O primeiro título de Copa da Inglaterra do Arsenal

Maiores campeões da competição, Gunners levaram primeiro caneco em 1930

primeira copa da inglaterra do arsenal 1930

O Arsenal é o maior campeão da Copa da Inglaterra de forma isolada. Os Gunners possuem 13 títulos em 20 finais disputadas. Algumas memoráveis, como por exemplo, a decisão de 1971, onde o clube ganhou de virada do Liverpool na prorrogação por 2 a 1.

Mas a relação de conquistas do Arsenal com a competição mais antiga do mundo não teve início em 1971. O primeiro título dos Gunners na Copa da Inglaterra veio no dia 26 de abril de 1930, em um Wembley com cerca de 92 mil pessoas, onde o Arsenal venceu o Huddersfield por 2 a 0.

Quer saber como foi essa conquista? A PL Brasil relembra!

Caminho até a final

Torcida do Arsenal no Elland Road em um a partida válida pela semifinal, diante do Hull City. Foto: Getty Images

A caminhada do Arsenal rumo ao primeiro título de Copa da Inglaterra começou no dia 11 de janeiro de 1930, diante do Chelsea. Em um Highbury com cerca de 55 mil torcedores, os Gunners aplicaram 2 a 0 nos Blues e avançaram a próxima fase. O ponta Cliff Bastin, principal nome do time na competição, e o atacante Jack Lambert marcaram os gols do clássico.

Após eliminar o Chelsea, o Arsenal enfrentou o Birmingham. E mesmo jogando em casa, não conseguiu sair do 2 a 2, levando o confronto para replay. O atacante David Jack e o ponta Cliff Bastin fizeram os gols dos Gunners na peleja.

Na partida de volta, em um St Andrew's Stadium com cerca de 47 mil pessoas, o gol salvador do polivalente defensor e capitão Alf Baker colocou o Arsenal nas oitavas de final, onde o clube enfrentaria o Middlesbrough.

Leia mais: Manchester United Women, a grata surpresa do começo da temporada feminina na Inglaterra

Com gols do ponta Cliff Bastin e do atacante Jack Lambert, o Arsenal venceu o Middlesbrough por 2 a 0 e avançou às quartas de final, onde encontraria o West Ham.

Na partida diante dos Hammers, os Gunners aplicaram um 3 a 0 com autoridade. O defensor Alf Baker e o atacante Jack Lambert (2x) marcaram os gols da peleja. Com o resultado, hora de enfrentar o Hull CIty, pela semifinal.

O palco da semifinal entre Arsenal e Hull City foi o Elland Road, que recebeu cerca de 47 mil torcedores. Dentro de campo, um 2 a 2 bem movimentado e que levou o confronto para replay. O atacante David Jack e o ponta Cliff Bastin marcaram os gols dos Gunners na partida.

No jogo replay, disputado no Villa Park, que recebeu cerca de 46 mil pessoas, o gol salvador do atacante David Jack colocou o Arsenal na final da Copa da Inglaterra, onde enfrentaria o Huddersfield.

A grande decisão

A grande decisão de 1930 colocou frente a frente Arsenal e Huddersfield. Pelo lado dos Gunners, o clube chegava na sua segunda final, sendo a última em 1927, quando acabou sendo derrotado pelo Cardiff City.

Pelo lado do Huddersfield, o clube voltaria a decidir a Copa da Inglaterra pela quarta vez. A primeira, em 1920, perdeu para o Aston Villa; já em 1922, foi campeão diante do Preston; e em 1928, foi derrotado pelo Blackburn.

A decisão promoveu o reencontro do lendário técnico Herbert Chapman, que na época estava no Arsenal, com o Huddersfield. O comandante fez história nos Terriers. É, sem dúvidas, o maior treinador da história do clube. Conquistou a Copa da Inglaterra de 1922 e o bicampeonato da Primeira Divisão: temporadas 1923-1924 e 1924-1925.

Leia mais: Quais reforços o Manchester City precisa para a próxima temporada?

Com todo esse legado à frente do Huddersfield, o clube propôs ao Arsenal que os jogadores entrassem lado a lado, como uma forma de homenagear e agradecer a tudo que Herbert Chapman fez à frente dos Terries.

Dentro de campo, um Wembley com cerca de 92 mil pessoas. Esta foi a primeira decisão pela qual foram pagos direitos de transmissão. Na época, a Rádio BBC transmitiu a final.

Com a bola rolando, um Arsenal bem agressivo, marcando com linhas altas e atacante especialmente pelo lado esquerdo com o ponta Cliff Bastin. E de tanto insistir, abriu o placar aos 16 minutos do primeiro tempo.

Em jogada de Cliff Bastin, ele encontrou o meio-campista Alex James, que era um dos jogadores mais técnicos do elenco. O camisa 10 recebeu o passe e abriu o placar a favor dos Gunners.

Leia mais: Arsenal Women e a conquista inédita da Champions League em 2007

Após o gol, o Arsenal seguiu pressionando, mas o Huddersfield conseguiu se reorganizar defensivamente e evitou mais um gols dos Gunners na primeira etapa.

No início do segundo tempo, um dos acontecimento mais curiosos da história da Copa da Inglaterra: o Graff Zeppelin, o maior dirigível da história, sobrevoava o estádio de Wembley e deixava todos impressionados.

Um momento histórico. Foto: Reddit

Com o placar adverso, o Huddersfield saiu em busca do empate e ficou mais ofensivo. Entretanto, mesmo com essa postura, o sistema defensivo dos Terriers estava bastante organizado e dificultou bastante as investidas do Arsenal.

O tempo ia passando, o Huddersfield continuava atacando e o gol não saía. E aos 43 minutos da etapa final, o Arsenal dá números finais a partida. Após um lançamento espetacular do meia Alex James, o atacante Jack Lambert aparece para marcar o gol do título.

Em sua segunda final, mais uma vez sob o comando de Herbert Chapman, o Arsenal se consagrou campeão da Copa da Inglaterra pela primeira vez. Um título histórico e que levou uma multidão as ruas para comemorar após a chegada da equipe.

Festa nas ruas de Londres! Foto: Getty Images