Bournemouth x West Ham: atuação de Paquetá mostra por que Guardiola quer o brasileiro

5 minutos de leitura

Jogo morno, parado? A Premier League não conhece. Em duelo animado, Bournemouth e West Ham empataram em 1 a 1 neste sábado (12), no Vitality Stadium, na rodada estreia do Campeonato Inglês 2023/24. Jarrod Bowen, com belo chute de chapa de fora da área, que acertou a gaveta do goleiro brasileiro Neto, abriu o placar para os Hammers. O centroavante Dominic Solanke empatou para o time da casa.

Importância de uma partida de Premier League à parte, os olhos no público brasileiro tiveram atenção especial a Lucas Paquetá por fatores que transcendem o campo.

Isso porque o novo camisa 10 do West Ham é pivô de uma negociação que deve agitar os últimos dias da janela de transferências na Inglaterra. Segundo a informação do portal italiano “Tutto Mercato” o Manchester City fez uma proposta de 70 milhões de libras (R$ 437 milhões) por Paquetá – que foi inicialmente negada. As negociações, no entanto, prosseguem.

Paquetá no Manchester City: o que justifica o interesse?

Nesta janela, o City perdeu Ikay Gündogan, um dos destaques dos Citizens na última temporada, marcada pela conquista da tríplice coroa. Para o lugar do alemão, o clube de Manchester levou Mateo Kovacic, ex-Chelsea. No entanto, o próprio croata falou recentemente que não tem os mesmos atributos de Gündogan referentes a chegada na área adversária. E aí pode estar a chave para o interesse do City em Paquetá.

Paquetá pode ser o novo Güdongan?

Cinco lances e movimentos do ex-jogador do Flamengo diante do Bournemouth, neste sábado, mostram que ele pode ser o cara certo para preencher a lacuna deixada pelo ídolo do Manchester City.

  1. Uma cabeçada de Lucas Paquetá foi justamente a melhor chance do morno primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, o brasileiro antecipou a marcação na primeira trave e desvio. A zaga do Bournemouth fez o corte em cima da linha;
  2. Lucas Paquetá conseguiu chute rasante de fora da grande área e exigiu boa defesa do goleiro brasileiro Neto no início do segundo tempo, quando o placar ainda marcava 0 a 0;
  3. Paquetá, pisando na área, emendou belo chute de primeira, também na segunda etapa, após a boa jogada e o cruzamento do ítalo-brasileiro Emerson Palmieri pela esquerda. A bola tinha o endereço do gol, mas foi bloqueada pela defesa;
  4. No West Ham, Paquetá se notabiliza pela presença nas duas partes do campo – como mostra o mapa de calor abaixo. Na partida de hoje, ele teve sete desarmes e venceu dois duelos aéreos.
  5. Novamente pisando no lado esquerdo da área adversária, nos minutos finais, Paquetá teve a bola do jogo nos pés. O brasileiro dominou, bateu de chapa com consciência, mas acertou a trave.

Bournemouth e West Ham: próximos jogos

De acordo com o “The Sun”, o Manchester City pode incluir dois jogadores para convencer o West Ham a liberar Lucas Paquetá. Caso prossiga em Londres por pelo menos a próxima semana, o camisa 10 dos Hammers recebe o Chelsea no próximo domingo, às 12h30, no Estádio Olímpico de Londres.

João Vítor Castanheira
João Vítor Castanheira

Coordenador e editor-chefe da PL Brasil. Passou por Lance, Esporte News Mundo e Grupo Globo. Jornalista pela UFRJ, ex-goleiro da Associação Atlética de Comunicação e Artes com orgulho. Contra todo tipo de conservadorismo - inclusive o esportivo. De Uberaba-MG, radicado no Rio Janeiro-RJ, em São Paulo-SP.