Como Pépé pode evoluir e ajudar mais o Arsenal na próxima temporada

Marfinense foi peça importante no ataque dos Gunners na última temporada

0
274
arsenal pépé
Julian Finney/Getty Images

A marca de ser a contratação mais cara da história do Arsenal não pesou nos ombros de Nicolas Pépé. Em sua primeira temporada, o marfinense, se não encantou, demonstrou que é um jogador talentoso que pode evoluir bastante. Aos 25 anos e melhor adaptado, Pépé tem as ferramentas necessárias para ter uma temporada ainda mais produtiva em campo.

A temporada de Nicolas Pépé no Arsenal

Contratado a peso de ouro – 72 milhões de libras -, o jogador marcou oito gols (4º do time) e distribuiu 10 assistências (2º da equipe), mas os números não mostram tudo: ele foi peça importante no ataque de um Arsenal que oscilou durante a temporada.

Em grande parte dos jogos, o canhoto parte da ponta direita para o meio, seja para finalizar, cruzar ou passar a bola, à espera do avanço do lateral direito Héctor Bellerín. O ótimo controle de bola e a visão de jogo privilegiada qualificaram as ações ofensivas da equipe.

No esquema do técnico Mikel Arteta, compõe bem o trio de ataque com Pierre-Emerick Aubameyang e Alexandre Lacazette.

O drible rápido é uma das características de Pépé. Em duelo com o Liverpool em agosto, passou por Virgil van Dijk e quebrou a marca do zagueiro, que estava um ano sem ser driblado.

Uma de suas melhores atuações foi na goleada do Arsenal por 4 a 0 sobre o Newcastle, quando marcou um gol e deu duas assistências.

Leia mais: Saiba como foi a tour do Arsenal no Brasil em 1949

Áreas a melhorar

Embora tenha mostrado ser um jogador talentoso, Pépé se mostrou inconsistente ao longo da temporada do Arsenal e, por vezes, desligado em alguns momentos das partidas.

Outro ponto a ser aprimorado é a tomada de decisão, especialmente prendendo a bola em momentos que o passe é a melhor opção. Além disso, precisa contribuir mais defensivamente, participando melhor da recomposição defensiva. Esses são justamente os pontos destacados por Mikel Arteta em entrevista ao site oficial do Arsenal.

“Acho que ele percebeu o que precisa fazer pela equipe quando não estamos com a bola. Ele é um jogador com um potencial incrível, mas precisa ser decisivo em todos os jogos e precisa cuidar dos momentos quando ele se desconecta um pouco. Vou ser muito persistente com ele para tentar mudar isso porque, na sua melhor forma, ele pode fazer a diferença”.

Outro fator também pode elevar o nível de jogo de Pépé. Com a contratação de Willian, o marfinense ganha um concorrente no time titular, mas também um atleta mais experiente para receber conselhos. Pépé pode, assim, ter um desempenho ainda melhor em campo na próxima temporada.

arsenal pépé
Julian Finney/Getty Images