Regra da Premier League vai ‘obrigar’ Arteta a escalar Ramsdale no próximo jogo do Arsenal

4 minutos de leitura

O Arsenal está nos preparativos para retornar aos gramados depois da pausa internacional — os Gunners têm partida marcada para este sábado (25), às 14h30, contra o Brentford pela 13ª rodada da Premier League.

A tendência seria que o goleiro David Raya fosse escalado como titular pelo treinador Mikel Arteta. O espanhol, que chegou do próprio Brentford por empréstimo antes de começar a temporada, se tornou o dono da posição a partir da 5ª rodada. Ele tem contrato válido até julho de 2024, com opção de compra de 27 milhões de libras.

No entanto, uma regra da competição vai ‘obrigar' Arteta a utilizar o reserva, Aaron Ramsdale, como titular.

Isso porque a Premier League proíbe que jogadores com contratos por empréstimo enfrentem o clube ao qual ainda estão vinculados. Sendo assim, Raya não pode entrar em campo contra o Brentford.

Durante o período de transferência temporária do registro do seu contrato, um jogador não poderá jogar contra o clube cedente“, regra da Premier League impede a atuação de Raya contra o Brentford.

Embora seja desfalque, é possível que Raya enfrente sua ex-equipe no confronto da reta final da Premier League. Para isso, o Arsenal precisa confirmar a contratação do goleiro em definitivo na janela de janeiro. Contudo, os Bees podem fechar o acordo com os Gunners e deixar por escrito que o jogador não poderá jogar no confronto que está marcado para março de 2024.

Raya supera Ramsdale na disputa da titularidade no Arsenal

Ramsdale foi o goleiro titular dos Gunners na temporada 2022/23, sendo um dos destaques da equipe. Entretanto, perdeu o espaço e virou segunda opção. Agora, pode iniciar uma partida pela primeira vez desde 3 de setembro, na vitória contra o Manchester United.

Desde então, o inglês ficou no banco por 12 vezes seguidas. Ele recebeu até um alerta do treinador da seleção inglesa, Gareth Southgate, que não prometeu continuar convocando-o caso siga na reserva.

Mas seu substituto não deixa de receber críticas. As principais estão direcionadas ao desempenho nos cruzamentos. O goleiro tem demonstrados alguns problemas em um posicionamento mais agressivo em jogadas aéreas dos adversários, além de ter uma estatura baixa para os padrões atuais — apenas 1,83m.

No demais, o espanhol vem demonstrando segurança com defesas decisivas, principalmente em finalizações de fora da área. No último confronto antes da pausa internacional, impediu que o Burnley abrisse o placar, justificando a escolha de Arteta.

Gabriel Lemes
Gabriel Lemes

Me formei em Jornalismo pela Univap em 2019 e sou redator da PL Brasil. Já escrevi para o Quinto Quarto, Minha Torcida, Futebol na Veia e Portal Famosos.