Mercado: Leicester pode vender estrela para o Manchester United em meio a confronto com a Premier League

5 minutos de leitura

O Leicester City enfrenta dias agitados. O time foi denunciado pela Premier League por violar as regras de Lucro e Sustentabilidade, popularmente conhecido como Fair Play Financeiro. O clube divulgou uma resposta dura e informou que irá iniciar dois processos legais contra a liga.

Em meio à situação envolvendo a Premier League, o Leicester pode ser obrigado a vender uma de suas estrelas e por pechincha. O Manchester United está monitorando alguns nomes no mercado e está interessado no jogador dos Foxes.

Denúncia da Premier League pode obrigar Leicester a vender jogador

Na quinta-feira (21), a Premier League oficializou a denúncia do Leicester por violações do Fair Play Financeiro na temporada 2022/2023. Enquanto busca soluções para o caso, os Foxes podem vender Kiernan Dewsbury-Hall.

Segundo o jornalista Ben Jacobs, o Manchester United está interessado na contratação do meia e o preço para contar com o jogador pode varias. Caso o Leicester permaneça na Championship, 25 milhões de libras (aproximadamente R$157,5 milhões) seriam o suficiente para contratar Dewsbury-Hall. Porém, se os Foxes conseguirem o acesso para a Premier League, o valor sobe para 40 milhões de libras (R$252 milhões).

O Leicester viu o Leeds assumir a liderança na Championship, igualando os 82 pontos. Entretanto, os Foxes estão com um jogo a menos e podem reassumir a ponta, restando nove partidas para a equipe.

Em informações divulgadas pelo portal de notícias “90 min”, o Manchester United pode buscar a contratação de um meio-campista com as possíveis saídas de Casemiro e Eriksen. A ideia é contratar uma peça para atuar ao lado de Mainoo.

Dewsbury-Hall é um dos destaques do Leicester na temporada e tem contrato com a equipe até junho de 2027. Porém, a passagem pelo clube pode estar com os dias contados caso a Premier League confirme a punição aos Foxes.

Números de Dewsbury-Hall na Championship 2023/2024

  • 36 jogos, 34 como titular
  • 10 gols
  • 12 assistências
  • 91 chances criadas
  • 187 recuperações de posse de bola

*Dados do FotMob

Leicester divulga comunicado contra Premier League

O momento entre Leicester e Premier League não é dos melhores. O clube deve ser julgado em breve após ser denunciado pela liga por violações financeiras. A data do julgamento ainda não foi divulgada.

A Premier League permite que clubes apresentem um prejuízo de no máximo 105 milhões de libras (aproximadamente R$661,5 milhões) no período de três anos. Na atual temporada, Everton e Nottingham Forest foram punidos por violações das regras, sofrendo a dedução de seis e quatro pontos, respectivamente, na classificação.

Em 2021/2022, os Foxes apresentaram um prejuízo de 92,5 milhões de libras (R$555 milhões na cotação da época). A denúncia é referente a temporada 2022/2023, quando o time ainda estava na Premier League.

Nesta sexta-feira (22), o Leicester divulgou um comunicado oficial informando que irá abrir dois processos judiciais contra a Premier League e a England Football League (Liga de Futebol da Inglaterra, na tradução livre e sigla EFL). O clube ainda pede que o painel de investigações sejam feitas por um painel jurídico independente.

“O LCFC foi hoje obrigado a iniciar dois processos judiciais urgentes contra a Premier League e a EFL. A LCFC buscará que cada um desses processos seja determinado por um painel jurídico apropriado e totalmente independente.

O Clube está empenhado em garantir que quaisquer acusações contra ele sejam determinadas de forma adequada e proporcional, de acordo com as regras aplicáveis, pelos órgãos certos e no momento certo.

Embora o LCFC prefira que os procedimentos sejam públicos, para que os seus adeptos e o mundo em geral possam ser informados sobre as questões importantes da governação do futebol que serão consideradas, as regras relevantes exigem que estes procedimentos sejam conduzidos confidencialmente e, portanto, o LCFC não será poder comentar mais sobre eles nesta fase.

Reafirmamos a posição do Clube de que continuaremos a lutar pelo direito do Leicester City e de todos os clubes de prosseguirem as suas ambições, especialmente quando estas tenham sido razoavelmente e justamente estabelecidas através de realizações desportivas sustentadas”.

Gabriel Lemes
Gabriel Lemes

Me formei em Jornalismo pela Univap em 2019 e sou redator da PL Brasil. Já escrevi para o Quinto Quarto, Minha Torcida, Futebol na Veia e Portal Famosos.