Cada vez mais a Bundesliga fornece jogadores para a Premier League

Clubes ingleses estão cada vez mais de olho nos destaques do Campeonato Alemão

fora da Copa

Desde que a janela de transferências foi aberta, a maioria dos clubes da Premier League não tem economizado na hora de contratar reforços. Muitos destes novos jogadores que vão atuar na próxima temporada do Campeonato Inglês vieram da Bundesliga, representando uma tendência cada vez maior no futebol europeu.

Foram cinco atletas que fizeram essa transição na temporada 2014/2015. Logo depois, o número subiu: 12 em 2015/2016, 10 em 2016/2017 e 11 em 2017/2018.

Só nesta janela de verão europeu, são 11 reforços dos times da elite inglesa que vieram do Campeonato Alemão, reforçando 8 equipes diferentes: Bernd Leno (Arsenal), Sokratis Papastathopoulos (Arsenal), Leon Balogun (Brighton), Bernardo (Brighton), Andre Schurrle (Fulham), Erik Durm (Huddersfield), Naby Keita (Liverpool), Jannik Vestergaard (Southampton), Andriy Yarmolenko (West Ham), Yoshinori Muto (Newcastle) e Max Meyer (Crystal Palace).

Acompanhe a PL Brasil no Youtube
  • Esquadrões Imortais – Arsenal 2003/2004

Leia mais
Top 10 maiores promessas do futebol inglês que nunca vingaram

Bundesliga Premier League

Aliás, essa nova tendência abrange tanto clubes grandes como pequenos e envolve de jovens promessas a nomes consagrados, assim como Pierre-Emerick Aubameyang, que deixou o Borussia Dortmund na última temporada para reforçar o Arsenal.

Quarto campeonato mais valioso do mundo (3,26 bilhões de libras, segundo o Transfermarkt), a Bundesliga se notabiliza por ser uma liga de alto nível técnico e de intensidade e, além disso, conta com estádios modernos e cheios.

comentarista da ESPN Gustavo Hofman destaca o alto nível técnico e tático do Campeonato Alemão, o que atrai os clubes ingleses na hora de contratar.

Trata-se de uma liga competitiva, com exceção do Bayern. Os clubes ingleses, pequenos, médios e grandes, têm mais capacidade de investimento do que os alemães, então, o interesse e a contratação dos principais jogadores da Bundesliga se torna, cada vez mais algo natural, inclusive pela formação já pronta desses atletas”.

Jovens jogadores de clubes ingleses fazem o caminho inverso

Por outro lado, jovens jogadores da Premier League têm se transferido para a Bundesliga para conseguir mais oportunidades.

Assim, joias dos times ingleses foram emprestadas nas últimas temporadas para ganhar experiência no futebol alemão, representando um processo recente de mudança.

Dessa forma, no ano passado, Jadon Sancho, destaque da Inglaterra campeã mundial sub-17, escolheu deixar o Manchester City com apenas 17 anos para se juntar ao Borussia Dortmund.

Além disso, outros ingleses seguiram o mesmo caminho. Campeão sub-20 com a Inglaterra no ano passado, o atacante Ademola Lookman foi emprestado pelo RB Leipzig e também teve bom desempenho.

Ao mesmo tempo, o zagueiro Reece Oxford já está há duas temporadas no Borussia Monchengladbach, cedido pelo West Ham por empréstimo.

Além disso, o meia-atacante Ryan Kent saiu do Liverpool para o Freiburg, enquanto, em 2016, o atacante Oliver Burke deixou o Nottingham Forest para reforçar o RB Leipzig.

Aliás, a lista se estende com o meio-campista Kevin Danso, que deixou a base do MK Dons para jogar no Augsburgo, o atacante Kaylen Hinds que saiu do Arsenal para atuar no Wolfsburg e o defensor Mandela Egbo, que pulou da base do Crystal Palace com o propósito de reforçar o time principal do Borussia Monchengladbach em 2015.

“certamente, Foi difícil deixar tudo que tinha na Inglaterra. adorei meu período no MK Dons. Mas, na Inglaterra, é muito difícil você ter sucesso saindo da base. Então você pensa: onde é a melhor oportunidade para você virar jogador profissional?”, disse Danso a Sky Sports.

Transferências envolvendo jogadores da Bundesliga para a Premier League nas últimas temporadas (contando empréstimos)

2018/2019 – 11

Bernd Leno (Arsenal); Sokratis Papastathopoulos (Arsenal); Leon Balogun (Brighton); Bernardo (Brighton); Andre Schurrle (Fulham); Erik Durm (Huddersfield); Naby Keita (Liverpool); Jannik Vestergaard (Southampton); Andriy Yarmolenko (West Ham); Yoshinori Muto (Newcastle) e Max Meyer (Crystal Palace).

2017/2018 – 11

Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal); Sead Kolasinac (Arsenal); Renato Sanches (Swansea); Florent Hadergjonaj (Huddersfield); Pascal Groß (Brighton); Markus Suttner (Brighton); Maxim Choupo-Moting (Stoke City); Aleksandar Dragovic (Leicester City); Chicharito Hernandez (West Ham); Oliver Burke (West Brom); Mikel Merino (Newcastle)

2016/2017 – 10

Granit Xhaka (Arsenal), Joel Matip (Liverpool), Loris Karius (Mainz), Alexander Manninger (Augsburg), Ragnar Klavan (Augbsurg), Leroy Sané (Manchester City), Henrik Mkhitaryan (Manchester United), Pierre-Emile Højbjerg (Bayern de Munique), Havard Nordtveit (Borussia Monchengladbach), Ron-Robert Zieler (Hannover)

2015/2016 – 12

Baba Rahman (Chelsea); Roberto Firmino (Hoffenheim); Bastian Schweinsteiger (Manchester United); Timm Klose (Norwich); Jan Kirchhoff (Bayern de Munique), Heung-Min Son (Tottenham); Kevin Wimmer (Tottenham); Joselu (Stoke City); Sebastian Prodl (Watford), Valon Behrami (Bundesliga); Shinji Okasaki (Leicester), Christian Fuchs (Leicester)

2014/2015 – 5

Emre Can (Liverpool); Eljero Elia (Southampton); Sébastien Pocognoli (West Brom); Philipp Wollscheid (Stoke City); Mame Diouf (Stoke City)