Herói! Martinelli volta de lesão e decide vitória do Arsenal sobre o Manchester City

5 minutos de leitura

O Arsenal venceu o Manchester City pelo placar mínimo no início da tarde deste domingo (8), no Emirates Stadium, em jogo válido pela oitava rodada da Premier League. Aos 41 minutos do segundo tempo, Gabriel Martinelli, que voltou de lesão, saiu do banco de reservas e fez o gol da vitória londrina.

De longe, o primeiro tempo não foi dos melhores. Para se ter ideia, os Gunners não conseguiram dar um chute no alvo na primeira metade, algo que não acontece em casa, no Campeonato Inglês, desde março de 2022, contra o Liverpool.

Outro fato curioso é que a última vez não houve gols no primeiro tempo de um confronto entre Arsenal e Manchester City na Premier League foi em abril de 2012. Os Gunners venceram com um gol de nada menos que Mikel Arteta.

Outro destaque sobre o jogo é a cobrança sobre o árbitro Michael Oliver por não ter expulsado Mateo Kovacic no primeiro tempo. O meia croata deu uma entrada dura em Martin Odegaard, que já era digna de um cartão vermelho, mas o juiz deu apenas amarelo. Pouco tempo depois, o jogador do Manchester City deu mais um carrinho em Declan Rice e, dessa vez, o dono do apito só deu falta. A torcida londrina cantou “quanto estão te pagando?” em protesto.

No segundo tempo, o jogo ficou mais tranquilo para a arbitragem. A partida contou com 13 faltas, sendo seis do Arsenal e sete do Manchester City, e três cartões amarelos — um para os Gunners (Jorginho) e outros dois para os Citizen (Kovacic e Bernardo Silva).

Como foram os brasileiros em Arsenal x Manchester City

Gabriel Magalhães 6,0

Gabriel Magalhães estreou seu 100º jogo na Premier League pelo Arsenal contra o Manchester City, tornando-se apenas o segundo brasileiro a atingir essa marca pelos Gunners na competição (depois de Gilberto Silva). Foi mais seguro que o seu companheiro William Saliba e teve uma atuação regular.

Jorginho – 5,5

Voltou a ser titular e também fez uma partida regular. Com poucos desarmes e faltas, perdeu muito a posse de bola (oito vezes). Mas foi importante para a distribuição de bola durante o jogo.

Gabriel Jesus – 6,0

Jogando aberto pelo lado direito, da mesma forma que fazia na seleção brasileira comandada por Tite, tentou levar perigo e teve um chute travado no primeiro tempo que poderia ter resultado em gol. Teve velocidade e fez bem as jogadas de linha de fundo, mas não se mostrou um grande ponta contra o Manchester City.

Gabriel Martinelli – 8,5

O atacante voltou a jogar depois de quase um mês fora por conta de lesão. Entrou no primeiro minuto do primeiro tempo, no lugar de Leandro Trossard e, logo no primeiro lance que foi acionado pelo lado esquerdo já deu um chute perigosíssimo, que foi para fora. Depois, no final do jogo, o brasileiro recebeu uma bola de Kai Havertz e chutou na entrada da área. A bola bateu em Gvardiol, que fez uma péssima partida, e enganou Ederson, dando o gol da vitória do Arsenal.

Ederson – 6,5

O brasileiro chegou ao seu jogo de número 300 com a camisa do Manchester City, se aproximando da marca de Yaya Touré (316). Fez uma grande defesa e não comprometeu o time de Pep Guardiola. Com a bola nos pés, teve a qualidade de sempre, acertando 34 dos 40 passes que deu, resultando em um aproveitamento de 85%.

Matheus Nunes – 5,5

O brasileiro naturalizado português entrou aos 23 minutos do segundo tempo, no lugar de Kovacic, e não mostrou um grande futebol. Cumpriu com sua função de distribuidor de bola, mas nada com tanto brilho.

Tabela da Premier League

Com a vitória, o Arsenal encosta no líder Tottenham com 20 pontos, na vice-liderança da Premier League, e o Manchester City, que perdeu seu segundo jogo seguido — algo que não acontece desde 2018 –, é o terceiro, com 18. Na próxima rodada, o Arsenal encara o Chelsea no início da tarde do dia 21, às 13h30 (horário de Brasília), no Stamford Bridge. No mesmo dia, um pouco mais cedo, os Citizens recebem o Brighton, às 11h (horário de Brasília), no Etihad Stadium.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.