‘Esnobado’ pelo Manchester United, joia tem contrato ‘curioso’ e pode atrair mais interessados

Evan Ferguson, de 19 anos, marcou 11 gols em 31 jogos na Premier League pelo Brighton, o que dá uma média de um a cada 141 minutos. O atacante é visto como um jogador de grande potencial e recebeu um novo contrato com o clube inglês apenas sete meses depois de um acordo revisado que deveria vigorar até junho de 2028. O novo vínculo tem duração até junho de 2029.

Mas um detalhe do novo contrato de Ferguson chama a atenção: não há cláusula de rescisão. O Brighton não gosta de colocar a taxa para vender jogadores, o que facilitou a ida de Alex Mac Allister ao Liverpool na última janela por 55 milhões de libras. O mesmo aconteceu com Moisés Caicedo, que foi para o Chelsea por 115 milhões de libras no último verão europeu.

A ausência de uma cláusula de rescisão faz com que a confiança aumente para ambos os lados, já que o clube emergente da Premier League está certo de que o jogador continuará seu desenvolvimento e o atacante também sabe que, se no futuro, pintar uma oferta com os valores adequados, o Brighton não vai tentar impedir uma saída.

Ao mesmo tempo, o Manchester United está entre os clubes interessados em Ferguson, que tem os Red Devils como seu clube de infância, já que seu tio-avô Damien jogou pelo time em 1970.

Ferguson está no Brighton desde as categorias de base, mas poderia ter um destino diferente. Isso porque, aos 16 anos, fez um teste no United, mas acabou reprovado pelo clube. Em maio último, o diretor da base dos Red Devils, Nick Cox, deu uma declaração à “Sky Sports” na qual chamou a reprovação do irlandês de “erro de 50 milhões de libras” (R$ 300 milhões).

Efeito de Ferguson no Brighton

Roberto De Zerbi, técnico do Brighton, foi questionado recentemente se Ferguson joga como duas lendas da Premier League: Dimitar Berbatov e Wayne Rooney. O treinador italiano disse que vê seu atacante diferente das lendas.

— Dimitar Berbatov e Wayne Rooney foram muito importantes. Espero que ele possa jogar da mesma forma. O Evan é diferente, ele é um verdadeiro atacante. Ele tem características diferentes dos outros atacantes que temos aqui — João Pedro, Ansu Fati, Danny Welbeck. A melhora nele é clara, mas ele sabe muito bem disso porque é um cara inteligente e trabalha muito. Ele trabalha muito nos treinos e não tenho dúvidas de que pode se tornar cada vez melhor — disse De Zerbi.

Nesta temporada, Ferguson não alcançou os mesmos níveis de desempenho de 2022/23, quando marcou 10 gols em 25 partidas em todas as competições. Ele acabou sendo prejudicado por pequenas lesões. Um problema no tendão patelar no joelho em setembro precedeu um hat-trick na vitória em casa por 3 a 1 sobre o Newcastle, pela Premier League, em que se tornou o quarto jogador de 18 anos na história da Premier League a marcar três vezes no mesmo jogo.

Ferguson é a nova sensação da Premier League

Evan Ferguson Brighton
Foto: Icon Sport

Ferguson sempre demonstrou ser um jogador aplicado. Durante a infância, no norte de Dublin, ele batia uma bola contra a parede para melhorar o pé esquerdo. Hoje, na Premier League, ele tem sete gols com o pé direito, três com o esquerdo e um de cabeça.

A lesão nas costas que deixou Ferguson afastado dos gramados durante a partida com o Sheffield United não o impediu de começar jogando na derrota de seu país por 1 a 0 para a Holanda, em Amsterdã, no sábado (18), na última partida das eliminatórias para a Eurocopa de 2024.

Ferguson recebeu uma bolsa de gelo no tendão da coxa imediatamente após a saída de campo no início do segundo tempo. Imagem que não preocupa tanto o Brighton, já que ele confirmou estar bem, segundo o site britânico “The Athletic”.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.