Os 5 melhores laterais da década da Premier League

Saiba quais foram os cinco laterais que mais se destacaram no decênio da principal liga do mundo

0
400
Os 5 melhores laterais da década da Premier League
Alex Livesey/Getty Images Sport

A década acabou em 2019? Ou acabará em 2020? Deixando essa discussão como secundária, a PL Brasil preparou uma série especial. Nela, escolhemos os cinco melhores jogadores por posição do último decênio da Premier League. Hoje, enumeramos os melhores laterais da década, considerando desempenho, estatísticas e títulos coletivos e individuais. Acompanhe a série.

Os 5 melhores laterais da década da Premier League

Siga a PL Brasil no Youtube
  • Os maiores laterais direitos da história da Premier League

Pablo Zabaleta

Nascido em Buenos Aires em 1985, Pablo Zabaleta passou por San Lorenzo e Espanyol até chegar ao Manchester City, clube no qual se consolidou. Pelo argentino, os Citizens pagaram 6,45 milhões de libras em 2008. Uma curiosidade sobre a negociação é que o ex-camisa 5 foi comprado um dia antes do City ser adquirido pelo Abu Dhabi United Group.

No Etihad Stadium, Zabaleta ganhou todas as competições da elite inglesa, com destaque para duas Premier League (2011/2012 e 2013/2014) e uma Copa da Inglaterra em 2010/2011.

Foi um lateral com mais características defensivas do que ofensivas, e que se destacava bastante pela sua postura dentro e fora de campo. Era um líder do novo Manchester City que ali surgia.

Pelos Citizens foram 333 jogos e nove anos de serviços prestados. Além disso, Zabaleta esteve no PFA Team of the Year de 2012/13. Após deixar o City, Zabaleta se dirigiu ao West Ham, recebendo muitas homenagens de todos os envolvidos no clube, inclusive um season ticket (ingressos para toda a temporada) vitalício.

Alex Livesey/Getty Images Sport

Leia mais: Aaron Wan-Bissaka e o potencial para ser um dos melhores laterais direitos do mundo

Patrice Evra

É o único dessa lista que estreou como profissional ainda no século XX, quando entrou em campo pela primeira vez com o Marsala, da Itália. O francês chegou à Inglaterra em 2006 vindo do Mônaco, desembarcando em Old Trafford para ser adorado por torcedores Red Devils.

Dono de um jogo físico muito imponente e inteligência de saber discernir os melhores momentos do jogo para uma ida ao ataque, Evra se tornou uma das lendas de Old Trafford sob o comando de Sir Alex Ferguson.

Foram oito anos de United com 15 títulos conquistados, sendo cinco Premier League (duas na década de 2010) e uma Champions League em 2007/2008.

Evra esteve no PFA Team of the Year de 2009/2010 e foi eleito o 78º melhor jogador do mundo pelo The Guardian em 2012.

Depois do Manchester United, Evra passou por Juventus, Olympique de Marselha e West Ham. Sem muito brilho no time londrino, anunciou a aposentadoria e entrou na lista de melhores laterais da década da Premier League.

Branislav Ivanović

Nascido em 1984, à época na Iugoslávia, Branislav Ivanović acumulou uma carreira vitoriosa com o Chelsea. Em Londres, foi campeão de praticamente todas as competições que disputou, com exceção do Mundial de Clubes da Fifa.

Depois de se destacar pelo Lokomotiv Moscow, em janeiro de 2008, Ivanović foi disputado por Chelsea, Milan, Ajax, Juventus e Internazionale. Entretanto escolheu os Blues para construir sua carreira.

A transação custou 9,7 milhões de libras aos cofres dos Blues, valor este que se mostrou pouco perto das conquistas dos Blues com Ivanovic.

O sérvio sempre foi um defensor acima de tudo. Mesmo atuando na lateral, tinha todas as habilidades de um bom zagueiro, e às vezes quebrava o galho por lá também.

Com muitas características defensivas e um forte jogo físico, Ivanović é lembrado pelos inúmeros gols decisivos e marcantes.

Ele esteve no PFA Team of the Year em 2009/2010 e em 2014/2015. E na Uefa Champions League Team of the Season de 2014/2015. Com o Chelsea, foram conquistadas três Premier League e três FA Cup. Além da tão importante Champions League em 2011/2012.

Mike Hewitt/Getty Images Sport

Leia mais: Montamos um timaço da era Premier League só com atletas do Leste Europeu

Leighton Baines

Nascido em Kirkby, Merseyside, em 1984, Leighton Baines iniciou sua carreira profissional no Wigan. Após chamar atenção por lá, foi comprado pelo Everton em 2007 por seis milhões de libras, voltando para sua região de origem.

A temporada de 2010/2011 foi inesquecível para ele. Nela, ele foi eleito o melhor jogador do ano do Everton e conquistou o prêmio Player’s Player of the Season (Jogador do ano eleito pelos jogadores) e o Gol do Ano da Premier League.

Essa temporada definitivamente o colocou em outro patamar no futebol inglês. Além de todos esses feitos, Baines ainda conseguiu atuar em todos os jogos daquela Premier League.

Dono de cruzamentos precisos, bola parada letal e consistência defensiva de se elogiar, Baines não conquistou nenhum título coletivo, mas vários individuais. Esteve no PFA Team of the Year nas temporadas 2011/2012 e 2012/2013, e foi eleito o jogador do ano do Everton em 2010/2011 e em 2012/2013.

Laurence Griffiths/Getty Images Sport

Leia mais: Ben Chilwell: o inglês que se tornou um dos melhores laterais do mundo

Kyle Walker

Depois de estrear com 18 anos pelo Sheffield United e passar pelo Northampton Town, Walker chegou ao Tottenham em 2011, com apenas 19 anos. Lá permaneceu até 2017, sendo emprestado algumas vezes e desenvolvendo seu futebol chegando a um alto nível com os Spurs.

Walker é dono de um jogo rápido e muito sólido, tanto na parte ofensiva, quanto na defensiva. Isso fez com que Pep Guardiola o observasse e o levasse para o Manchester City por uma bagatela de 45 milhões libras em 2017. Mas se engana quem pensa que só aí Walker começou a ter sucesso.

Na temporada 2011/2012 pelos Spurs, Kyle Walker figurou pela primeira vez na PFA Team of the Year. Também nessa temporada ele foi eleito o jogador jovem do ano. Nas temporadas 2016/2017 e 2017/2018, Walker também foi figura garantida na PFA Team of the Year, sendo o lateral com mais presenças (três) na década de 2010. Logo, entra na lista dos melhores laterais da década.

Richard Heathcote

Leia mais: Valor de mercado de laterais do Liverpool dobra em um ano