Para liberar Kimpembe, PSG já definiu seu preço de transferência

O PSG ainda está formando seu plantel para a temporada 2022/23. Assim, a equipe francesa anunciou ontem o lateral direito, de 24 anos, Mukiele, ex-RB Leipizig. Entretanto, vendas de atletas estão no planejamento, como o meio campista holandês, Georgino Wijnaldum e o zagueiro francês, Presnel Kimpembe.

PSG já definiu o preço de venda do zagueiro Kimpembe

Acima de tudo, com Marquinhos e Sérgio Ramos, o PSG parece ter sua zaga titular. Mas, gostariam de contar com o defensor francês, de 26 anos. O atleta que já ganhou a Copa do Mundo, em 2018, pensa que pode migrar de clube para assim ser titular em um time grande da Europa.

Assim, os Les Rouges et Bleus definiram o valor de 70 milhões de Euros (mais de R$ 350 milhões de Reais, na atual cotação) para liberar Kimpembe em uma transação. Da mesma forma, A ideia do Paris é fazer caixa com o jogador. Algo que viria em um excelente momento, pois o clube aumentou a sua folha salarial com o novo contrato de Mbappé.

O principal interessado no atleta é o time londrino, Chelsea que chegou a conversar com a diretoria francesa. Contudo, os Blues se assustaram com o pedido do PSG e ofereceu 60 milhões de Libras.

Reforços no Paris Saint-Germain

Como resultado, Primeiramente, após a chegada do técnico Cristophe Galtier, o Paris Saint-Germain contratou o meia português, Vitinha (de 22 anos), do Porto. Depois, trouxe o atacante Ekitike por empréstimo, jogador de 20 anos que estava no Stade Reims.

A diretoria ainda quer outros reforços, mas de forma pontual. Assim, Renato Sanches, meia do Lille é observado com bons olhos por Luis Campos, Dirigente do Paris. O também meio-campista Khephren Thuram pode aparecer na capital da França, após ser treinado por Galtier durante seu período no Nice.

Sucesso no Tour de pré-temporada

O Paris Saint-Germain registrou um balanço muito positivo de sua pré-temporada no Japão. Com partidas em Tóquio e Osaka, o clube levou multidões para os estádios e faturou alto com a venda de produtos. o todo, foram 100 mil produtos oficiais vendidos em apenas três dias.

As lojas do time francês instaladas do lado de fora dos três estádios foram um destino recorrente dos torcedores, que esgotaram todas as peças disponibilizadas para o Japan Tour. Com partidas em Tóquio e Osaka, o clube levou multidões para os estádios e faturou alto com a venda de produtos. Além dos jogos contra Kawasaki Frontale, Urawa Reds e Gamba Osaka, o PSG realizou sessões de treinamento e ações de patrocinadores.

A partida de abertura da turnê do clube atraiu 64.922 no Estádio Nacional de Tóquio, um recorde do local. Já a realizada no Estádio Saitama, cerca de 60 mil espectadores. A partida final da turnê, no Estádio Panasonic, de Osaka, aproximadamente 38.251 pessoas.

Já as duas sessões de treinamento abertas ao público também foram um sucesso: 13 mil fãs no Chichibu Rugby Stadium em Tóquio, e outras 17.916 no Estádio Panasonic, em Osaka. Em suma, a diretoria recebeu um bom saldo dessa viagem as terras nipônicas que devem ser usadas para as contratações até o fim da janela de transferências.