Paris Saint-Germain – História, estatísticas e conquistas

2 minutos de leitura

O Paris Saint-Germain nasceu na França em 1970, sendo o resultado de uma fusão entre dois clubes pré-existentes. O Paris Football Club se juntou com o Stade Saint-Germain. Portanto, o novo clube, apelidado de PSG, adotou as cores simbólicas da capital Paris, azul e vermelho. Adicionou a essa mistura o branco, cor símbolo do distrito de Saint-Germain. O time joga suas partidas no Estádio Parc des Princes, que tem capacidade para 48583 torcedores.

Trajetória do Paris Saint-Germain: fundação, conquistas e ascensão

O Paris Saint-Germain é um dos maiores clubes do mundo hoje. Porém, nem sempre foi assim, sendo uma das equipes mais modestas da elite francesa no início de sua história. Seu caminho de vitórias começou quando fez uma parceria comercial com uma emissora de TV, o Canal+, em 1991. O veículo de comunicação colocava bastante dinheiro no clube, que chegou a contratar alguns craques como George WeahRaí na década de 90.

Porém, após um grande tempo brigando pela metade da tabela de classificação, o Paris Saint-Germain voltou a brilhar no início dos anos 2010. Em 2011 o Qatar Sport Investiment comprou o clube, começando assim a era de Nasser Al-Khelaifi, que ainda está em andamento. Quando eles assumiram, o PSG tinha dois títulos franceses, hoje já tem 10, ganhando oito sob o comando do fundo árabe. Além disso, passaram a dominar o mercado da bola, contratando quem quisessem.

Mercado de Transferências do Paris Saint-Germain

O Paris Saint-Germain passou a se acostumar com grandes craques entrando e saindo do seu CT todos os anos. De fato, hoje o clube tem poder financeiro para comprar o passe de qualquer jogador no mundo no mercado da bola. Mas, mesmo assim ainda não conseguiu ganhar a tão sonhada Champions League, que é sua grande obsessão. Portanto, investiu forte nos últimos anos.

Comprando tantos craques temporada após temporada no mercado de transferências sob o comando dos árabes, o Paris Saint-Germain formou seus maiores ídolos de 2011 para cá. Portanto, confira uma lista de cinco grandes ídolos que foram contratados pelo PSG, e que balançaram o mercado da bola.

Neymar, do Barcelona, por 222 milhões de euros, em 2017/18

Na metade de 2017, quando começava o mercado da bola para a temporada 2017/18, os fortes rumores tomavam o ambiente do PSG. Em todas as partes do mundo, informações davam conta que o Paris Saint-Germain estava disposto a pagar a multa rescisória de Neymar, estrela do trio MSN do Barcelona. No entanto, todos ficavam atônitos. Afinal, o clube francês teria o dinheiro suficiente para pagar os 222 milhões de euros que constavam no contrato do brasileiro?

Os rumores se confirmaram, e essa seria a transferência mais cara da história do futebol, praticamente inigualável. O mercado da bola praticamente entrou em colapso na época, nem o Barcelona acreditava que o PSG havia feito aquela compra. Até as entidades fiscais pediram uma declaração do Barça confirmando o pagamento da quantia absurda durante o mercado de transferências.

Já no PSGNeymar já é considerado uma lenda por todos, e pelo que joga no clube. A saber, ele só perdeu uma das Ligue 1 que disputou, em 2020/21. Além disso, levou o clube à sua primeira final de Champions League, em 2019/20, perdendo o título para o Bayern.

Kylian Mbappé, do Monaco, por empréstimo, em 2017/18

De acordo com rumores, depois de contratar Neymar por €222 milhões o PSG estava disposto a pagar €180 milhões pelo jovem Kylian Mbappé, do Monaco. No entanto, as entidades fiscais não permitiram, em nome do fair play financeiro. Mas, o Paris Saint-Germain fez um acordo e conseguiu pegar a joia por empréstimo em 17/18, e pagar os 180 milhões em 18/19. Assim foi feito.

Caian Oliveira
Caian Oliveira

Jornalista. Coordenador especialista em palpites, prognósticos e conteúdo para SEO da PL Brasil.