PL Brasil Awards: elegemos os melhores da Premier League 2018/2019

Votamos no craque da competição e na seleção do torneio!

0
324
pl brasil awards premier league 20182019pl brasil awards premier league 20182019

O fim da Premier League 2018/2019 se aproxima, e o clima de despedida já toma conta de torcedores, jogadores e dirigentes. Certamente, a temporada vai ficar marcada na história do futebol inglês. Nada melhor então que eleger os melhores e piores desta temporada.

A PL Brasil Awards premia os grandes destaques da temporada da
Premier League. Confira os vencedores das nas edições 2016/2017 e 2017/2018.

Se liga só nas categorias da Premier League 2018/2019:

  • Melhor jogador;
  • Melhor jovem;
  • Melhor estreante na Premier League
  • Melhor técnico;
  • Melhor contratação;
  • Pior contratação;
  • Jogador decepção;
  • Time surpresa;
  • Time decepção;
  • Seleção do campeonato.

Melhor jogador

Imponente na defesa do Liverpool, o zagueiro Virgil van Dijk também foi dominante na nossa eleição e levou incríveis 42 votos, muito à frente do vice-colocado Raheem Sterling, com apenas sete.

Vale lembrar que o defensor também conquistou o troféu de melhor jogador do campeonato da Associação dos Jogadores Profissionais (PFA).

Melhor jovem (até 23 anos no final da temporada)

Entre os jogadores até 21 anos, o lateral direito Alexander-Arnold ganhou com sobras, totalizando 30 votos. Foram 11 assistências na temporada para o defensor do Liverpool e da seleção inglesa, coroando um desempenho excelente.

Revelação (estreia na PL nesta temporada)

A categoria premiou o jogador que fez sua estreia na Premier League nesta temporada. O jovem meia James Maddison, do Leicester, até chegou perto, com 12 votos, mas foi o brasileiro Alisson, do Liverpool, que assumiu o topo, com 20 indicações, mesmo número de clean sheets que teve na competição. Goleiro ganha muita moral para a disputa da Copa América com a Seleção.

Melhor técnico

A categoria mais disputada foi fora das quatro linhas. Em decisão muito apertada, o português Nuno Espírito Santo (20) superou Pep Guardiola (19) e Jürgen Klopp (17) e ganhou o prêmio de Melhor Técnico, por um desempenho impressionante com o Wolverhampton.

Como grandes navegadores lusitanos, os Wolves, de Nuno, fizeram bonito na temporada: sétimo colocado da Premier League, semifinalista da Copa da Inglaterra e “terror” dos times do Bog-6.

Melhor contratação

Sem espalmar, o brasileiro Alisson encaixou, com segurança, o prêmio de Melhor Contratação. Segundo goleiro mais caro da era Premier League, o camisa 13 do Liverpool foi sinônimo de defesas providenciais mesmo que a linha defensiva tenha contribuído enormemente.

Pior contratação

Não foi nessa temporada que um brasileiro realmente brilhou com a camisa do Manchester United. Fred era a esperança de um meio-campo mais móvel e dinâmico, mas o jogador oscilou na temporada 2018/2019 e esteve longe de ser o atleta que a torcida esperava.

Foram 24 votos para o brasileiro, que ficou à frente de Yerry Mina, do Everton, e Jean Michel Seri, do Fulham, ambos com seis indicações.

Jogador decepção

Na instável temporada do Manchester United, muitos jogadores ficaram devendo. Muito por isso, o chileno Alexis Sánchez, apagado durante muitos jogos, foi indicado a Jogador Decepção, com 12 votos, à frente do companheiro de equipe Fred, com nove.

Time surpresa

O prêmio mais fácil foi abocanhado pelos dentes de um lobo feroz. O Wolverhampton ganhou incríveis 47 votos e foi eleito pela equipe da PL Brasil o Time Surpresa da temporada, após grande campanha no retorno à Premier League.

Time decepção

Quando um time sobe da segunda para a primeira divisão e bate recorde na era Premier League ao investir 100 milhões de libras em reforços, espera-se que a equipe termine, no mínimo, no meio de tabela.

Mas não foi isso que aconteceu com o Fulham, que decepcionou sua torcida, com um futebol fraco, desorganizado e sem identidade. Foram 41 votos para os Cottagers.

Seleção da Premier League 2018/2019

Alisson (49 votos)

Alexander-Arnold (53 votos)

Virgil van Dijk (57 votos)

Aymeric Laporte (50 votos)

Andy Robertson (54 votos)

Fernandinho (30 votos)

Bernardo Silva (45 votos)

Eden Hazard (24 votos)

Sergio Agüero (49 votos)

Sadio Mané (48 votos)

Raheem Sterling (38 votos)

Votaram: Isabela Mendes, Carlos Vidoto, Matheus Santana, Felipe Altarugio, Marcelo Becher, Victor Fagarassi, Leonardo Parrela, Guilherme Rodelli, Bruno Desidério, Bruno Bezerra, Vinícius Alves, Lucas Bichão, Lucas Ayres, Emanuel Vargas, Lucas Pires, Diego Araújo, Guilherme Batista, Eduardo Andrade, Gabriel Reihner, Igor Martins, Francesco Chianelli, Hugo L'Abbate, Leonardo Gontijo, Matheus Capanema, Carlos Borges, Fernanda Carvalho, João Pedro Guedes, Julio Puiati, Pedro Ramos, Leonardo Zacarin, Rafael Brayan, Thiago Ienco, Vinicius Matheus, Paulo de Faria, Brenno Mauro, Diogo Peixoto, Felipe Picinini, Lucas Holanda, Yves Menezes, Fabrício Santos, João Vitor, Danilo Moraes, Caio Thumé, Thomas Gonzaga, Thomaz Veríssimo, Marcus Benedetti, Guilherme Lima, Leandro Dantas, Pedro Zandonadi, Matheus Teodoro, Cantagesso, Jober Sian, Mariana Vicente, Júlia Cabral, Matheus Oliveira, Eduardo Costa e Fernanda Lima