Moise Kean, novo reforço do Everton, chega cercado de expectativas

Jogador chamou atenção na Juventus e será peça importante nos Toffees

0
211
moise kean everton 3-min
Crédito: Everton FC Twitter

Buscando algo a mais nesta temporada, o Everton foi até a Itália e fez uma contratação interessantíssima: Moise Kean. O jovem de 19 anos estava na Juventus e é uma das grandes promessas do futebol mundial.

De acordo com os jornais locais, o negócio deve girar em torno de 27,5 milhões de libras. Kean é um atacante versátil e que deverá ajudar muito o Everton. O italiano tem força, velocidade e faro de gol.

Moise Kean, novo reforço do Everton, chega cercado de expectativas 

Kean chega ao Everton cercado de expectativas. É a principal contratação do clube nesta temporada. Com isso, carrega consigo a pressão do protagonismo e de resolver a oscilação no comando do ataque dos Toffees.

“Eu sei do tamanho do clube. Tem grande ambição e trabalharei muito para nos ajudar a cumprir o que queremos alcançar. Estou acostumado a ganhar e quero trazer essa atitude vencedora para a equipe. Espero ser muito bom no campo e trazer alegria aos torcedores”, disse em sua apresentação.

Leia mais: 3 medidas para melhorar a festa nas arquibancadas inglesas

Quem é Moise Kean?

Moise Kean chegou na Juventus em 2011, quando tinha apenas onze anos. Ficou nas categorias de base do clube até 2016, quando o então técnico da Velha Senhora, Massimiliano Allegri, o promoveu para o time principal.

Fez a sua estreia no Campeonato Italiano com apenas 16 anos, quando entrou aos 39 minutos do segundo tempo em uma partida da Juventus diante do Pescara. Três dias depois dessa peleja, foi acionado pela primeira vez em uma partida da Liga dos Campeões, contra o Sevilla; e marcou seu primeiro gol em 26 de maio de 2017, diante do Cagliari.

Ele foi o primeiro jogador dos anos 2000 a atuar e marcar um gol no Campeonato Italiano; e o sexto mais novo a disputar a Liga dos Campeões, com 16 anos e 267 dias.

Kean é um jogador extremamente promissor. É, sem dúvidas, um dos grandes nomes da nova geração da Itália – talvez o maior – e que chama a atenção desde a sua estreia aos 16 anos.

Leia mais: 7 destaques sub-23 da Championship contratados para a Premier League

Foi emprestado ao Verona na temporada 2017-2018 para ganhar mais minutos, onde fez 20 jogos e marcou quatro gols. Voltou à Juventus e explodiu de vez em 2019. Atuou em 17 partidas e balançou as redes sete vezes.

Em um desses gols, diante do Cagliari, acabou sendo vítima de racismo por comemorar o gol diante da torcida mandante. E o pior: ainda ouviu o seu companheiro de time, o zagueiro Leonardo Bonucci, afirmar que, “ele tinha 50% de culpa” pelo ocorrido….

Kean é um jogador de explosão, que tem um bom drible, sabe se posicionar e possui faro de gol. É aquele atacante versátil e que todo clube busca. Pode jogar pelos lados, como um segundo atacante e sendo a referência.

Quando atua pelos lados, como em algumas oportunidades na seleção italiana, faz o movimento da esquerda para o meio, onde busca o drible seguido de finalização ou chama alguém para a tabela. Mas, mesmo quando atua pelas pontas, não significa que ele fica distante do gol. Longe disso. Continua entrando na área diversas vezes para finalizar.

Leia mais: Matheus Pereira: conheça o brasileiro destaque da Championship 

Ao jogar como nove, Kean também não é aquele atacante que só fica na área. Consegue se movimentar muito bem e atacar com explosão os espaços cedidos pela defesa adversária. Outra característica é o seu bom pivô, que pode potencializar a entrada de alguma ponta ou a chegada de um meio-campista.

