Prejuízo milionário e reforços a menos: o ‘pesadelo’ da eliminação do Newcastle na Champions

5 minutos de leitura

Ainda que o Newcastle tenha ficado 20 anos sem disputar a Champions League, a eliminação na competição foi dolorosa e levará algum tempo para ser processada pelo torcedor.

A classificação para as oitavas de final estava nas mãos dos Magpies. Com Borussia Dortmund e PSG empatando, bastava o time inglês vencer o Milan em casa para seguir na Liga dos Campões, mas, mesmo com Joelinton abrindo o placar com um golaço no St. James Park, o time rossonero virou a partida e garantiu uma vaga na Europa League.

A PL Brasil separou os dados divulgados pelo jornal britânico “The Athletic” para calcular as consequências causadas pela derrota da equipe comandada pelo técnico Eddie Howe.

Quanto o Newcastle teria ganhado se tivesse chegado ao mata-mata?

Além de esportivo, o prejuízo da eliminação do Newcastle é financeiro. Apenas por progredir para a fase mata-mata, cada clube recebe 9,6 milhões de euros (R$ 51,5 milhões), sem incluir bônus por vitórias na fase de grupos, que valem 2,8 milhões de euros (R$ 15 milhões) cada.

O avanço para as quartas de final da Champions League é ainda mais lucrativo — 10,6 milhões de euros (R$ 56,9 milhões). A premiação é, em sequência, de 12,5 milhões de euros (R$ 67 milhões) nas semifinais e 15,5 milhões de euros (R$ 83,2 milhões) na final. O campeão recebe, ainda, um adicional de 4,5 milhões de euros (R$ 24 milhões).

Além disso, cada clube recebe receitas de transmissão que são parcialmente baseadas no mérito esportivo e teriam aumentado à medida que o Newcastle avançasse.

Embora seja impossível calcular o valor exato que a eliminação do Newcastle lhes custou financeiramente, uma vez que os pagamentos da TV são mutáveis ​​​​e determinados por vários fatores, no mínimo eles renunciaram a um adicional avaliado entre 12 milhões a 15 milhões de libras (R$ 74,7 a R$ 93,4 milhões).

Quanto o Newcastle ganhou na Champions League?

De acordo com o professor de finanças do futebol da Universidade de Liverpool e apresentador do podcast “Price of Football”, Kieran Maguire, o Newcastle esperava aumentar sua receita em no mínimo 30 milhões de libras (R$ 186,9 milhões).

A participação na fase de grupos gerou uma premiação de 15,6 milhões de euros (R$ 83,7 milhões) aos Magpies. Com a vitória sobre o PSG e os empates em Milão e em Paris, o valor chega a 17,46 milhões de libras (R$ 108,7 milhões).

Influência na janela de janeiro

A progressão na fase de grupos da Champions League teria aumentado ainda mais o teto do fair play financeiro por conta do prêmio em dinheiro. Agora, com pouca flexibilidade no orçamento, a janela de janeiro pode ficar comprometida para o Newcastle. De acordo com o diretor esportivo do clube, Dan Ashworth, o clube não prevê a entrada de um grande número de jogadores no primeiro mês de 2024.

Lewis Hall chegou do Chelsea em agosto por empréstimo com a obrigação de compra, principalmente porque o Newcastle estava muito perto do limite do fair play financeiro. O clube tenta fazer a maior parte de seus negócios durante as janelas de meio de ano, mas está disposto a antecipar gastos futuros para o jogador certo, como fez em janeiro passado com a compra de Anthony Gordon por 40 milhões de libras.

Assim, o Newcastle considera uma ampla variedade de opções para maximizar seu orçamento limitado, incluindo empréstimos com opções e obrigações de compra.

Depois que Sandro Tonali foi suspenso por 10 meses em outubro, a prioridade do Newcastle é na contratação de outro meio-campista. Kalvin Phillips, do Manchester City, é o principal nome. Rúben Neves, do Al Hilal, já não é mais um alvo, já que a contratação do português seria algo muito caro.

O plano inicial do Newcastle incluía também um zagueiro e um atacante. Mas a crise de lesões no Newcastle fez com que o clube se tornasse mais “reativo” às suas necessidades de curto prazo. Portanto, além do meio de campo, o gol é uma preocupação. Após passar por uma cirurgia no ombro, Nick Pope deve passar um bom tempo longe dos gramados. O principal alvo para uma reposição é Hugo Lloris, encostado no Tottenham, e David De Gea, que está livre no mercado.

Quanto o Newcastle ganharia se tivesse se classificado para a Europa League?

Newcastle
Bruno Guimarães conversa com o técnico Eddie Howe, em partida do Newcastle. Veja onde será transmitido o próximo desafio da equipe (Foto: Icon Sport)

Se terminasse em terceiro lugar no grupo F da Champions League, o Newcastle poderia se classificar para a Europa League, o que lhe renderia 500 mil euros (R$ 2,68 milhões). A ida para as oitavas de final vale 1,2 milhões de euros (R$ 6,34 milhões), para as quartas de final 18 milhões de euros (R$ 96,6 milhões), para as semifinais 2,8 milhões de euros (R$ 15 milhões) e para a final 4,6 milhões de euros (R$ 24,7 milhões). O campeão também recebe mais 4 milhões de euros.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.