Tottenham vence e abre vantagem na liderança com alerta para Richarlison e mais um gol de Son

5 minutos de leitura

O Tottenham voltou a campo nesta sexta-feira (27) para abrir a 10ª rodada da Premier League em partida contra o Crystal Palace, no Selhurst Park. Os líderes do campeonato tiveram jogo difícil…

Três brasileiros estavam disponíveis para a partida: Richarlison, que foi titular e teve uma partida consistente, e Emerson Royal, que começou no banco e entrou no segundo tempo, pelo Tottenham, e Matheus França, que também entrou no segundo tempo, pelo Palace.

Início devagar e brasileiros discretos

Apesar de ser líder e ver o time adversário com alguns de seus principais jogadores fora por lesão, o Tottenham teve grande dificuldade. No primeiro tempo, por exemplo, chutou apenas duas vezes e nenhuma delas no gol.

Mesmo dominando a bola, com 72% de posse de bola na primeira etapa, o time de Ange Postecoglou viu o Crystal Palace ser mais perigoso nos contra ataques. Em bolas longas e usando a velocidade, finalizou oito vezes e foi progredindo aos poucos.

son tottenham
Foto: Icon Sport

No segundo tempo, no entanto, o Tottenham conseguiu furar o bloqueio. Em uma das poucas jogadas que deram certo na direita até então, com a combinação de Sarr, Porro e Kulusevski, a bola sobrou para Maddison, que finalizou cruzado e, na bola rebatida, Ward marcou gol contra para abrir o placar.

Richarlison teve um jogo positivo, mas saiu aos 64 minutos para dar lugar a Brennan Johnson, que com dois minutos em campo deu a assistência para Son marcar o segundo gol dos Spurs.

Emerson Royal entrou no lugar do lateral-esquerdo Davies e deu conta do recado. Matheus França, no lado dos mandantes, entrou nos dez últimos minutos e pouco fez.

Alerta para Richarlison?

O fato de Johnson ter gerado um gol imediatamente depois de entrar no lugar do camisa 9 pode ser um sinal de alerta para o brasileiro. Richarlison não tem correspondido tanto quanto se esperava e pode perder ainda mais espaço.

Ele começou como centroavante para substituir Kane, mas ao longo da temporada perdeu a posição para Son, que se tornou o artilheiro do time desde então. Na ponta-esquerda, não é tão desequelibrante quanto Johnson.

Foto: Icon Sport

O galês, inclusive, criou duas chances no jogo em apenas 12 toques que deu ao longo da partida. Defensivamente, os Spurs também não perdem tanto com a troca: Johnson é rápido e voraz para defender, tanto que teve 100% de aproveitamento nos desarmes e 67% nas disputas em campo contra o Palace.

Richarlison foi substituído em praticamente todos os jogos que começou jogando na temporada, exceto contra o Brentford, ainda na primeira rodada, e contra o Liverpool, no dia 30 de setembro – quando, inclusive, deu uma assistência.

Tirando essas duas oportunidades, o brasileiro ou começou o banco, ou deixou o campo em todas as oportunidades, incluindo nos jogos da seleção brasileira – ora no sai no intervalo, ora fica mais 15 ou 20 minutos antes de deixar o gramado, em média.

Destaques de Crystal Palace x Tottenham

Son – 7

O capitão marcou o segundo gol da partida e chegou ao seu oitavo na Premier League. Não foi o jogador mais participativo, mas ainda foi importante para fazer a última linha do Palace ficar preocupada e deu o gol da segurança do placar.

Maddison – 7

Mais uma partida consistente do inglês que participou diretamente do gol, mesmo que não seja contabilizada a assistência ou o próprio gol. Foi o principal articulador dos Spurs, teve duas finalizações e criou duas chances ao longo da partida, além dos 86% de sucesso nos passes.

Ayew – 6,5

O ganês teve uma finalização perigosa no início da partida e aproveitou o deslize de Pedro Porro para marcar o gol de honra do Palace no fim da partida. Foi o principal jogador de perigo dos mandantes, mesmo que não tenha sido tão incisivo. Ainda venceu oito disputas em campo.

Richarlison – 6

Foto: Icon Sport

O brasileiro não teve tanto brilho individual, mas foi bem para progredir as jogadas do Tottenham pela esquerda, acionando Davies e Maddison. Teve uma finalizações e sete ações defensivas.

Emerson Royal – 6

O lateral-direito entrou no lugar de Davies na esquerda e teve um jogo sólido, mesmo que não tenha sido brilhante. Venceu quatro das seis disputas em campo, teve dois desarmes e recuperou a bola quatro vezes.

Matheus França – 6

O jovem brasileiro entrou aos 79 minutos, mas, por conta dos oito de acréscimo, acabou jogando praticamente 20. Não foi o bastante para ter nenhum destaque e tocou pouco na bola, além de ter acertado apenas um dos quatro passes que tentou. Ainda assim, bateu os quatro escanteios que o Palace teve desde que entrou e levou “confusão” à área dos Spurs no fim e teve uma finalização no último lance.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]