Vale a pena? ‘Plano B’ a Caicedo custaria 4 vezes menos para o Chelsea

5 minutos de leitura

O Chelsea continua em sua saga para contratar o meio-campista Moises Caicedo, do Brighton. O jogador é um desejo do treinador Mauricio Pochettino para resolver a carência do meio-campo da equipe.

No entanto, o Brighton tem dificultado ao máximo o negócio. Os Seagulls rejeitaram todas as ofertas dos Blues até então — a última de 80 milhões de libras. O time de Roberto De Zerbi diz que só aceita negociar seu pilar do meio-campo por 100 milhões de libras.

A dificuldade fez com que o Chelsea voltasse os olhos para alternativas, como divulgado na semana passada. Edson Alvarez, do Ajax, Gabri Veiga, do Celta, e Tyler Adams, do Leeds, foram os três principais citados.

Mas nada indica que os negócios sejam mais fáceis. Alvarez chegou a um acordo com West Ham para substituir Declan Rice, enquanto Veiga entrou na mira do Liverpool — e é um meia de características mais ofensivas que o desejado por Pochettino.

Assim, Adams virou o favorito como ‘plano B' a Caicedo. E o volante norte-americano tem uma vantagem importante: com o rebaixamento do Leeds para a Championship, sua multa rescisória caiu para 20 milhões de libras, segundo informado pelo jornal britânico “Daily Mail”. É um valor quatro vezes menor do que o Chelsea se propõe a pagar por Moises Caicedo.

O “Daily Mail” também divulgou que o Chelsea estaria “preparado” para ativar a cláusula de Adams e contratar o jogador. O Aston Villa também seria um interessado, mas o atleta prefere jogar em Stamford Bridge e fazer parte da reconstrução do time sob a batuta de Pochettino.

Tyler Adams tem apenas uma temporada na Inglaterra. Ele foi contratado por 17 milhões de euros em julho de 2022, quando estava no RB Leipizig. E não impressionou: foram 24 jogos na Premier League, sem gols ou assistências.

Adams na Premier League 2022/23

  • 45,6 passes certos por jogo – 1º do time
  • 1,9 desarmes por jogo – 2º do time
  • 1,5 interceptações por jogo – 3º do time

Reforçar o meio-campo é uma prioridade para Pochettino

Leandro Paredes, argentino que trabalhou com Pochettino no PSG, foi mais um alvo levantado para o meio-campo dos Blues. O próprio treinador admitiu durante a pré-temporada que a prioridade de reforços está no setor.

As saídas de Kovacic, Kanté, Zakaria e Loftus-Cheek fizeram com que o Chelsea permanecesse com poucos jogadores no meio. Dos jogadores que estavam no time principal na última temporada, restaram Enzo Fernández e Conor Gallagher. Por isso, Mauricio Pochettino tem dado oportunidade a jovens jogadores, como Andrey SantosO brasileiro é um dos destaques da pré-temporada e não deve ser emprestado.

Além dele, nomes como Carney ChukwuemekaCesare Casadei, que deve ser emprestado. O time anunciou o volante Lesley Ugochukwu, do Rennes, mas o jogador também é muito jovem, com apenas 19 anos.

Outras novidades no Chelsea

A janela do Chelsea tem sido a mais movimentada na Inglaterra. Preocupados com o fair play financeiro e o fato de não disputar nenhuma competição europeia em 2023/24, o clube negociou uma ‘barca' de jogadores, que incluiu Havertz, Kanté, Mount, Kovacic, Mendy, Pulisic e outros.

Em compensação, o clube se reforçou com jovens e promissores talentos. Além de Ugochukwu e Andrey, vieram também Nkunku, Nicolas Jackson, Kendry Paez, Alex Matos, Diego Moreira, Ângelo Gabriel e Robert Sanchez.

Os Blues tampouco devem parar por aí. Além do meio-campo, o clube está perto de fechar a contratação de Deivid Washington, atacante do Santos, e uma troca que envolve Lukaku e Vlahovic com a Juventus. Também foi feita uma proposta pelo atacante Michael Olise, do Crystal Palace, que é alvo do Manchester City.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista formado pela ECA-USP, campineiro e repórter na PL Brasil. Passagens por EL PAÍS, Revista Veja e Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]