Neymar perde ação na Justiça contra jornalista que criticou vida noturna do jogador

4 minutos de leitura

A vida pública de Neymar não está fácil. Após uma sequência de polêmicas com seu matrimônio e patrimônio, o camisa 10 do Al-Hilal e da seleção brasileira agora perdeu um processo na Justiça contra um jornalista francês.

Daniel Riolo é colunista da “RMC Sport”, emissora francesa de rádio, e havia sido processado por Neymar por ter feito comentários a respeito da vida noturna do brasileiro. O jornalista anunciou que venceu o jogador em primeira instância nessa terça-feira (10). O atacante agora tem 10 dias para recorrer.

— Este é o fim de uma história que durou muito, muito tempo. Depois de mais de um ano, ganhei em primeira instância do Neymar, que me agrediu há um ano e meio, por comentários que fiz aqui, que obviamente foram comprovados, argumentados, e isso me tomou muito tempo — declarou.

Em abril do ano passado, Riolo havia dito que Neymar chegava ao centro de treinamento do Paris Saint-Germain em “péssimas condições”. O jogador, por sua vez, brilhou com dois gols na goleada por 5 a 1 sobre o Lorient pela 30ª rodada do Campeonato Francês e publicou seus lances na partida nos stories do Instagram dizendo: “Eu estava bêbado, por isso funcionou… como dizem por aí”.

— Foi bastante estressante, porque ele pediu muito dinheiro mesmo, teria sido bastante doloroso. Já tive outras histórias como essa, mas nenhuma que me estressou tanto quanto essa. O tribunal decidiu hoje e considerou que os documentos que fornecemos demonstravam que as dificuldades encontradas por Neymar para garantir a sua formação e a sua vida desportiva eram fruto de um estilo de vida que ele escolheu adotar — continuou Daniel Riolo.

Não foi só com Neymar

Daniel Riolo é uma figura polêmica da mídia francesa. Além de Neymar, o jornalista já criticou duramente Marco Verratti, que deixou o Paris Saint-Germain em setembro, dizendo que existem 30 meio-campistas melhores que ele na Europa. Quando seu companheiro de bancada tentou retrucar, ele respondeu “se você não tem TV, o problema é seu”.

Entretanto, o jornalista francês foi visto aplaudindo Verratti em sua despedida do Parque dos Príncipes, antes do jogo entre Paris Saint-Germain e Nice no dia 15 de setembro, pela Ligue 1.

— Para mim, não é um assunto. Aplaudo porque ele ficou muito tempo, isso é um adeus, temos que virar a página. Ele não é o primeiro cara a deixar o PSG. No Parc des Princes fiquei muito emocionado com as despedidas de Joel Bats, Rai, Pauleta… Vários jogadores daquela época. Sentimos falta da despedida do Cavani, teve um bom acervo de jogadores que me emocionaram mais, mas a escolha é minha. Cada um tem suas próprias emoções — explicou Riolo.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.