Seu bom posicionamento também é um de seus principais pontos. Com jogadores criativos no meio-campo e pelos lados, o italiano, ao atuar como a referência no ataque, provavelmente entregará muitos gols.

Na Juventus, Kean atuou mais como um camisa nove ou um segundo atacante. E seus números impressionam. De março até maio de 2019, ele atuou em 13 partidas – apenas cinco como titular – e marcou sete gols em 536 minutos jogados. Tem uma média incrível de um gol a cada 90 minutos.

Solução para o problema do Everton com o camisa 9?

moise kean everton 2
Crédito: Everton FC Twitter

Desde que o atacante Romelu Lukaku deixou o Everton rumo ao Manchester United, os Toffees sofrem para repôr o belga à altura. Durante a sua passagem, acumulou 166 jogos e 87 gols.

O turco Cenk Tosun e o jovem Calvert-Lewin se mostraram bem irregulares na função. Oscilam demais. O brasileiro Richarlison, artilheiro do time e principal contratação do clube na última temporada, acabou sendo deslocado para a ponta.

Então, desde o início da janela de transferências o objetivo era claro: contratar um atacante que chegue para ser titular, seja regular e consiga dar ao Everton o algo a mais que o clube busca nesta temporada. E Kean pode ser esse nome.

 

Com a chegada do técnico Marco Silva ao clube ainda na temporada passada, O Everton passou a ser um time mais ofensivo, usando um 4-2-3-1 bem interessante. Apoio dos laterias, dois pontas rápidos, um meia de criação que finalizava bastante e um centroavante, que era mais fixo.

Ao contratar Kean, essa perspectiva do camisa nove muda um pouco. Sim, o italiano atua como uma referência, mas de forma diferente de Tosun e Calvert-Lewin. Os dois últimos ficam mais presos dentro da área.

Dá para projetar um Everton com Richarlison e Bernard pelas pontas e Kean sendo essa referência, usando da sua explosão para atacar espaços, da sua velocidade ao puxar contra-ataques e do seu faro de gol para balançar as redes.

Uma das coisas que Kean precisa melhorar é o seu desempenho na bola aérea. O italiano não faz muitos gols de cabeça e o Everton é o clube da Premier League que mais balançou as redes desse jeito. É uma jogada muito forte onde é de suma importância a adaptação do atacante.

Leia mais: Os uniformes dos times da Premier League 2019/2020

A versatilidade de Kean também é um trunfo muito bom para o técnico Marco Silva. Como o atacante também pode jogar pelos lados, o comandante pode orientá-lo a reversar posição com Richarlison, deslocando o brasileiro para a referência do ataque e o italiano atuando pela ponta.

Em situações onde o Everton estiver precisando do resultado, uma opção é colocar Kean como segundo atacante ao lado de Richarlison, tendo pelas pontas Theo Walcott e Bernard. Um quarteto com muita velocidade e bom poder de definição.

O Everton contrata um dos maiores talentos do futebol mundial na tentativa de resolver esse problema de ataque. Kean tem muito potencial e poderá solucionar essa carência dos Toffees.

Entretanto, é sempre bom destacar que a adaptação à Premier League é diferente. É preciso ter paciência, pois se trata de um jovem de 19 anos, que chega em um dos maiores clubes do país, com a missão de ser o protagonista que ainda não foi em sua carreira.

Kean e Everton pode ser o casamento perfeito. Um jogador com potencial gigantesco e tendo tempo de jogo somados à um time organizado e que dá todo suporte para ele ser protagonista, é bem interessante.

O Everton vai em busca de algo a mais nesta temporada. Uma vaga na Liga Europa, por exemplo, seria bem satisfatória. Caso o clube consiga, é provável que Kean tenha conseguido entregar os gols que tanto se espera dele.

A ver como o italiano desenvolve seu potencial, suporta essa pressão do protagonismo e ajuda os Toffees em seus objetivos.