Top 10 craques que nunca venceram a Premier League

Eles marcaram seu nome na Inglaterra, mas nunca levaram a PL

0
318
Top 10 craques que nunca venceram a Premier League ginola

Jogar futebol com maestria é uma especialidade para poucos atletas em volta do mundo, que, às vezes, não os premia com títulos. Visto isso, a PL Brasil listou dez atletas que, apesar de terem sido craques, nunca venceram a Premier League.

Top 10 craques que nunca venceram a Premier League

Jamie Carragher 

Apesar de ser torcedor do Everton na infância, Carragher começou e terminou sua carreira no Liverpool, onde ficou de 1996 até 2013.

Por lá, atuou em 737 partidas, sendo o segundo jogador que mais vestiu a camisa dos Reds. Conquistou Copa da UEFA, Supercopa Europeia (2), Copa da Inglaterra (2), Copa da Liga Inglesa (3), Supercopa da Inglaterra (2) e Liga dos Campeões.

(Foto: Reprodução/Liverpool FC Site)

Marcel Desailly

Desailly é francês de origem ganesa, que atuava como zagueiro. O defensor começou a destacar-se no cenário mundial no Olympique de Marseille, onde ganhou uma Liga dos Campeões. 

Depois, passou pelo Milan, até chegar ao futebol inglês, no Chelsea, em 1998, mesmo ano que ajudou a França a levantar sua primeira Copa do Mundo. No clube londrino, o afrodescendente foi um dos principais responsáveis por passar experiência ao até então jovem John Terry.

(Foto: Reprodução/Premier League Site)

David Ginola

Ginola iniciou sua carreira no Toulon, da França, passou por diversos outros clubes no país, até chegar no Paris Saint Germain, onde despontou, ganhando muitos troféus. Depois de anos na terra do croissant, o francês chegou na terra da Rainha, onde jogou no Newcastle, Tottenham, Aston Villa e Everton.

Contudo, mesmo tendo passado por vários clubes ingleses, nunca conquistou a liga, somente uma Copa da Liga Inglesa, pelos Spurs, e o prêmio de Melhor Jogador do Ano da Barclays Premier League de 1999.

(Foto: Reprodução/Getty Images)

Gary Speed

Speed começou sua carreira no Leeds United, com apenas 19 anos. Por lá, se destacou garantindo o acesso do clube à Premier League, chamada de First Division na época. O jogador ainda teve passagens por Everton, Newcastle, Bolton e Sheffield United. 

Nos ‘Blades', ele obteve um bom desempenho e, entre 2008 e 2010, atuava como jogador-treinador. Encerrou sua carreira ao fim da temporada 2010–2011, somando 677 partidas e 103 gols marcados (número bem significativo para um volante). Também foi um dos recordistas em número de jogos na Premier League, com 535 aparições. 

(Foto: Reprodução/ Getty Images)

Robbie Fowler

Ídolo no Liverpool, Robbie Fowler é um dos maiores jogadores da história dos Reds. Nos Reds, anotou 183 gols em 369 jogos, tendo duas passagens pelo clube, entre 1993 e 2001 e depois na temporada 2006–07.

Apesar de ter tido atuações brilhantes e conquistado Copa da Liga Inglesa (2), FA Cup, Copa da UEFA e Supercopa da UEFA, o atacante nunca levantou a taça da Premier League.

(Foto: Reprodução/Liverpool FC Site)

Les Ferdinand

Primo do famoso zagueiro do Manchester United, Rio Ferdinand, Leslie “Les” Ferdinand era atacante. O inglês teve passagens por clubes como QPR, Brentford, Beşiktaş, West Ham, Leicester, Bolton, Reading e Watford, mas teve maior destaque quando passou por Tottenham e Newcastle.

O atacante foi convocado 18 vezes para a seleção inglesa, chegando a marcar presença na Copa do Mundo de 1998 com seu primo.

(Foto: Reprodução/Newcastle Site)

Gianfranco Zola

Considerado por muitos o maior jogador da história do Chelsea, Zola começou sua carreira na Itália em 1984. Por lá, passou por Nuorense, Torres, Napoli e Parma, até chegar ao clube londrino.

Nos Blues, ganhou Recopa Europeia, Supercopa da UEFA, Copa da Inglaterra (2), Copa da Liga Inglesa e Supercopa da Inglaterra.

(Foto: Reprodução/ Getty Images)

Na parte individual ganhou prêmio de melhor jogador do mês do Campeonato Inglês (2), melhor Jogador do futebol inglês em 1997, melhor Jogador da Recopa Europeia em 1998, melhor jogador do Chelsea (2) e se tornou membro do Hall da Fama do futebol inglês em 2006.

Visto isso, em 2003, Zola teve sua camisa de número 25 aposentada pelo Chelsea. Depois de sua passagem pelo clube inglês, transferiu-se ao Cagliari, onde ficou de 2003 até 2005 e ajudou-o a retornar à Serie A, até pendurar suas chuteiras.

Matt Le Tissier

(Foto: Reprodução/Premier League Site)

Le Tissier jogou com a camisa do Southampton de 1986 até 2002, marcando 210 gols em 540 partidas. Ainda assim, mesmo com muitas partidas, o meia-atacante não conquistou nenhum troféu pelos Saints.

O inglês era conhecido por sua eficácia em cobranças de pênalti, convertendo 48 cobranças e perdendo somente uma, diante do Nottingham Forest. Esses tentos o ajudaram a se tornar o primeiro meio-campista da história da Premier League a chegar à marca de 100 gols.

Paul Gascoigne

O meia Gascoigne começou a carreira no Newcastle, em 1985, vindo da base do clube, onde marcou 21 gols em 92 jogos. Quando estava quase assinando com o Manchester United, decidiu fechar com o Tottenham em 1988.

No clube londrino, o inglês formou uma grande dupla com o atacante Gary Lineker. Depois, Gascoigne passou por Lazio e Rangers, até voltar a Inglaterra e ter passagens relâmpago por Middlesbrough, Everton e Burnley, onde se aposentou pela primeira vez.

(Foto: Reprodução/Premier League Site)

Um ano depois, em 2003, retornou aos gramados como jogador-treinador, no Gansu Tianma, da China.

Ainda treinou o Wolverhampton por seis semanas, sem ter sido contratado oficialmente pelo clube.

Em 2004, também como jogador-treinador, pendurou suas chuteiras no Boston United, hoje na 6ª divisão inglesa, dando fim a um ciclo marcado por diversos problemas extracampo.

Steven Gerrard

Gerrard é, certamente, um dos maiores ídolos da história do Liverpool, fazendo uma bela história por lá de 1998 até 2015. Conhecido por seus chutes potentes, foi capitão e atuou em 710 jogos.

(Foto: Reprodução/Liverpool FC Site)

Pelos Reds, conquistou Copa da UEFA, Supercopa Europeia (2), Copa da Inglaterra (2), Copa da Liga Inglesa (3), Supercopa da Inglaterra (2) e Liga dos Campeões.

Para o inglês, só faltou a tão sonhada Premier League. Aliás, esteve muito perto de conquistá-la. Um escorregão na partida contra o Chelsea, que gerou um dos gols da derrota para o Blues, encaminhou o título inglês ao Manchester City, em 2014.

Da lista de craques que nunca venceram a Premier League, qual jogador mais merecia ser campeão?