Newcastle avaliou comprar clube brasileiro

3 minutos de leitura

O Newcastle tem como dono o Fundo de Investimento Saudita e, por isso, é um dos clubes com maior poder de fogo quando o assunto é dinheiro. Mas os planos não se restringem apenas a contratar jogadores. Os Magpies chegaram a sondar a compra de clubes ao redor do mundo, incluindo um do Brasil.

Em entrevista ao “The Athletic”, Amanda Staveley, coproprietária do clube e que atua no conselho de administração, revelou as intenções do Newcastle em montar uma rede de clubes e citou o mercado brasileiro como um dos alvos.

— Olhamos para a Bélgica, olhamos para muitos mercados europeus, olhamos para a Ásia, Austrália, olhamos para o Brasil – praticamente tudo. Analisamos todos os mercados. Conseguir jogadores através do nosso sistema de academia (base) e através desse modelo multiclubes seria muito útil em termos de nos permitir comprar e ter jogadores mais cedo.

Newcastle observou clubes do Brasil

Staveley destacou que o clube inglês tem muito interesse em adquirir times ao redor do mundo. Ela ponderou que isso pode se tornar uma forma de conseguir grandes talentos de forma menos custosa.

Acho que estamos muito (interessados ​​em um modelo multiclubes). Esse modelo faz parte do futebol, é um verdadeiro benefício poder ter jogadores e treiná-los mesmo que não façam parte do seu plantel.

Grupo City
Pep Guardiola e Rogério Ceni fazem parte da estrutura do Grupo City (Foto: Icon Sport)

O maior modelo multiclubes do mundo é o do Grupo City, que tem o Manchester City como clube matriz. A empresa é dona do Bahia no Brasil e controla diversos jogadores ao redor do mundo. Ao todo, a holding tem 14 times.

Além do Newcastle, o Fundo de Investimentos Públicos também controla quatro clubes da Arábia Saudita – Al-Hilal, Al-Nassr, Al-Ahli e Al-Ittihad. Contudo, não há ligação direta entre os Magpies e o quarteto de ferro do país asiático.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.