Philippe Coutinho – Mercado da bola, transferências, rumores e estatísticas

Philippe Coutinho Correia, ou simplesmente Philippe Coutinho, é um jogador de futebol brasileiro que atua como meia. Nascido em 12 de junho de 1992 no Rio de Janeiro, o atleta atualmente defende o Aston Villa, da Inglaterra. Com apenas sete anos, deu seus primeiros passos no futebol.

Philippe Coutinho – Início de carreira

Philippe Coutinho iniciou sua carreira no futebol em 1999, nas categorias de base do Vasco, quando tinha sete anos. Foi se destacando com o passar dos anos e subindo de categoria.

A partir do Sub-15, passou a ser chamado regularmente para a Seleção Brasileira por conta de seu destaque no clube. Dessa forma, continuou se destacando tanto no Gigante da Colina, quanto na equipe nacional.

Tal destaque fez com que surgissem rumores e Philippe Coutinho fosse vendido antes mesmo de subir ao profissional. Assim, a Inter de Milão foi ao mercado da bola e contratou o promissor meia vascaíno. No entanto, por conta da idade, ainda não podia deixar seu clube, onde permaneceu até julho de 2010, quando completou 18 anos.

Trajetória, conquistas e highlights de Philippe Coutinho

Após se destacar nas categorias de base, subiu ao profissional no primeiro semestre de 2009. Com apenas 17 anos, Philippe Coutinho participou de 12 jogos com a camisa alvinegra. No entanto, não participou de gols. Além disso, se sagrou campeão da Série B.

Em 2010, começou o ano com tudo, quando foi eleito o melhor meio-campista do Campeonato Carioca com 17 anos. Seus dois primeiros gols como profissional foram na goleada histórica do Vasco contra o rival Botafogo. A saber, em 2010, marcou cinco gols em 31 jogos. Ao todo, pelo Gigante da Colina, foram 43 partidas com cinco tentos.

Transferências e mercado da bola de Philippe Coutinho

Se apresentou à Inter de Milão quando completou 18 anos. Entretanto, a temporada tinha sido finalizada. Nesse sentido Philippe Coutinho de fato chegou ao time italiano em julho. A saber, o clube desembolsou 3,8 milhões de euros para contar com o meia.

Na temporada 2010/11, quando ainda se adaptava ao novo clube, jogou 20 partidas e anotou um gol, além de dar uma assistência. Na época seguinte, começou com oportunidades, marcando mais uma vez em 11 jogos.

Entretanto, no início de 2012, no mercado de transferências de janeiro, o Espanyol entrou em acordo com a Inter de Milão por um empréstimo do brasileiro. Pelo clube da Espanha, marcou cinco gols em 16 jogos e chamou a atenção.

Em seu retorno à Itália, Philippe Coutinho continuou tendo chances e se destacando, marcando três gols em 19 jogos. Assim, mesmo com números discretos, mostrava muita qualidade e parecia ser promissor.

Dessa forma, no mercado da bola de início de 2013, surgiram mis rumores e Philippe Coutinho deixou a Inter de Milão e viajou à Inglaterra para defender um gigante do país e do mundo.

Liverpool

Nesse sentido, o Liverpool pagou 13 milhões para contar com o jovem meia brasileiro. Dessa forma, no restante da temporada  2012/13, marcou três gols e deu cinco assistências em 13 partidas pela Premier League.

A partir da temporada seguinte, Philippe Coutinho foi aparecendo mais em campo e se mostrando cada vez mais pronto a ser um grande jogador do futebol mundial.

Após seus primeiros seis meses, nas quatro temporadas e meia, jogou 201 jogos com a camisa do Liverpool, marcou 54 gols e deu 39 assistências. Apesar disso, nunca se sagrou campeão com a camisa dos Reds.

Assim, apareceram rumores e o jogador foi sendo sondado por grandes clubes. Nesse sentido, no mercado de transferências de janeiro de 2018, um gigante clube espanhol efetuou a compra do meia brasileiro. A saber, Philippe Coutinho se tornou a venda mais cara da história do Liverpool.

Barcelona

Com um grande destaque técnico apresentado na Premier League, o Barcelona comprou o brasileiro pela bagatela de 135 milhões de euros para o restante da temporada 2017/18.

Nos últimos seis meses da época, até apresentou bom futebol, com dez gols e seis assistências em 22 jogos. Entretanto, com o passar do tempo, foi perdendo espaço e tendo cada vez menos jogos.

Philippe Coutinho não conseguiu apresentar o bom futebol da época do Liverpool enquanto defendia o Barcelona. Na temporada 2018/19, jogou 54 jogos, marcou 11 gols e deu quatro assistências. Com um desempenho abaixo, deixou de jogar muitas vezes e foi emprestado.

Ficou por um ano defendendo o Bayern de Munique. Na Alemanha, na temporada 2019/20, jogou 38 jogos, marcou 11 gols e deu nove assistências. A saber, dois dos gols foram contra o Barcelona.

Retornou à Espanha e, mais uma vez, sofreu com a falta de oportunidades. Sendo assim, em uma temporada e meia jogou apenas 30 jogos, onde marcou cinco gols e deu duas assistências.

Mais uma vez teve seu nome vinculado a outro time no mercado da bola. Assim, voltou à Inglaterra, mas não ao Liverpool, em busca de uma reviravolta.

Aston Villa

Em janeiro de 2022, Philippe Coutinho foi ao Aston Villa por empréstimo de seis meses. De volta à Inglaterra, o meia brasileiro se mostrou mais à vontade e, em seis meses, marcou cinco gols e deu três assistências em 19 jogos.

Além dos números, demonstrou mais uma vez o bom futebol. Sendo assim, empolgou os torcedores e dirigentes do Aston Villa e os fãs brasileiros. No mercado de transferências do início da temporada 2022/23, o clube inglês vai pagar 20 milhões de euros para ter Philippe Coutinho em definitivo.

Seleção Brasileira

Com um mercado da bola agitado desde muito jovem, Philippe Coutinho defendeu a Seleção Brasileira e foi campeão diversas vezes. Assim, nas categorias de base, venceu o Sul-Americano Sub-15 e Sub-17 e a Copa do Mundo Sub-20.

Além disso, pela Seleção Brasileira profissional, Philippe Coutinho tem um título de Copa América, em 2019. Além disso, foi titular absoluto da Copa do Mundo de 2018  e deve marcar presença no Catar. A saber, são 21 gols marcados em 68 jogos com a amarelinha.

Oi, eu sou o Gabriel Vicco e sou apaixonado por futebol e sempre o tive o sonho de trabalhar com isso. Escolhi o jornalismo por gostar de escrever e me comunicar de várias maneiras. Tenho uma página no Instagram com alguns amigos, o Debate (@debate.fcs), onde postamos notícias, análises e coberturas do Brasileirão Feminino. Atualmente, tenho a certeza de que a profissão que mais almejo é o jornalismo esportivo, por isso busco por experiências e pela minha evolução nesse ramo.
Artigo anteriorHaaland – Mercado da bola, transferências, rumores e estatísticas
Próximo artigoLuuk de Jong se despede do Barcelona