‘Milan precisa de uma façanha’: início avassalador coloca Inter em vantagem na Champions

5 minutos de leitura

Inter de Milão venceu por 2 a 0 e saiu na frente do Milan no Derby Della Madonnina desta quarta-feira (10), no San Siro, em Milão, que valeu como partida de ida das semifinais da Champions League. Com dois gols relâmpagos nos primeiros 10 minutos de jogo, de Dzeko e Mkhitaryan, os nerazzurri saíram na frente mesmo jogando com maioria de torcida milanista.

A vitória foi tão merecida que a imprensa italiana não hesitou em dizer que o Milan, agora, precisa de uma “façanha” para virar o confronto na semana que vem.

— O jogo de ida coloca a Inter com um pé em Istambul (onde será a final da Champions). Os dois gols marcados em três minutos (aos 8 e 10 do primeiro tempo) trazem um reflexo fiel de um primeiro tempo de domínio absoluto dos nerazzurri em todos os aspectos: físico, intenso, técnico e de movimentação — escreveu a “La Gazzetta dello Sport”.

A manchete do “Corriere dello Sport” seguiu a mesma toada: “Dzeko e Mkhitaryan derrubam o Milan e a Inter já vê a final”, escreveu o portal italiano.

Capa online do “Corriere dello Sport” após a partida de ida – Foto: Reprodução/corrieredellosport.it

Milan x Inter de Milão: único brasileiro vai mal em jogo decidido no começo

Junior Messias – 4,0

O único brasileiro em todo o confronto teve a chance de entrar em campo logo aos 18 minutos, quando Bennacer machucou, mas não conseguiu ajudar em quase nada. Tudo bem que o placar já estava 2 a 0, mas Messias perdeu uma a cada três bolas que recebeu, e contribuiu no máximo com chutes longe do gol.

Tonali – 6,0

O único jogador do Milan que teve uma atuação próxima da decente. Tonali foi quem mais tentou em todo o time do Milan, acertou um chute na trave em boa jogada de Origi, mas nada perto do suficiente para fazer frente à Inter.

Dzeko – 7,0

O camisa 9 bósnio foi responsável por abrir o placar logo aos oito minutos, acertando o ângulo de Maignan com um belo chute de primeira após cruzamento de Dimarco. Ele personalizou uma ótima performance da Inter no ataque, que também teve boas atuações de Mkhitaryan, Lautaro Martinez e Çalhanoglu.

Barella – 7,0

O meia não participou diretamente de nenhum gol, mas nem por isso deixa de merecer destaque. Mais uma vez se mostrou o melhor jogador da temporada interista pela forma como articula o meio-campo da equipe de Simone Inzaghi. Barella é cogitado no Liverpool para a próxima temporada.

Polêmicas no VAR

O jogo ainda teve o VAR como protagonista. Primeiro, o árbitro de vídeo recomendou a revisão de um pênalti marcado em Lautaro, o que fez a arbitragem de campo mudar a decisão.

Depois, na etapa final, a ferramenta foi ignorada na hora de rever um lance onde Krunic claramente acertou um soco em Bastoni dentro da área. O lance não seria só pênalti para a Inter, como também uma possível expulsão que complicaria de vez o Milan.

Milan x Inter de Milão: quando é o jogo de volta?

O jogo da volta será na terça-feira da semana que vem (16), às 16h (horário de Brasília), também no San Siro. A Inter pode perder por até um gol de diferença que se classificará para a final da Champions. Qualquer vitória do Milan por dois gols leva a partida para os pênaltis.

Próximos jogos

Mas, antes da volta, o Milan visita o Spezia e a Inter recebe o Sassuolo, ambas as partidas no sábado (13) pela 35ª rodada da Serie A italiana. Os dois times brigam por classificação à próxima Champions na liga em que o Napoli já foi matematicamente campeão.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista formado pela ECA-USP, campineiro e repórter na PL Brasil. Passagens por EL PAÍS, Revista Veja e Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]