‘Drible’ no Fair Play Financeiro? Rivais do Chelsea pedem investigação por vendas ao futebol saudita

5 minutos de leitura

Nos últimos dias, informações sobre uma possível debandada de jogadores do Chelsea rumo à Arábia Saudita ganharam os noticiários do mercado da bola. Para os Blues, as negociações significariam um alívio salarial. No entanto, os rivais da Premier League e do futebol europeu enxergam as movimentações com desconfiança.

De acordo com o “The Telegraph”, as equipes desejam que se inicie uma investigação para apurar os altos valores de transferências para a Arábia Saudita. Os times do país árabe estão de olho em estrelas da Europa e agora passaram a concentrar esforços na Premier League, após o Al-Ittihad conseguir fechar com Karim Benzema.

O Ministério do Esporte da Arábia Saudita revelou que o Fundo de Investimentos Públicos (FIB) irá controlar os quatro principais times do país: Al Ahli, Al Ittihad, Al Hilal e Al Nassr. Por isso, o futebol local vem ganhando estrelas, como Cristiano Ronaldo. A intenção é distribuir grandes jogadores entre os clubes sauditas, fomentar o esporte e promover a candidatura do país à sede da Copa do Mundo de 2022.

Chelsea quer vender Aubameyang para clube italiano, diz jornal
Aubameyang pelo Chelsea – Foto: ActionPlus / Icon Sport

Chelsea entra na mira

Com os exacerbados gastos a partir da chegada da nova gestão capitaneada por Todd Boehly, o Chelsea pode enfrentar problemas com o Fair Play Financeiro da Uefa, principalmente após não conseguir se classificar para a Champions League. Para 2023/24, o clube planejou vender e se desfazer de vários atletas, mas poderia encontrar problemas em achar novos destinos para eles.

Nesse contexto, a Arábia Saudita entra em campo. Segundo o “The Telegraph”, o Chelsea teria recebido uma proposta única dos sauditas por cinco jogadores, em um valor total que supera 100 milhões de libras. A taxa é considerada inflacionada levando em conta os contextos dos atletas envolvidos, como tempo de contrato e idade.

A suspeição se dá pelo fato da Arábia Saudita ter ligações bilionárias com Clearlake Capital, acionista majoritária do Chelsea. Os clubes entendem que possa haver uma parceria para tirar o clube londrino do vermelho e livrá-lo das sanções do fair play.

Jogadores do Chelsea sondados pela Arábia Saudita

  • Édouard Mendy – Al-Ahli
  • Hakim Ziyech – Al-Nassr
  • Kalidou Koulibaly – Al-Hilal
  • Pierre-Emerick Aubamyang – Al-Hilal
  • Romelu Lukaku* – Al-Hilal

*Lukaku foi o único que já rejeitou a possibilidade de ir jogar no Oriente Médio.

N’Golo Kanté deixará o Chelsea para jogar no Al-Ittihad. No entanto, o francês está em fim de contrato e não renderá nenhum valor objetivo aos Blues, mas fará com que o clube economize 290 mil libras (R$ 1,7 milhão) por semana em salários.

Wolverhampton também é observado

Outra grande contratação do futebol saudita pode ser Rúben Neves, rumo ao Al-Hilal. O volante português estava na mira do Barcelona, mas se aproximou de um acerto com os árabes. O Wolverhampton deve conseguir um valor recorde de 47 milhões de libras (R$ 286 milhões) e também atingir metas financeiras e fiscais.

Os clubes que cobram a investigação apontaram a presença dos emissários sauditas em um luxuoso hotel de Londres para fechar as grandes transferências. Eles também ressaltaram que a Premier League já possui um protocolo de avaliação para definir preços justos e fiscalizar vendas dos jogadores.

Alvo do Barcelona, Rúben Neves em ação na Premier League
Foto: Icon Sport
Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.