Os 10 maiores ídolos da história do Southampton

A PL Brasil listou as maiores lendas dos Saints

Le Tissier
Mike Cooper/ALLSPORT

Gols, títulos, amor à camisa… De diferentes formas, grandes jogadores marcaram seus nomes na história do Southampton e viraram ídolos. A PL Brasil lista abaixo 10 grandes lendas dos Saints.

Os 10 maiores ídolos da história do Southampton

Terry Paine

Nascido em Winchester, em 1939, Terence “Terry” Lionel Paine é o jogador com maior número de partidas com a camisa do Southampton, com um total de 815 jogos entre 1956 e 1974.

Seu único título com os Saints foi a terceira divisão na temporada 1959/1960. Um de seus gols mais marcantes pelo clube foi diante do Leyton Orient em 1966, que garantiu o inédito acesso a primeira divisão.

O atacante fez parte do elenco campeão do mundo com a Inglaterra em 1966. Naquela Copa do Mundo disputou apenas um jogo, diante do México, no qual se lesionou. Foi sua última partida com a camisa dos Three Lions, num total de 19 disputadas, tendo marcado sete gols. Atualmente é presidente de honra do Southampton.

Daily Express/Getty Images

Alan Ball

Também campeão mundial em 1966, sendo o mais jovem do elenco inglês, o meio campista teve passagens importantes por Arsenal e Everton. Mas foi no Southampton que Alan Ball se consolidou com 234 jogos e 13 gols em duas passagens entre 1976 e 1983. Nesse período, fez parceria com grandes jogadores como Mick Channon e Kevin Keegan.

Essencial no acesso dos Saints a primeira divisão em 1978, Ball também foi treinador do clube na temporada 1994/1995, além de ter treinado por duas ocasiões o grande rival Portsmouth. Ball faleceu em 2007, vítima de um ataque cardíaco.

Chris Cole/ALLSPORT

Leia mais: Southampton x Portsmouth: a história do derby da Costa Sul

Ted Bates

Poucos atletas conseguiram em sua história a identidade que Ted Bates teve com o Southampton. Jogador dos Saints entre 1937 e 1953, Bates assumiu o clube como treinador em 1955 e ficou até 1973, sendo o treinador com mais tempo no comando do time, consolidando-o na elite do futebol inglês, revelando diversos jogadores.

Após deixar o cargo, foi auxiliar de Lawrie McMenemy, responsável pela conquista da Copa da Inglaterra em 1976. Ainda foi dirigente e presidente da equipe e por isso recebeu o apelido de Mr Southampton. Faleceu em 2003 e tem sua estátua na entrada do St Mary's Stadium.

Ted Bates Southampton
Bryn Lennon/Getty Images

Ron Davies

O atacante galês chegou ao Southampton em 1966 e logo causou impacto imediato como um dos principais atacantes no futebol inglês na época. Na temporada 1966/1967 marcou impressionantes 37 gols em 41 jogos, sendo artilheiro do Campeonato Inglês. Foram 153 gols em 281 jogos pelo clube, garantindo-se na lista dos maiores ídolos do clube.

Após marcar os quatro gols da vitória dos Saints diante do Manchester United em 1969, Matt Busby, lendário treinador dos Red Devils afirmou que Davies era o melhor atacante da Europa. Após sair do Southampton, teve passagens por Portsmouth, Manchester United, no qual sofreu com lesões, até se aposentar nos Estados Unidos. Faleceu em 2013.

Leia mais: Montamos a seleção do Southampton no século XXI; confira

Derek Reeves

Revelado no Bournemouth, Derek Reeves fez sua carreira entre 1954 e 1962 pelos Saints, sendo reconhecido por sua velocidade e precisão nas finalizações, que compensavam uma baixa estatura para um centroavante. Foram 145 gols em 243 jogos na Costa Sul da Inglaterra.

Seus jogos mais marcantes foram sem dúvidas a goleada em janeiro de 1960 por 5 a 1 diante do Manchester City no Maine Road, onde fez quatro gols pela Copa da Inglaterra, e diante do Leeds United pela Copa da Liga também naquele ano, jogo no qual marcou os cinco gols de um impressionante 5 a 4 para os Saints, em partida que teve quase três horas por conta de problemas de iluminação e lesões. Reeves faleceu em 1995.

