Conte x Sarri: analisando as mudanças táticas do Chelsea

O Chelsea poderá jogar de uma forma muito diferente comparado à temporada passada

0
214
táticas do Chelsea

Afastando-se da ideia de uma defesa de três homens que foi construída com tanto sucesso por Antonio Conte, as táticas do Chelsea terão um olhar muito diferente sob seu sucessor, Maurizio Sarri.

O italiano de 59 anos é um defensor do 4-3-3 e, ao pregar um futebol fluido e rápido, ganhou aplausos ao longo de seu reinado de três anos no Napoli.

Na equipe italiana, Jorginho foi contratado como craque da transição ofensiva e, tendo seguido Sarri para Stamford Bridge, a primeira contratação de verão do Chelsea será novamente o principal orquestrador do elenco.

Seu papel será o de mover a bola para frente agudamente através das linhas.

Leia mais: Quem deve ser o atacante do Chelsea?

Espere mais energia

(Foto: Chelsea FC)

À frente de Jorginho, espera-se grande energia e movimento dos jogadores. Também veremos meio-campistas e atacantes trocando de posições.

Sem a bola, o treinador exige contrapressão intensa e gosta de prender os adversários dentro da sua própria área do campo, forçando-os a erros.

Ficar sem a bola para conseguir os contra-ataques, estratégia promovida por Antonio Conte, será uma tática raramente usada.

Mudanças para Hazard

Sem dúvida, Eden Hazard tem o talento para brilhar em qualquer posição de ataque, mas sob o comando de Sarri é improvável que ele seja usado em um papel livre de número 10.

Na última temporada, o belga estava no seu melhor jogando logo atrás do atacante principal. A partir dessa posição, ele marcou mais gols, fez mais assistências e influenciou partidas com maior regularidade.

Hazard é perigoso de qualquer um dos lados, então a troca não deve ser um grande problema. No entanto, se Sarri quiser usá-lo como atacante, como fez com Dries Mertens no Napoli, melhorias em seu jogo precisarão ser feitas.

Kanté avançado

Também poderia haver uma ligeira mudança na responsabilidade de N'Golo Kante. É provável que o francês seja usado atrás de Jorginho, como um box-to-box mais amplo.

O vencedor da Copa do Mundo 2018 tem a velocidade e a resistência para realizar essas tarefas.

Além disso, está acostumado a mudar de rumo para acabar com os ataques. Mas a exibição dele na frente da defesa pode ser uma grande falta.

Kante teve 85 interceptações na última temporada – maior do que qualquer outro jogador da Premier League -, além das 77 interceptações e 312 recuperações de bola, que o colocaram em terceiro lugar nas duas categorias.

Sob Sarri, ele será solicitado a usar esses atributos mais acima no campo na marcação alta da equipe.

Uma chance para Hudson-Odoi?

Callum Hudson-Odoi, Chelsea
(Foto: Premier League)

Os laterais do Chelsea podem ser menos integrantes de suas estratégias de ataque em 2018/19. Sarri não vai querer restringir muito Marcos Alonso.

Mas em geral ele gosta de deixar a maior parte de sua jogada para a frente com a velocidade e movimento de seus atacantes.

Com isso em mente, e na base de uma excelente pré-temporada, Callum Hudson-Odoi poderá ser uma nova arma lançada por Sarri.

O jovem de 17 anos é rápido e dá dores de cabeça aos defensores, com e sem a bola. Suas incursões de alta velocidade se encaixam bem com o estilo que Sarri quer implementar em Stamford Bridge.

Este texto foi feito Adrian Clarke do site oficial da Premier League e traduzido por Rafael Brayan.