Vem aí o camisa 9? United oferece mais de R$ 300 milhões e ‘novo Haaland’ é ‘prioridade’

7 minutos de leitura

Depois de acertar a chegada do goleiro André Onana, o Manchester United está perto de preencher o que agora é a maior lacuna do seu elenco. E o clube escolheu como alvo um centroavante escandinavo, atualmente na Serie A do Campeonato Italiano, que chegaria na Premier League com as credenciais de “novo Haaland”.

A nova prioridade dos Red Devils é Rasmus Hojlund, de 20 anos, que joga veste a camisa da Atalanta. Segundo o “Telegraph”, o United estaria disposto a pagar 50 milhões de libras (R$ 312 milhões) pela joia dinamarquesa, que marcou 10 gols em 34 jogos na última temporada.

Quem é o ‘novo Haaland'

Além de ser oriundo da mesma região da Europa que o ídolo do City, que é norueguês, Hojlund lembra Haaland também pelo nome e características. O atacante da Atalanta é canhoto, loiro, tem 1,91 metro de altura e foi o jogador mais rápido do time de Bérgamo em 2022/23.

Apontado pela imprensa europeia como “um jogador com enorme margem de evolução”, Hojlund tem menos de 100 partidas como profissional desde a sua estreia pelo clube dinamarquês Copenhagen, em outubro de 2020. Ele foi contratado pelo Sturm Graz, da Áustria, por 1,95 milhões de euros em agosto de 2022 e, um ano depois, custou 17,2 milhões de euros para a Atalanta.

O dinamarquês viu seu valor explodir com a ótima primeira temporada na Itália. Ele tem contrato com a Atalanta até junho de 2027.

Hojlund na Serie A 2022/23

  • 9,5 gols esperados – 1º do time
  • 1,4 chutes certos por jogo – 1º do time
  • 11 grandes chances perdidas – 1º do time

Ele também estreou na seleção principal da Dinamarca há apenas um ano, mas não esteve entre os convocados para a Copa do Mundo de 2022. Ele soma seis gols em seis jogos com a camisa da Seleção.

O mercado do United

Hojlund se tornou a prioridade de Erik Ten Hag para reforçar a principal carência do elenco, que é a falta de um camisa 9, depois que o clube acertou a saída de De Gea e a chegada de Onana. A princípio, ele venceu a concorrência com Kolo Muani, do Eintracht Frankfurt. O outro forte candidato era Harry Kane, mas o Tottenham tem se mostrado indisposto a vender seu craque — especialmente para um rival da Premier League.

O dinamarquês seria o terceiro grande reforço do United na janela. Nesta semana, foi anunciada a chegada de Mason Mount por 60 milhões de libras. A segunda contratação, no entanto, deve depender da conclusão do processo de venda do clube.

O Manchester United pertence atualmente à família Glazer, que agora consideram outras hipóteses de investimento. Eles receberam propostas recentes do sheik catari Jassim bin Hamad Al Thani e do dono bilionário da Ineos, Jim Ratcliffe, mas ainda não aceitaram nenhuma.

O clube ainda divulgou um déficit de 115,5 milhões de libras no último ano financeiro, o que implica que não há muita margem para investimento no orçamento e que o United ainda precisa vender jogadores na janela para não correr riscos de ser punido dentro das regras do fair play financeiro. Harry Maguire, Jadon Sancho, Fred, Scott McTominay, Antony Martial, Alex Telles, Anthony Elanga e Eric Bailly estão na lista dos negociáveis.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista formado pela ECA-USP, campineiro e repórter na PL Brasil. Passagens por EL PAÍS, Revista Veja e Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]