Como a malandragem de um atacante virou polêmica na Premier League e gerou revolta com arbitragem

4 minutos de leitura

Ivan Toney voltou aos gramados em grande estilo, no último sábado (20), após oito meses de suspensão por envolvimento com apostas esportivas. O atacante marcou um belo gol de falta na vitória do Brentford contra o Nottingham Forest, por 3 a 2. Contudo, a equipe derrotada saiu furiosa com uma ação do centroavante e direcionou reclamações oficiais à arbitragem.

O Forest saiu na frente com o brasileiro Danilo, mas Toney empatou logo em seguida. De acordo com as reclamações dos Reds, o inglês usou de malandragem para ficar em uma situação mais favorável na hora de cobrar a falta. O clube bicampeão europeu enviou uma carta de reclamação a Howard Webb, chefe da PGMOL, organização da arbitragem da Premier League.

A ‘malandragem' de Toney em Brentford x Nottingham Forest pela Premier League

Segundo o documento do Forest, Toney levou vantagem sobre o goleiro Matt Turner pouco antes de de cobrar a falta. O clube o acusa de, enquanto se preparava para a batida, ajoelhar no gramado e remover a espuma do spray aplicado pelo árbitro. Dessa maneira, Toney teria conseguido colocar a bola em uma posição mais favorável para si.

Quando o árbitro deu as costas para a bola, Toney posicionou a bola mais à sua direita, abrindo uma brecha na barreira. Na hora de cobrar, o atacante teve facilidade para apenas tirar da parede humana. O goleiro do Forest ficou vendido no lance e não conseguiu impedir o gol.

Após a partida pela Premier League, o técnico Nuno Espírito Santo aproveitou a entrevista coletiva para reclamar. O português apontou que o gol deveria ter sido conferido pela equipe de arbitragem.

–A barreira não se mexeu porque os nossos jogadores não perceberam isso. Essa é a nossa responsabilidade: ficar na frente da bola, conversar com o árbitro. Mas o VAR deve ter visto isso. Talvez eles devessem ajudar o árbitro com isso.

O Nottingham Forest cobrou uma resposta oficial da PGMOL. A equipe deseja saber se os jogadores podem mudar a bola de lugar na hora de cobrar uma falta. Caso isso seja proibido, o time questionou o motivo de o VAR não ter interferido na marcação.

Os outros gols do Brentford na partida pela Premier League foram marcados por Ben Mee e Neal Maupay, enquanto, além de Danilo, Chris Wood balançou as redes para o Nottingham Forest.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.