O que é flop no futebol? Veja origem, significado e aplicações

4 minutos de leitura

O futebol inglês conta com muitas expressões que caíram no vocabulário dos torcedores brasileiros. Enquanto a popularidade de competições como a Premier League cresce, alguns termos passam a ser utilizados no Brasil, como o box to box ou o clean sheet. Entre as expressões do futebol inglês está a palavra flop, um termo popularizado como gíria nos últimos anos, principalmente nas redes sociais.

O significado de flop é fiasco ou fracasso. No futebol, o termo é mais aplicado quando um jogador não corresponde às expectativas criadas sobre ele, principalmente quando uma equipe investe um valor alto em sua contratação.

Com o passar do tempo, o estrangeirismo foi enraizado no vocabulário brasileiro e, entre jovens e internautas, especialmente, o “verbo” flopar e suas conjugações (flopou, flopado) passou a ser utilizado sinônimo de “fracassar”.

Aplicações em frases:

  • “Que campeonato flopado, ninguém assiste mais aos jogos”
  • “Depois de três temporadas jogando mal, já da para dizer que ‘fulano' é um flop

Como um jogador vira flop no futebol?

Para se tornar um, o jogador precisa, necessariamente, ter criado grandes expectativas anteriormente, seja por uma (ou mais) das opções abaixo:

  • Alto desempenho no clube anterior
  • Alto valor investido
  • Desempenho promissor nas categorias de base
  • Desempenho promissor nos primeiros anos como profissional

A partir daí, o jogador pode se tornar um por diferentes motivos.

  1. Relacionamento. Alguns jogadores podem explodir em um clube e, depois, em uma nova equipe, ter problemas de relacionamento, seja com treinador ou companheiros de clube, não desenvolvendo bom trabalho em treinamentos ou partidas.
  2. Adaptação, ou a falta dela, ao futebol de outro país e a fatores como intensidade e estilo de jogo, pode dificultar o desempenho do atleta.
  3. Posicionamento. Diversos jogadores acabam submetidos a novas posições em campo quando trocam de clube ou chegam ao time profissional, e acabam não repetindo o bom desempenho de outrora.
  4. Indisciplina é outro fator decisivo na mau evolução de um jogador. Não são raro os casos em que promessas ou mesmo estrelas consolidadas, por descompromisso com a carreira ou gosto pela “noite”, não atingem o patamar que um dia projetaram.
  5. Lesões. Quantos projetos de craque não ficam pelo caminho e acabam “flopando” graças a lesões sérias?

Gabriel Lemes
Gabriel Lemes

Me formei em Jornalismo pela Univap em 2019 e sou redator da PL Brasil. Já escrevi para o Quinto Quarto, Minha Torcida, Futebol na Veia e Portal Famosos.