Mido, o primeiro faraó – que acabou fracassando na Inglaterra

Jogador egípcio não correspondeu às expectativas

2
267
mido

Após rodar por clubes como Chelsea e Fiorentina sem grande sucesso, Mohamed Salah encontrou em Anfield sua casa. Mas a história de atacantes egípcios na Premier League não se resume apenas a Salah. Antes dele, cercado de grande expectativa, mas com pouca entrega, a Inglaterra viu Hossan Mido.

Quem é Hossan Mido?

Mido chegou com as características que os times ingleses buscavam, ou seja, força física, habilidade e bom poder de finalização.

Mas algo faltou para que ele tivesse o desempenho esperado por todos na melhor liga do mundo. A disciplina sempre foi um problema para o atacante, que também tinha problemas com o peso.

A chegada de Mido na Premier League

Mido começou sua trajetória como jogador profissional no Zamalek, do Egito, mas logo foi comprado pelo KAA Gent, da Bélgica, dando início na parte europeia de sua carreira.

Antes de chegar ao Tottenham por empréstimo em 2007, quando tinha 22 anos, o atacante atuou no Ajax, da Holanda, no espanhol Celta de Vigo, pelo Olympique de Marseille, da França, e por fim na Roma, time da capital italiana.

Seu desempenho na primeira temporada defendendo o Tottenham foi razoável, já que marcou 15 gols em 40 jogos, o que fez o time de Londres o adquirir em definitivo junto ao Roma.

Porém, na temporada seguinte, Mido teve queda de rendimento, e atuou em 21 jogos, marcando apenas cinco gols. Com poucas oportunidades, Mido optou deixar White Hart Lane.

“Sair do Tottenham foi uma das piores decisões que tomei. Eu tive a chance de ficar, mas preferi ir para o Middlesbrough, pois lá jogaria mais vezes. Foi uma decisão difícil, da qual me arrependo”, falou o egípcio em entrevista no ano passado.

Middlesbrough, Wigan e West Ham

mido

Mesmo sem grande sucesso, outros times da Premier League demonstraram interesse em contar com o futebol do egípcio, e, em 2007, ele partiu do Tottenham para o Middlesbrough.

Mas os ares do nordeste da Inglaterra não foram suficientes para a carreira de Mido engrenar, e ele se tornar o goleador que prometia ser no início da carreira. Com a camisa do Boro fez apenas sete gols em 32 jogos.

Em 2009 foi a vez do Wigan apostar em Mido, quando o contratou por empréstimo. O resultado em campo foi o pior até então em campos ingleses: 12 jogos disputados, e apenas dois gols marcados.

Na temporada seguinte, o West Ham chamou o atacante na esperança de encontrar um artilheiro. Outra vez, ele pouco esteve em campo, e em nove partidas não conseguiu balanças as redes. Definitivamente Mido consolidou seu fracasso na principal liga nacional de clubes do mundo.

Mido diz se arrepender de ter deixado o Tottenham para ir para o Boro (Foto Alex Livesey/Getty Images)

Com 30 anos, o fim na Championship

Um jogador cercado de grandes expectativas, mas que não se firmou em nenhum lugar. Mido, talvez por sua personalidade explosiva, peso em excesso, ou pela soma destes fatores, ficou longe de ter uma carreira de sucesso na Europa.

O fim foi precoce, com apenas 30 anos, em uma passagem insignificante pelo Barnsley, que em 2013 disputava a Championship, ele esteve em campo por apenas 27 minutos, e claro, não marcou nenhum gol.

Era o encerramento da carreira do egípcio.

2 COMENTÁRIOS

  1. Lembro desse cara nos jogos de futebol do PS2 ele era canhoto e tinha tbm um brinco na orelha no winggen eleven kkkkk eu sempre jogava com ele… Ele jogando com Salah seria uma bela dupla pro Egito….

Comments are closed.