Mercado: Tuchel define três reforços para o Bayern de Munique

1 minuto de leitura

O técnico Thomas Tuchel foi recém-apontado como o novo treinador do Bayern de Munique no mercado. Na mesma nota em que anunciava a demissão de Julian Nagelsmann, o clube bávaro colocava o ex-comandante de Borussia Dortmund e Chelsea como seu sucessor.

Campeão da Champions League com os Blues e vice para o próprio Bayern com o Paris Saint-Germain, Tuchel pega o Bayern invicto na competição europeia e com chances de título. Indo além desta temporada, o treinador já pensa em reforços para a próxima campanha.

Mesmo em seu primeiro dia de trabalho no novo clube nesta segunda (27), o alemão já se reuniu com a diretoria para definir novos reforços no mercado. Segundo o site italiano “CalcioMercato”, são três nomes em específico.

Leia mais:

Bayern: jornal revela os 6 jogadores que ajudaram a derrubar Nagelsmann

Arthur: condição separa o meio-campista de um retorno ao Brasil

Tuchel quer dois ex-Chelsea

De acordo com o CalcioMercato, Tuchel deu os perfis que poderiam melhorar sua equipe. Algumas das posições incluem jogadores que já trabalharam com ele antes no Chelsea.

1. O meio-campista Mateo Kovacic estaria no topo da lista de desejos de Tuchel. O croata tem recebido a braçadeira de capitão em algumas partidas e poderia trazer profundidade ao elenco do Bayern. O Manchester City também é uma das equipes ligadas ao jogador.

2. Edouard Mendy é outro antigo protegido de Tuchel. O goleiro foi o titular do Chelsea no título da Champions League, mas tem passado grande parte da temporada lesionado. O senegalês não é a primeira opção de Graham Potter, que ainda procura um novo goleiro.

3. Além dos dois ex-comandados, o alemão quer Federico Chiesa, atacante da Juventus. A difícil situação econômica que passa a equipe italiana pode ser favorável para o negócio com o Bayern no mercado de transferências.

Kovacic em ação pelo Chelsea – DeFodi Images / Icon Sport

A princípio, o clube bávaro tem condições financeiras de contratar os três alvos. Principalmente porque Mendy deve ser uma opção sem custos, uma vez que pode encerrar seu contrato ao fim da temporada com os Blues.

Tuchel, por sua vez, assinou contrato até o final da temporada 2024/25 – ou seja, junho de 2025. Ele estava sem emprego desde que deixou o Chelsea, em setembro do ano passado.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]