Steve Moran

Outro atacante na lista dos grandes ídolos do Southampton e que ficou conhecido em seu período no clube, entre 1979 e 1986, como o artilheiro dos gols importantes. Em sua primeira temporada, marcou 18 gols em 30 partidas. Em 1982, foi eleito o melhor jogador jovem pela PFA (Professional Footballers' Association).

Provavelmente seu gol mais marcante tenha sido diante do rival Portsmouth, em South Coast Derby válido pela quarta rodada da Copa da Inglaterra em 1984, na qual os Saints foram vice campeões ingleses, superados apenas pelo Liverpool. Após passagens por Leicester, Reading, Exeter e Hull City, se aposentou e não seguiu no futebol, trabalhando como caminhoneiro.

Bobby Stokes

O meia-atacante que foi o autor do gol mais importante da história do clube, da decisão da Copa da Inglaterra de 1976, curiosamente nasceu em Portsmouth. Entre 1968 e 1977 fez mais de 200 jogos com a camisa do Southampton. Por pouco, o jogador não foi envolvido em uma troca no ano da conquista da Copa da Inglaterra com Paul Went, jogador do Portsmouth.

Em 1977 deixou o clube e foi para o rival Portsmouth, além de ter tido passagem no futebol dos Estados Unidos. Após se aposentar, se dedicou a corridas de cavalos. Apesar do gol na decisão daquela FA Cup, Bobby Stokes não teve uma partida em sua homenagem, falecendo em 1995.

Mick Channon

Com 228 gols marcados, Mick Channon é o maior artilheiro da história do clube e logo um dos principais ídolos do Southampton. Com duas passagens, entre 1965 e 1977, e entre 1979 e 1982, fez parte de elencos competitivos dos Saints, além de ter conquistado a Copa da Inglaterra em 1976. Channon também teve passagens por Norwich, Newcastle e Manchester City.

Após sua aposentadoria em 1986, decidiu investir em cavalos de corridas, nas quais também se destacou assim. Entre os que já tiveram cavalos de Channon, podemos destacar Kevin Keegan, ex-companheiro nos tempos de Southampton e o ex-treinador escocês Alex Ferguson.

Mick Channon Southampton
Aubrey Hart/Express/Getty Images

Rickie Lambert

Em agosto de 2009, Rickie Lambert chegou por 1 milhão de libras junto ao Bristol Rovers ao Southampton e provou ser uma tremenda barganha para o clube. Fundamental nos acessos para a Championship e Premier League, Lambert é tido como um dos principais centroavantes da história do clube com 117 gols em 235 jogos.

Após disputar a Copa do Mundo de 2014 com a Inglaterra, foi vendido ao Liverpool, seu clube de coração, onde não repetiu o sucesso dos tempos de Southampton. Após passagens por West Bromwich e Cardiff City, se aposentou em 2017. Curiosamente, Lambert converteu seus 34 pênaltis cobrados no clube.

Lambert Southampton
Michael Regan/Getty Images

Matt Le Tissier

Impossível não listar os ídolos do Southampton sem citar um dos jogadores mais talentosos da história do futebol inglês em todos os tempos. Matt Le Tissier ou simplesmente Le God, como é apelidado pelos torcedores do clube, reunia talento, precisão e muita técnica. Dono de gols incríveis, mas também de uma mentalidade tida como pouco ambiciosa por ter se dedicado exclusivamente aos Saints em sua carreira.

Foram 504 jogos e 209 gols para o jogador nascido em Guernsey, que serviu ao clube entre 1986 e 2002. Um de seus mais famosos fãs é o ex-meio-campista espanhol Xavi, que afirmou em entrevista que teve o meio-campista inglês como uma de suas inspirações no futebol.

Le Tissier Southampton
Mike Cooper/ALLSPORT

Leia mais: Le Tissier e a lealdade por um clube

Acompanhe a PL Brasil no YouTube!

  • E SE O SOUTHAMPTON NÃO TIVESSE VENDIDO SEUS JOGADORES?