Reunião tensa? Premier League vai mudar valores de premiação em meio à divisão entre clubes

4 minutos de leitura

O Big Six da Premier League está prestes a receber uma fatia ainda maior da premiação do campeonato. Atualmente, a primeira divisão inglesa opera com uma distribuição de 1,6 para um. Ou seja, o Manchester City recebeu 161,3 milhões de libras (R$ 985,5 milhões) em prêmios pelo título inglês na última temporada.

Isso significa que os Citizens ganharam 1,6 vezes dos 100,3 milhões de libras (R$ 612,8 milhões) que o lanterna da última edição, Southampton, ganhou. Mas, de acordo com o jornal britânico “Telegraph”, este formato vai mudar e os seis grandes da liga vão lucrar ainda mais com o campeonato.

Segundo o jornal, a partir de 2025/26, o prêmio em dinheiro da Premier League será distribuído na proporção de 1,8 para um. Ou seja, os clubes que figurarem nas melhores posições da liga, como é o caso da maioria do Big Six, vão receber ainda mais pelo mérito esportivo na competição. A revisão se deve ao Índice de Preços ao Consumidor e ao crescimento internacional do Campeonato Inglês.

Ainda de acordo com a publicação, uma taxa de inflação mais elevada pode significar que os clubes menores da Premier League terão um valor mais favorável nas temporadas posteriores.

Premier League e o “New Deal For Football”

Uma reunião entre os clubes da English Football League (EFL) marcada para esta terça-feira (21) pode mudar os rumos da distribuição de dinheiro das quatro principais ligas da Inglaterra.

Trata-se do “New Deal For Football”, que também prevê uma premiação de 2 para 1 para Championship (segunda divisão). Ou seja, o time que for campeão receberá um valor duas vezes maior que o que terminar na lanterna.

A iniciativa também contempla a League One (terceira divisão) com 1,5 para 1 e a League Two (quarta divisão) com 1,25 para 1. Ainda não se sabem os valores para a Premier League.

Premier League
Foto: Icon sport

Embora muitos acreditam que o “New Deal For Football” esteja pronta para votação, existe uma forte divisão nos bastidores, com United, City, Liverpool, Chelsea, Arsenal e Tottenham discordando dos outros clubes sobre o novo sistema de distribuição financeira por mérito.

Por outro lado, muitos times menores reclamam do modelo proposto de pagamento a partir de desempenho esportivo, pois daria uma fatia muito maior das suas receitas para o fundo de solidariedade.

A notícia chega poucos dias depois do Everton ter sido penalizado com uma dedução de 10 pontos por violar as regras de lucro e sustentabilidade da Premier League. Como consequência, os Toffees entraram na zona de rebaixamento, na 19ª posição do Campeonato Inglês.

A situação poderia ser ainda pior para o Everton, com a dedução de mais nove pontos, se três clubes ingleses tivessem seus pedidos de indenização no valor de 300 milhões de libras (R$ 1,8 bilhão) aceitos. Os Toffees se manifestaram dizendo que apelará na Justiça sobre a decisão da forma mais pesada possível.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.