Por que braço direito e ‘sucessor natural’ de Klopp não será o novo técnico do Liverpool

4 minutos de leitura

Depois de trabalhar por 10 anos ao lado de Jürgen Klopp e fazer parte da era vitoriosa do treinador alemão no Liverpool, era de se esperar que o auxiliar técnico Pepijn Lijnders fosse um dos favoritos na corrida para encontrar o substituto do comandante de Anfield. Mas essa não será a opção escolhida pela direção do clube.

No anúncio de sua saída do Liverpool, feito na última sexta-feira (25), Klopp informou que a sua comissão, formada também por Peter Krawietz e Vitor Matos, deixariam o time com ele no fim da temporada 2023/24.

Nesta quinta-feira (1º), Lijnders deu uma entrevista ao site oficial dos Reds explicando porque ele também está deixando Merseyside.

Por que o “sucessor natural” de Klopp não assumirá o Liverpool

Em seu anúncio de saída, Klopp já havia dado um spoiler sobre o desejo de Lijnders de não fazer mais parte de sua comissão técnica em outro clube e seguir seus próximos passos como treinador principal, e não mais auxiliar. O alemão o incentivou a fazer isso, dizendo que ninguém está mais pronto do que ele.

— Pep (Lijnders) especialmente está pronto — pronto para gerenciar um time de futebol e ele quer fazer isso também, então é ótimo, junto com o Vitor. […] Eles estão prontos para o futuro e estou muito feliz com isso. O cara mais influente dos últimos anos neste clube foi Pep Lijnders. O trabalho que ele fez é absolutamente excepcional. A inspiração que ele é para mim é absolutamente excepcional.

Na entrevista após as declarações de Klopp, Lijnders deixou claro que não foi fácil tomar a decisão de sair do clube após uma década de dedicação aos Reds. Porém, a ideia sempre foi concluir o trabalho ao lado de Klopp e, por isso, ele decidiu que era o momento de ir embora.

— Devo tudo a este clube. Eles não me devem nada, para ser sincero. São 10 anos cheios de dedicação. Sempre disse que terminaria com Jürgen; no momento em que eu não ajudar mais ninguém, esse é o momento em que irei embora. Esse sempre foi o caso. Então, quando conversamos, ficou claro para mim: OK, então eu vou, treino e terminamos juntos esse projeto que começamos. Mas sim, não é fácil. 

klopp liverpool
Jürgen Klopp, técnico do Liverpool (Foto: Icon Sport)

Questionado se ele realmente irá dar um novo passo, assumindo uma equipe quando a temporada se encerrar, o holandês confirmou que deseja fazer isso por ser parte da “progressão natural” da sua carreira, mas que ainda não bateu o martelo.

Por enquanto, ele se manterá focado em terminar a temporada no Liverpool e só então se reunirá com seu agente para decidir se irá assumir alguma equipe em 2024/25.

— No futuro, espero poder transmitir as mesmas emoções e a mesma alegria aos torcedores, ao novo clube. Eu realmente acredito que é uma progressão natural a forma como lideramos este clube nos últimos anos, então isso é muito legal e mal posso esperar para começar.

— Mas provavelmente dentro de alguns meses irei me sentar com o meu agente. Agora não é o momento, mas depois verei que tipo de opções tenho, que clube realmente me quer e nesse momento farei uma decisão que é boa para mim. Espero que seja boa para o Vitor e espero que seja boa para minha família.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.