‘Juventude elétrica’: pesquisa mostra clubes europeus que mais valorizam jovens

7 minutos de leitura

O aquecimento do mercado da bola dos europeus coloca jovens jogadores em voga. Grandes promessas podem ser a solução de clubes sem condições de investir em estrelas, na mesma medida em que a venda de atletas promissores pode significar o alívio financeiro para determinadas equipes. Mas afinal, como cada time e cada mercado europeu trata seus melhores ativos?

Qual é o clube que mais dá minutos a seus jovens jogadores? E o com a menor média de idade? Qual time confia mais nas suas promessas? Qual das principais ligas europeias tem mais potenciais revelações?

Uma pesquisa da Opta Analyst divulgada nesta terça-feira (13) respondeu essas perguntas através de um minucioso levantamento que levou em conta as cinco principais ligas da Europa na temporada 2022/23: Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França.

O resultado do estudo intitulado “Juventude elétrica: quanta fé seu clube demonstra ter em jovens jogadores?” você confere abaixo:

Em qual time os jovens têm mais espaço?

O Opta escolheu o critério abaixo de 21 anos para definir quais são os jovens jogadores de cada clube. A idade determinada respeita a forma como os campeonatos da Uefa são organizados — diferente da Fifa, Conmebol ou CBF, que utilizam as idades sub-17 e sub-20, a Europa divide a base entre campeonatos sub-17, sub-19 e sub-21. Os abaixo de 21 anos seriam, portanto, o último passo antes do profissional.

Nesse critério, o time que mais deu espaço para jogadores jovens em 2022/23 foi o Lyon, da França. Somados, os atletas com 21 anos ou menos jogaram 11.153 minutos (o equivalente a 124 partidas completas) no time que acabou em 7º lugar na Ligue 1.

O segundo clube que mais deu minutos foi o Barcelona de Xavi, que foi campeão espanhol com Pedri, Gavi e Balde protagonistas. Também entram no top-15 o vice-campeão alemão Borussia Dortmund (em 7º, com 5.553 minutos) e o campeão francês PSG (12º, com 4.530 minutos).

Os times que mais dão minutos a jogadores sub-21

  • 1. Lyon – 11.153 minutos
  • 2. Barcelona – 8.555 minutos
  • 3. Southampton – 7.687 minutos
  • 4. Rennes – 6.965 minutos
  • 5. Montpellier – 6.659 minutos
  • 6. Atalanta – 5.574 minutos
  • 7. Borussia Dortmund – 5.553 minutos
  • 8. Troyes – 5.170 minutos
  • 9. Valencia – 5.007 minutos
  • 10. Brighton – 8.875 minutos
  • 11. Lorient – 4.728 minutos
  • 12. PSG – 4.530 minutos
Gavi e Balde: sub-21 e protagonistas do Barcelona e da Espanha – Foto: Icon Sports

A relação entre jovens, sucesso e fracasso

Mas, ao contrário do que parece, a pesquisa não consegue trazer uma conclusão que relacione diretamente a idade do elenco ao sucesso (ou ao fracasso) do clube numa temporada.

Barça, Dortmund e PSG alcançaram bons resultados com times jovens. Por outro lado, o lanterna da Premier League, Southampton, foi o terceiro clube onde o sub-21 mais somou minutos. Troyes, vice-lanterna da Ligue 1, também entrou nos 10 mais.

Os Saints ocupam a mesma posição no ranking de média de idade do time titular, com 25 anos e 41 dias. Quem lidera com a média mais nova é o Valencia (24 anos e 275 dias), seguido pelo Bayer Leverkusen (25 anos e 11 dias).

O Arsenal, cuja média de idade foi apontada por muitos como o principal motivo para a queda de desempenho que permitiu a perda do título para o Manchester City nos últimos meses da temporada, é o 4º time com a menor média de idade e o 70º que mais deu minutos a jogadores sub-21.

O campeão nacional com a menor média de idade, por exemplo, foi o Barça, que aparece apenas em 22º lugar na lista entre todos os clubes.

Já no top-5 de elencos mais velhos entram a vice-campeã europeia, Inter de Milão (29 anos e 107 dias de média) e o campeão da Liga Europa, Sevilla (29 anos e 50 dias). Completam o grupo Cádiz, Bochum e Ajaccio — todos brigaram contra o rebaixamento, e o último foi rebaixado na França.

Por fim, é curioso que apenas dois times não deram nenhum minuto a jogadores sub-21 do elenco: o Napoli, que foi campeão italiano, e o Union Berlin, que terminou a Bundesliga em 4º lugar com uma épica classificação à Champions.

Os jovens com mais minutos

Quem puxa a fila de jovens estrelas no Lyon é o lateral-esquerdo francês Castello Lukeba. Ele é, inclusive, o jogador sub-21 que jogou mais minutos em todas as cinco principais ligas (2.985 no total). Malo Gusto, Cherki, Lepenant e Kumbedi são outros jovens que tiveram mais de mil minutos na temporada do clube francês.

Lukeba liderou uma lista que em seu top-10 também tem Jude Bellingham, Nico Williams e Gavi.

Os 10 jogadores sub-21 com mais minutos na temporada 2022/23

  • 1. Castello Lukeba (Lyon) – 2.985 minutos
  • 2. Arnau Martinez (Girona) – 2.735 minutos
  • 3. Destiny Udogie (Udinese) – 2.714 minutos
  • 4. Jude Bellingham (Borussia Dortmund) – 2.693 minutos
  • 5. Nico Williams (Athletico Bilbao) – 2.673 minutos
  • 6. Gavi (Barcelona) – 2.541 minutos
  • 7. Elye Wahi (Montpellier) – 2.530 minutos
  • 8. Alejandro Balde (Barcelona) – 2.476 minutos
  • 9. Yeremy Pino (Villarreal) – 2.464 minutos
  • 10. Giorgio Scalvini (Atalanta) e Fares Chaibi (Toulouse) – 2.344 minutos

O Opta ainda tentou avaliar a qualidade dos jogadores sub-21 (ao menos os ofensivos) a partir do número de participações em gols, ou seja, a soma de gols e assistências.

Wahi, do Montpellier, lidera o critério: 24 participações nos 33 jogos que participou. Musiala (Bayern, 22 participações), Bradley Barcola (Lyon, 13), Gabri Veiga (Celta, 13) e Outtara (Bournemouth, 12) fecham os cinco primeiros.

As ligas com mais promessas

Por fim, o levantamento apontou a Ligue 1 como o campeonato em que os jogadores sub-21 mais têm espaço, com quase o dobro de minutos do segundo colocado. Um feito a ser comemorado pela França, que também desponta como a seleção mais forte do continente — foi campeã na Copa do Mundo de 2018 e vice em 2022.

A Premier League é a última colocada entre as principais — apesar da seleção nacional ter sido campeã sub-17 e sub-20 em 2017.

Ranking das cinco principais ligas europeias, em minutos jogados por atletas sub-21

  • 1. Ligue 1 – 68.212 minutos
  • 2. La Liga – 37.873 minutos
  • 3. Bundesliga – 35.120 minutos
  • 4. Serie A – 32.194 minutos
  • 5. Premier League – 29.085 minutos

Confira aqui a pesquisa completa da Opta Analyst.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista nascido em Campinas, morador de São Paulo e formado pela ECA-USP. Subcoordenador da PL Brasil desde 2023. Cobri Copa América, Copa do Mundo e Olimpíadas no EL PAÍS, eleições nacionais na Revista Veja e fui editor de conteúdo nas redes sociais do Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]