Paquetá, Antony, Magalhães… tema Premier League domina 1ª convocação de Diniz na Seleção

3 minutos de leitura

Fernando Diniz fez sua primeira convocação como treinador da seleção brasileira na tarde desta sexta-feira (18). O comandante do Fluminense, que conciliará seu trabalho com o Brasil e o clube carioca, incluiu 10 jogadores que atuam na Premier League em sua lista e a principal liga do mundo dominou a entrevista coletiva do técnico.

O primeiro tema envolvendo Premier League foi sobre a ausência de Lucas Paquetá. Poucas horas antes do anúncio da convocação, o “Daily Mail” informou que o meia do West Ham estava sendo investigado pela Associação Inglesa de Futebol (FA) por suspeita de envolvimento do jogador em esquema de apostas. O cria da Gávea, inclusive, estava sendo negociado pelo Manchester City, que decidiu suspender a negociação, com uma proposta de 70 milhões de libras (R$ 444,5 milhões) em mãos.

— O que me protege na vida é a verdade. O Paquetá estava na lista, é um jogador que eu gosto muito. É um momento de preservar. Para ele resolver essas questões, deixar à vontade para resolver. A gente precisa de tempo para resolver essas questões. É um jogador que eu adoro, tenho as melhores impressões, embora nunca tenha trabalhado com ele — revelou Fenando Diniz.

Lucas Paquetá pode deixar o West Ham - Icon Sport
Lucas Paquetá pode deixar o West Ham – Icon Sport

O técnico da Seleção preferiu não dizer qual jogador ficou com a vaga que seria de Paquetá. Para o setor de meio-campo, foram chamados três jogadores da Premier League: Bruno Guimarães, Casemiro e Joelinton. Além desses, também foram chamados outros dois atletas que atuam no futebol brasileiro: André, do Fluminense, e Raphael Veiga, do Palmeiras.

Titular da Seleção na última Copa do Mundo, Lucas Paquetá, de 25 anos, tem 42 jogos e nove gols marcados com a camisa da seleção brasileira. Apesar de sua relevância para a Canarinho, o meia não esteve presente na primeira convocação de Fernando Diniz

— Essa questão do Paquetá, fui muito claro na minha resposta. É uma decisão minha. A CBF não tem interferência na decisão. Conversei com o presidente Edinaldo. Combinamos de não fazer nenhum julgamento. Estamos preservando o Paquetá para ele resolver com a maior tranquilidade possível. Não falo mais sobre o assunto — complementou Diniz.

Antony

Antony Manchester United
Antony em ação pelo Manchester United | Foto: Icon Sport

Outra polêmica abordada por Fernando Diniz foi sobre Antony, atacante do Manchester United. Há cerca de dois meses, o jogador foi denunciado por agressão pela DJ Gabi Cavallin. Em novo desabafo, dado em entrevista ao Extra nessa quinta-feira (17), ela relatou que não sabia que ele era casado quando se envolveu. Presente na convocação para a seleção brasileira, o técnico do Fluminense foi perguntado sobre a situação do ponta ex-São Paulo.

— Todo mundo que comete erro tem que pagar. Mas não temos que ficar falando isso. Tem os órgãos competentes para apurar — disse Diniz.

Gabriel Magalhães

Titular no Arsenal, Gabriel Magalhães quase disputou a Copa do Mundo do Catar pela seleção brasileira. Uma declaração do Juninho Paulista, ex-coordenador da seleção brasileira, sobre a ausência do zagueiro viralizou no mundo todo. Em entrevista ao “Globoesporte”, ele disse que o defensor pediu despensa de amistosos para ver seu filho nascer, o que o fez “perder pontos” na avaliação da delegação responsável por fazer a convocação.

O zagueiro do Arsenal foi convocado por Fernando Diniz na tarde desta sexta-feira (18) e o treinador desconsiderou a fala de Juninho Paulista e justificou por que convocou Gabriel Magalhães.

— Não tem nada haver sobre o que o Juninho falou, mal acompanhei isso, tem haver que o Gabriel Magalhães foi o 4º jogador que mais jogou na Premier League na temporada passada, foi um dos poucos jogadores que jogou os 38 jogos. Em um time que quase foi campeão, hoje da liga mais forte do mundo — explicou o técnico da Seleção.

Gabriel Magalhães, do Arsenal, é detonado por ídolo do rival
Gabriel Magalhães em ação pelo Arsenal | Foto: Icon Sport

Desde sua saída do Avaí em 2017, Gabriel Magalhães passou por Lille e Troyes na França, Dínamo Zagreb na Croácia e agora é titular no Arsenal. Entretanto, o zagueiro de 25 anos nunca disputou os Jogos Olímpicos com a Amarelinha e teve poucas oportunidades com o técnico Tite.

— Pela competência que ele tem, era um jogador que era para estar em todo o ciclo olímpico, ele nunca esteve, porque os times que eles estava nunca o liberou, um jogador forte, técnico. A gente acompanhou, esse eu consegui até ver de perto, alguns jogos de perto, no sentido de estar ao vivo, nessa volta da temporada, e ele está vindo com os méritos que ele tem como jogador — continuou Diniz.

Jogadores convocados para a seleção brasileira

Goleiros

  • Ederson (Manchester City)
  • Alisson (Liverpool)
  • Bento (Athletico)

Laterais

  • Danilo (Juventus)
  • Vanderson (Monaco)
  • Caio Henrique (Monaco)
  • Renan Lodi (Olympique de Marselha)

Zagueiros

  • Gabriel Magalhães (Arsenal)
  • Ibañez (Al-Ahli)
  • Marquinhos (PSG)
  • Nino (Fluminense)

Meias

  • André (Fluminense)
  • Bruno Guimarães (Newcastle)
  • Casemiro (Manchester United)
  • Joelinton (Newcastle)
  • Raphael Veiga (Palmeiras)

Atacantes

  • Antony (Manchester United)
  • Gabriel Martinelli (Arsenal)
  • Matheus Cunha (Wolverhampton)
  • Neymar (Al-Hilal)
  • Richarlison (Tottenham)
  • Rodrygo (Real Madrid)
  • Vinicius Junior (Real Madrid)
Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.