Com Mourinho ‘a uma ligação’ do Chelsea, Pochettino fará mudança drástica para tentar salvar temporada

5 minutos de leitura

A última partida do Chelsea, uma derrota por 4 a 2 para o Wolverhampton pela Premier League em pleno Stamford Bridge, foi marcada por críticas a Mauricio Pochettino e ao dono do clube, Todd Boehly.

Houve pedidos pelo antigo proprietário Roman Abramovich e pelo ex-treinador José Mourinho. Segundo o ex-técnico Alan Pardew, o português aceitaria rapidamente o cargo, “bastaria uma ligação“.

Em meio a essa situação, Pochettino pode tentar salvar a temporada com uma última mudança tática.

Mourinho ‘a uma ligação’ do Chelsea?

O lendário treinador português, que teve duas passagens de sucesso nos Blues, está disponível novamente depois de ter sido demitido pela Roma no mês passado. Desde então, os torcedores do Chelsea pediram seu retorno.

Mourinho durante treino da Roma - Icon Sport
Mourinho pode voltar à Premier League (Foto: Icon Sport)

Pardew agora afirma que Mourinho não hesitaria em substituí-lo no banco:

— Escute, José Mourinho não se importará com (os problemas). Se ele receber a ligação (do Chelsea), ele voltará — disse o ex-técnico à rádio inglesa “talkSPORT”.

Os dois são velhos amigos desde os tempos de Pardew no Newcastle, onde ele guiou o clube até as quartas de final da Europa League em 2012. Na época, Mourinho desejou-lhe boa sorte por mensagem, com Pardew revelando detalhes na época.

O caos no Chelsea e a mudança de Pochettino

Em outro dia de caos no Chelsea, que aumenta a pressão sobre Pochettino, a esposa de Thiago Silva, Belle, pediu por “mudança” no clube. Pochettino tentou apaziguar os torcedores irritados pedindo desculpas após o jogo, dizendo que as coisas não estão “boas o suficiente” e admitindo que “ninguém está seguro” em Stamford Bridge.

O hat-trick de Matheus Cunha condenou o Chelsea a uma derrota que os deixa na metade inferior da tabela e, com apenas 15 jogos restantes, o tempo está se esgotando para salvar a situação.

O Chelsea continua apoiando Pochettino, que não é considerado imediatamente ameaçado de perder o emprego. Mas o mesmo foi dito na temporada passada sobre Graham Potter, que foi informado de que seu cargo não estava em perigo até ser demitido em abril passado.

Mauricio Pochettino cabisbaixo durante jogo do Chelsea (Foto: Icon sport)
(Foto: Icon sport)

Nesse contexto, a última mudança de Pochettino para salvar a temporada seria a adoção de um esquema tático com três zagueiros.

Segundo o jornal inglês “Standard”, acredita-se que uma defesa de três zagueiros poderia fornecer uma maior solidez defensiva a uma equipe que sofreu quatro gols em derrotas consecutivas na Premier League para Liverpool e Wolves.

“A dupla de meio-campo em dificuldades, Enzo Fernandez e Moises Caicedo, ambos com menos de 1,80m de altura, estão sendo dominados fisicamente e também teriam mais cobertura com um defensor adicional atrás deles”, ressaltou o Standard.

Experiências anteriores com três zagueiros

Thiago Silva Silva, Levi Colwill, Benoit Badiashile, Axel Disasi e Trevoh Chalobah têm experiência em jogar em uma defesa de três. Pochettino também já montou um time em um 3-4-3 no Tottenham.

O Chelsea se destacou com uma defesa de três homens no passado, conquistando o título sob o comando de Antonio Conte em 2017 e a Champions League sob Thomas Tuchel em 2021 usando a defesa em trio.

Foto: Icon sport

Graham Potter e Frank Lampard também usaram a formação, com menos sucesso. Pochettino insinuou que mudanças eram necessárias depois que o Chelsea foi atropelado pelo Wolves.

— Não podemos desistir e vamos trabalhar duro para tentar mudar, talvez tomar algumas decisões para encontrar uma maneira diferente. Se não estiver funcionando dessa forma, precisamos seguir em frente e tentar encontrar um tipo diferente de solução — disse.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]