontado pelos amantes de futebol como Top-2 melhores treinadores do mundo, ao lado de Guardiola. O alemão, de 54 anos, é o responsável por fazer esse elenco de craques funcionar de forma harmônica. Bem como, já conquistou dois títulos nessa temporada, da Copa da Liga e da FA Cup.

Aliás, sob o comando de Klopp, na temporada 2021/22, o Liverpool é quase imbatível. A saber, o time só sofreu três derrotas nas 62 partidas que disputou. Além disso, brigou pelo título de todas as competições que participou.

Na reta final, em um momento crítico que o Liverpool jogava praticamente a cada três dias, Klopp foi fundamental para evitar um surto enorme de lesões. E conseguiu manter a invencibilidade mesmo fazendo rodízio. De fato, um gênio!

3. Mané, o polivalente

Liverpool
Foto: Divulgação / Liverpool FC

Aliás, a crescente de desempenho de Sadio Mané na temporada tem tudo a ver com Klopp. A saber, o técnico enxergou que o camisa 10 do Liverpool poderia ajudar o time atuando como centroavante, e teve coragem de deslocá-lo da ponta do campo.

Mas, também passou muito por Mané ser um craque de futebol, e saber se adaptar a uma nova função com enorme facilidade. Assim, jogando centralizado, o senegalês marcou incríveis sete gols nos últimos 10 jogos do Liverpool. Cartada de mestre!

4. Van Dijk, a muralha do Liverpool

A defesa do Liverpool é um setor que inspira muitas dúvidas em quem acompanha o clube. Mas, é um fato que o holandês Virgil Van Dijk é uma unanimidade nesse sistema defensivo. É um zagueiro firme, que é bom no alto e no 1×1, extremamente importante. Além disso, se adapta a qualquer parceiro de zaga, já jogou com: Lovren, Matip, Fabinho, Joe Gomez e Konaté. Nenhum deles se firmou. Mas, só ele continuou unânime como a muralha dos Reds.

5. Luís Díaz, o elemento surpresa

Quando se fala em Liverpool, pensa-se imediatamente em jogadores como SalahManéVan Dijk, que são craques. Mas, um pouco lembrado é o colombiano Luís Díaz, que muitas vezes sai do banco para mudar as partidas ao favor do time.

Liverpool
Foto: Divulgação / Liverpool FC

A semifinal da Champions League, diante do Villarreal, é o maior exemplo do poder deste atacante. O Liverpool tomava 2 x 0 na primeira etapa do jogo de volta, vendo sua vantagem da ida ir pelo ralo. Mas, quando Luís Díaz entrou em campo, tudo mudou. Com sua velocidade e habilidade, conseguiu criar chances para seu time na base da individualidade. Isso deixou o adversário assustado, e os Reds viraram para 3 x 2, sendo um dos gols do colombiano.