Milan – História, estatísticas e conquistas

O Milan ou simplesmente Juventus, é um clube italiano, com sede em Milão. Fundada no dia 16 de dezembro de 1889, o Milan é um dos clubes de futebol mais bem sucedidos da Itália.

Informações importantes sobre o Milan

  • Estádio: San Siro
  • Capacidade: 75.923
  • Mascote: Milanello
  • Principal rival: Inter de Milão

Trajetória do Milan, fundação, conquistas e ascensão

Apenas dois anos depois de sua criação, o Milan conquistou seu primeiro Campeonato Italiano, em 1901. Em seguida, conseguiu também os títulos de 1906 e 1907. A partir de então, passou um longo período em baixa.

Voltou a ser protagonista nos anos 50, com quatro Scudettos neste período (1950-51, 1954-55, 1956-57 e 1958-59). Contudo, o Milan conquistou sua primeira Liga dos Campeões em 1963, ao vencer o Benfica na final por 2 x 1, gols do ítalo-brasileiro José Altafini Mazzola.

Ainda voltaria a ganhar a Champions League seis anos depois, em 1969. Na final, os Rossoneros golearam o Ajax de Johan Cruyff por 4 x 1. Esta década foi bastante proveitosa para a equipe, que ganhou dois Campeonatos Italiano, nas temporadas 1961-62 e 1967-68.

Os anos 70 foram de poucas conquistas, se comparado com a grandeza do Milan. Nesta fase o clube ganhou uma Serie A (1978-79) e três Copas da Itália (1971-72, 1972-73 e 1976-77).

Fase de ouro

No entanto, a era de ouro do Milan começou quando Silvio Berlusconi assumiu a presidência da equipe e investiu pesado no mercado da bola. Frank Rijkaard, Van Basten e Gullit chegaram e se juntaram a Maldini e Baresi. Com isso, o clube passou a jogar um futebol encantador e dominou a Liga dos Campeões nas temporadas 88/89 e 89/90, ao bater Steaua Bucareste e Benfica, respectivamente, nas finais.

No Campeonato Italiano faturou o troféu em 87-88. Na década seguinte, a galeria de Scudettos aumentou bastante, junto com a hegemonia do clube, que foi campeão nas temporadas 1991-92, 92-93, 93-94, 95-96 e 98-99.

Em 1994, a equipe voltou novamente à final da Champions League. O Barcelona de Romário sofreu nesse dia e o Milan foi campeão ao derrotar os espanhóis por 4 x 0. As conquistas nessa época foram comandadas, especialmente, pelos treinadores Fabio Capello e Arrigo Sacchi.

No novo século, um outro treinador histórico fez muito sucesso no clube: Carlo Ancelotti. Sob o comando do italiano, o Milan ganhou duas Liga dos Campeões (2002-03, 2006-07), uma Serie A (2003-04) e uma Copa da Itália (2002-03).

A primeira Champions League vencida com Ancelotti foi sobre a rival Juventus, nos pênaltis. Já a segunda, foi uma batalha contra o Liverpool, adversário de dois anos antes, no conhecido jogo do Milagre de Istambul. Dessa vez, o Milan deu o troco e venceu os ingleses por 2 x 1, gols de Filippo Inzaghi.

A última glória e reconstrução

O Milan montou neste período uma das equipes mais conhecidas do torcedor brasileiro. A revanche sobre o Liverpool, em 2007, foi a última Liga dos Campeões do clube, que ainda ganhou mais uma Serie A, na temporada 2010-11.

Entretanto, há alguns anos o Milan passa por uma fase de reconstrução. Apesar disso, é bastante respeitado e tido como um dos times mais tradicionais no futebol.

Mercado de Transferências do Milan

Em suma, sendo um clube com uma história antiga, vitoriosa e muito bonita, certamente os Rossoneros tiveram grandes jogadores e até treinadores que ajudaram a construir e continuar a bela história do clube.

Então, separamos cinco nomes, atuais e do passado. No Mercado de Transferências, o Milan trouxe alguns nomes que eventualmente se tornaram ídolos.

Maldini – Senhor Milan

Maldini é um dos maiores defensores da história do futebol, tanto é que sempre era cogitado no mercado de transferências. O jogador que mais vezes vestiu a camisa Rossonera, com 902 partidas. Juntando tempo de base e profissional, Paolo esteve por 31 anos no clube.

Franco Baresi – no mesmo caminho de Maldini

Assim como Maldini, Franco Baresi só jogou pelo AC Milan. Alguns rumores o colocavam em outros times, mas permaneceu na Itália durante os 20 anos de carreira. Formou, ao lado do camisa 3, uma das melhores duplas de defesa que o futebol já viu. Tem a honraria de ter a camisa 6 aposentada pelo clube.

Inzaghi – um dos grandes centroavantes da história

O ex-centroavante italiano tinha faro de artilheiro. Para tirá-lo da Juventus, no mercado da bola de 2001-2002, o Milan pagou 36,15 milhões de euros (R$ 156 milhões, na cotação atual).

Zlatan Ibrahimovic – a promessa

Após ficar sem clube, o sueco foi um dos grandes achados do Milan no mercado da bola em 2020. Em seu retorno, Ibra disse que não iria se aposentar até conquistar um título italiano, e agora aos 40 anos de idade ele cumpriu a sua promessa, mas mantém o seu futuro ainda em aberto.

Leonardo Bonucci – a contratação mais cara da história do clube no mercado da bola

Por fim, o Milan foi ao mercado da bola e pagou 42 milhões de euros (R$ 181 milhões, na cotação atual) para tirar o zagueiro da Juventus. Bonucci retornou ao antigo clube recentemente. Alguns rumores colocam o zagueiro como uma das piores contratações que o Milan já fez.

Inicio Serie A Milan Milan – História, estatísticas e conquistas