A seleção da Premier League 2019/2020 sem jogadores do Big 6

Lista conta com atletas de Aston Villa, Burnley, Leicester, Sheffield United, Southampton e Wolverhampton

A seleção da Premier League 2019/2020 sem jogadores do Big 6
DANIEL LEAL-OLIVAS/AFP via Getty Images

A Premier League 2019/2020 terminou e teve como destaque principal o primeiro título do Liverpool na era moderna do futebol inglês, o que significou uma quebra de jejum de mais de 30 anos sem levantar o campeonato nacional. No entanto, além da campanha irretocável dos Reds, essa edição também mostrou que as equipes estão ainda mais competitivas e com uma grande margem de crescimento. Diante deste cenário, a PL Brasil montou uma seleção com os melhores jogadores dos times fora do Big 6.

Vale lembrar que a escalação é opinativa e, sem dúvidas, não é uma unanimidade.

A seleção da Premier League 2019/2020 sem jogadores do Big 6

Nick Pope

Principal nome do Burnley na temporada, Nick Pope é presença quase que unânime na lista. Em 38 jogos na Premier League 2019/2020, não foi vazado em 15, o que lhe rendeu o 2º lugar na corrida pela Luva de Ouro – o brasileiro Ederson venceu porque não tomou gol em 16 partidas. As atuações de Pope mostraram um goleiro seguro, capaz de fazer milagres e muito decisivo.

Leia mais: Os 10 gols mais bonitos da Premier League 2019/2020

Ricardo Pereira

Alex Livesey/Getty Images

Com 28 jogos, dois gols e três assistências na temporada e um dos líderes em desarmes enquanto esteve em campo, o lateral-direito Ricardo Pereira foi um dos melhores defensores da Premier League 2019/2020 até se machucar antes da paralisação dos jogos ainda em março. Com muita força defensiva e qualidade no ataque, fez muita falta ao Leicester na retomada das partidas em Junho.

Sem Ricardo Pereira, o Leicester venceu apenas dois dos últimos dez jogos, o que resultou na saída do time do top 4. A campanha foi boa, mas fica a sensação de frustração pela não classificação a Champions League 2020/2021.

John Egan

As atuações de John Egan na Premier League 2019/2020 não credenciam ele apenas como um dos melhores jogadores da liga excluindo os times do Big 6, mas no geral mesmo.

Com partidas bem consistentes e pouquíssimos erros, o zagueiro foi um dos líderes de uma campanha espetacular do recém-promovido Sheffield United. Basicamente o coração do exemplar sistema defensivo do clube.

Leia mais: Aston Villa na PL 2019/2020: muito investimento e pouco futebol

Çağlar Söyüncü

Apesar de ter caído de rendimento na reta final da Premier League 2019/2020, Çağlar Söyüncü foi um dos líderes da campanha do Leicester na temporada.

Com bom desempenho tanto na bola área quanto por baixo, o defensor mostrou que é um dos melhores zagueiros da liga e que evoluiu bastante de uma edição do campeonato para outra, apesar da queda no desempenho nas partidas finais.

Ben Chilwell

Assim como Ricardo Pereira, o lateral-esquerdo Ben Chilwell foi interrompido de atuar na reta final da Premier League 2019/2020 por conta de uma grave lesão. O defensor era um dos pilares da equipe de Brendan Rodgers e, sem dúvidas, fez falta nas partidas que decidiram a classificação final do time na temporada. Ao todo, ele atuou em 27 jogos, deu três assistências e fez três gols.

Leia mais: Leicester na PL 2019/2020: queda no final e perda da vaga para a UCL

Wilfred Ndidi

Wilfred Ndidi é o volante com mais desarmes nas principais ligas europeias. Um motorzinho dentro de campo e que parece se multiplicar por conta da sua agilidade na marcação.

Fez uma Premier League 2019/2020 espetacular e por muito pouco fica de fora da seleção principal do campeonato. É, sem dúvidas, o coração do meio-campo do Leicester.

João Moutinho

Mais uma temporada espetacular de um dos melhores meio-campistas da liga. As atuações de João Moutinho na Premier League 2019/2020 mostraram que o atleta de 33 anos ainda tem muita lenha para queimar e que é o maestro do Wolverhampton.

Aquele meia que consegue destravar o time seja fazendo a saída da defesa, a conexão entre meio e ataque, na bola parada e em outras fases do jogo. Ao todo, foram seis assistências e um gol em 38 partidas de Premier League.

Jack Grealish

A permanência do Aston Villa na Premier League foi sofrida. E o protagonista por não ter deixado um dos maiores times do futebol inglês ser rebaixado foi ele: Jack Grealish.

Isso porque o camisa 10 marcou oito gols e deu seis assistências na campanha do time na temporada, números que significaram uma participação direta em 34% dos gols do Villa na Premier League 2019/2020.

Leia mais: Wolverhampton na PL 2019/2020: Wolves mantêm o alto nível

Raúl Jiménez

seleção 2019 2020 PREMIER LEAGUE
DANIEL LEAL-OLIVAS/AFP via Getty Images

Se o Wolverhampton terminou em 7º e pode disputar a Europa League de 2020/2021 caso o Chelsea vença a Copa da Inglaterra, muito se deve ao atacante Raúl Jiménez. Isso porque o camisa 9 marcou 17 gols e deu seis assistências na Premier League 2019/2020.

Não esteve no pódio dos artilheiros da liga, mas seus números contribuíram diretamente para 45% dos gols dos Wolves em mais uma bela campanha do clube.

Danny Ings

Se o Southampton conseguiu reagir na Premier League 2019/2020 e fazer uma campanha segura e sem sustos, o atacante Danny Ings contribuiu bastante. Isso porque o camisa 9 marcou 22 gols e deu duas assistências em 38 jogos, números que significam participação direta em 47% dos gols do Saints.

Ings não foi o artilheiro da Premier League, mas brigou até a última rodada, ficando apenas um gol atrás de Jamie Vardy, que terminou a competição com 23. Portanto, não é de se estranhar caso o atacante integre a seleção oficial da Premier League 2019/2020.

Jamie Vardy

O atacante Jamie Vardy já é um velho conhecido das seleções de fim de campeonato. No entanto, desta vez, ele foi além no número de gols e conseguiu um feito que: artilheiro da Premier League 2019/2020.

Ao todo, o camisa 9 do Leicester balançou às redes 23 vezes e deu duas assistências em 35 jogos, números que contribuíram diretamente em 41% dos gols dos Foxes na temporada.

Técnico: Chris Wilder

Nuno Espírito Santo (Wolverhampton) e Brendan Rodgers (Leicester) até conseguiram colocações melhores na Premier League 2019/2020, mas o trabalho que Chris Wilder fez à frente do Sheffield United foi incrível.

Mesmo tendo em mãos uma equipe modesta, com orçamento baixo e sem grandes contratações, ele deu aos Blades uma consistência tática exemplar. Com os atletas seguindo à risca o que o treinador pedia, o Sheffield conquistou 54 pontos e terminou na 9ª posição, a melhor colocação do clube na era Premier League.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

O Liverpool campeão da Premier League 2019/2020