Michael O’Neill completa dois anos de Stoke City

Michael O’Neill completa dois anos de Stoke City
Michael O'Neill na beira do campo, em partida do Stoke City. Foto destaque: Divulgação / Stoke City

A saber, o Stoke City, time de Michael O'Neill, é um dos clubes mais tradicionais da Inglaterra. Há alguns anos, porém, a equipe frequenta a EFL Championship. Ou seja, desde que acabou rebaixado na temporada 2017/18, quando terminou em penúltimo lugar, não conseguiu mais figurar entre os principais times do país, isto é, jogar a Premier League.

Desde que chegou à Championship, o Stoke City não tem feito boas campanhas. Assim, por exemplo, sua melhor colocação desde 2018/19 foi apenas um 14º lugar. Vale ressaltar que essa colocação foi alcançada já com o técnico Michael O'Neill, que chegou ao clube em novembro de 2019 e permanece no comando até hoje. Dessa forma, confira um pouco da história do treinador na equipe:

Dois anos de Michael O'Neill

Antes de mais nada, no próximo dia 20, o treinador Michael O'Neill completará dois anos à frente da equipe principal do Stoke City. O treinador, que chegou ao clube em 2019, após a saída de Nathan Jones, em novembro daquele ano, permanece até hoje.

Nesse sentido, o técnico já realizou 104 jogos com os Potters, com 43 vitórias, 25 empates e 36 derrotas. Além disso, possui uma média de 1,48 pontos por jogo e um aproveitamento de 49,36%, contando todas as competições. Nas duas temporadas anteriores pelo clube, o treinador alcançou um 14º e um 15º lugar na Championship. Hoje, o Stoke City está em 5º lugar na liga, fazendo boa campanha até o momento.

Portanto, O'Neill esta à beira do gramado já em sua terceira temporada pelo clube, com seu melhor desempenho desde que chegou. Na atual temporada, pela liga nacional, o time tem 17 jogos, com oito vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Assim, conquistou 28 pontos de 51 disputados, com um aproveitamento de 54,9% – maior do que o de toda história do treinador pelo clube.

O futuro

Primeiramente, hoje o torcedor dos Potters pode ficar tranquilo, já que nem diretoria, nem treinador pensam na saída. Afinal, que acredita-se que o comandante está fazendo um bom trabalho com o time e que tem tudo para seguir evoluindo, bem como fez nesses dois anos.

O contrato do treinador vai até o meio de 2023 – algo que o mesmo pretende cumprir, principalmente se, ao fim dessa temporada, o acesso à Premier League acontecer. Para isso, o treinador confia no seu elenco e na força da torcida que esteve distante dos estádios por um tempo. Por fim, a relação de MON com o torcedor é muito boa. Dessa forma, esse casamento pode durar ainda muito tempo dentro do Stoke City.