Phil Jones, a força na defesa da seleção da Inglaterra

Zagueiro do Manchester United impressiona por ser extremamente forte. Conheça a história de Phil Jones!

Phil Jones
Reprodução/Tribuna

Vamos dar continuidade a nossa série especial de matérias sobre os convocados da Inglaterra para a Copa do Mundo! Vem com a gente que o papo de hoje é sobre Phil Jones!

Quem é Phil Jones?

Phillip Anthony Jones, mais conhecido pelo apelido Phil, nasceu no dia 25 de fevereiro de 1992 na pequena cidade de Preston, no condado de Lancashire, Reino Unido.

Sempre após o colégio, o garoto ia para a rua ou para um campo de futebol próximo para jogar com seus amigos – mas nunca teve habilidades de driblar ou marcar gols.

E foi este foi um dos motivos de tornar-se zagueiro. Além disso, sua altura destoava das de seus companheiros. Alto e forte, o defensor foi se tornando um artilheiro prolífico nas bolas aéreas.

Com essas habilidades, chamou a atenção do pequeno time juvenil chamado Ribble Wanderers. A sua maturidade e seu tamanho sempre o fizeram parecer mais velho do que era verdadeiramente.

Força, altura e desarme

Reprodução/Getty

Ainda no primeiro ano pelo clube, impressionou os olheiros do Blackburn Rovers. Começou a trabalhar pelo clube, mas não como jogador. Foi mascote do time em alguns jogos, mesmo ainda atuando pelo Ribble.

Depois de mais uma temporada pelo time de Preston, se transferiu ao Blackburn. Desta vez, estaria em campo representando o clube como atleta de verdade. Sua idade? 10, ou seja, ainda nem tinha começado sua adolescência.

Pelas categorias de base do time, foi passando a ser importante para o elenco. Novamente, sua força, altura e personalidade continuavam surpreendendo. Assim, após sete anos na base, recebeu sua primeira oportunidade entre os profissionais.

Em 2009, com apenas 17 anos, fez sua primeira aparição no futebol inglês. Sua estreia aconteceu na vitória contra o Nottingham Forest por 1 a 0, válida pela Copa da Liga.

Perto do dia completar 18 anos, assinou o seu primeiro contrato profissional de cinco anos de duração com o clube. Um mês depois disso, estreou na Premier League contra o Chelsea, surpreendendo por sua força e autoridade defensiva, ganhando a vaga entre os titulares no clube.

Entre idas e vindas do time reserva para os profissionais, Jones participou de 20 jogos naquela sua primeira temporada, sendo 9 da Premier League, 2 na Copa da Liga e 1 na FA Cup, além das 8 partidas na Premier Reserv League North.

Mas foi na temporada 2010/11 que seu desempenho se tornou importante para o Blackburn. Jogou 26 partidas da Premier League, um pouco mais de 65% da competição.

Embora seja zagueiro, atuou mais como volante, dada a sua força física e sua qualidade em desarme e interceptação.

“Prêmio” e versatilidade

Reprodução/Getty Images

Tais números chamaram a atenção do maior campeão nacional da Inglaterra. Mesmo voltando de uma lesão, as habilidades do jovem zagueiro de 18 anos surpreenderam Sir Alex Ferguson, que pediu sua contratação.

Logo em sua primeira temporada em um time grande, participou de sua maior quantidade de partidas em uma temporada até ali.

Atuou em todas as partidas na péssima campanha da Liga dos Campeões, que acabou levando o clube à eliminação ainda na fase de grupos, mas se classificando para a Liga Europa de 2011/12.

Além disso, o artilheiro quando criança marcou seu primeiro gol como jogador profissional no dia 3 de dezembro de 2011 na vitória contra o Aston Villa na Premier League.

Se ele havia aprendido a jogar como volante no seu antigo clube, no Manchester United começou a atuar no lado do campo. Passou a jogar como lateral direito sob o comando de Alex Ferguson.

Ao todo, pelo Manchester United, foram 192 partidas, 5 gols e 9 assistências. Porém, é um lance que marca sua passagem pelos Reds Devils até aqui por sua determinação, raça e espirito guerreiro.

Durante a partida contra o Arsenal, em maio 2015, o Phil Jones salvou um gol do clube de forma heroica. O jogador ganhou o “prêmio” de melhor ato de defesa da história do futebol.

História na seleção

Reprodução/Tribuna

Depois de passagens pelos times jovens da Inglaterra, estreou em 2011, quando já era atleta do Manchester United, no time profissional da Inglaterra com apenas 19 anos.

O zagueiro já jogou 24 partidas pela seleção inglesa e, mais do que isso, é um dos poucos jogadores que já participaram de um Mundial.

Na Inglaterra, também já jogou como lateral e, às vezes, como meia defensivo. Ou seja, Southgate terá a multivalência de mais um jogador – além dele, Walker e Delph são opções para o time.