Relembre a melhor campanha do West Ham na Premier League

A campanha do West Ham em 1998/1999. Foi o melhor desempenho dos Hammers na Premier League e garantiu vaga para Copa da Uefa

0
653
Credit Mary Evans Allstar Mark Liley

A campanha do West Ham na atual Premier League tem deixado seus torcedores otimistas. O time está brigando, com consistência, entre os cinco primeiros colocados. Esse desempenho pode levar os Hammers a uma classificação para Europa League. Quem sabe, até mesmo, para a Champions League.

A boa campanha faz a torcida do West Ham lembrar da temporada 1998/1999, quando terminou em quinto lugar. Aquele foi o melhor resultado do clube na era Premier League. Foi também sua segunda melhor colocação na história do Campeonato Inglês.

A PL Brasil relembra a campanha que classificou o West Ham para um campeonato europeu após 19 anos.

Leia mais: Com uma boa defesa, West Ham faz temporada surpreendente

Otimismo no West Ham desde o início da temporada

Havia otimismo por parte da diretoria dos Hammers para a temporada 1998/1999. O pensamento era de que a continuidade do trabalho do técnico Harry Redknapp aliada à chegada de reforços pontuais e o desenvolvimento de jovens promissores seria a fórmula ideal para melhorar a oitava colocação da temporada anterior.

As contratações do goleiro Shaka Hislop, do zagueiro Neil Ruddock e do experiente centroavante Ian Wright foram importantes. A contratação do atacante Paolo Di Canio, na metade da temporada, foi um complemento preciso para o elenco.

O otimismo de uma boa campanha do West Ham se mostrou justificado. A equipe foi competitiva e consistente durante todo o campeonato. Com exceção da 10ª rodada, sempre esteve na metade de cima da tabela.

A pior sequência sem vitórias durou quatro rodadas, entre a 21ª e a 24ª. Nesse período mais difícil o time perdeu por 4 a 1 para o Manchester United, fora de casa, e por 4 a 0 para Sheffield Wednesday e Arsenal (ambos em casa). O outro resultado foi um 0 a 0 diante do Wimbledon.

No geral, a campanha do West Ham contou com bom desempenho contra times da parte de baixo da tabela e algumas vitórias marcantes diante de equipes importantes. Na quinta rodada, por exemplo, venceu o Liverpool por 2 a 1. Aliás, não perdeu para os Reds naquele campeonato. Em Anfield, conseguiu um bom empate por 2 a 2. Também venceu duas vezes, tanto Tottenham, quanto Newcastle.

Força em casa

West Ham temporada
imago Color Sports

Um ponto fundamental da campanha do West Ham na temporada 1998/1999 foi seu desempenho em casa. No antigo Upton Park, o time venceu 11 de suas 19 partidas. Foram apenas quatro derrotas. A vitória por 3 a 0 diante do Newcastle e as goleadas por 5 a 1 e 4 a 0, contra Derby County e Middlesbrough, respectivamente, foram seus principais resultados em seu estádio.

Uma fragilidade daquela equipe era, sem dúvida, sua defesa. Sofreu 53 gols, em 38 jogos, terminando com saldo negativo de sete (marcou 46). Os Hammers levaram quatro ou mais gols em oito partidas. A pior derrota foi por 6 a 0, na penúltima rodada, diante do Everton, em Liverpool.

Mas o fraco desempenho defensivo não foi o suficiente para tirar do clube a sonhada vaga para competição europeia. A campanha que culminou com o quinto lugar levou o West Ham para a terceira rodada da antiga Copa Intertoto, uma espécie de classificatória para a Copa da Uefa (atual Europa League). Os Hammers venceram a Intertoto e conseguiram a classificação para Uefa.

Os jovens promissores

Aquela campanha do West Ham também ficou marcada pela presença de três jovens jogadores vindos da base do clube. Eles tiveram participação importante durante a temporada 1998/1999 e se tornariam grandes nomes na Premier League em grandes clubes. Frank Lampard, Rio Ferdinand e Joe Cole.

Ferdinand e Lampard já compunham o elenco principal desde 1995. Mas foi em 1998/1999 que os dois se mostraram fundamentais para o time titular. O zagueiro fez 31 jogos naquele campeonato. Sempre com muita consistência e já se apresentando como um dos zagueiros ingleses mais talentosos da época. Mais tarde ele se tornaria ídolo e multicampeão no Manchester United.

Lampard simplesmente participou de todos os 38 jogos da liga. Era peça fundamental do meio-de-campo dos Hammers. Ele marcou cinco gols naquela edição da Premier League. Alguns muito importantes para vitórias apertadas. Casos do 3 a 2 sobre o Leicester e do 2 a 1 sobre o Nottingham Forest. O meio-campista viria a se tornar uma verdadeira lenda no Chelsea.

Joe Cole foi a revelação do West Ham naquela temporada. O jogador ganhou espaço na metade final da campanha, tendo participado de oito jogos. O suficiente para chamar a atenção de torcida e imprensa. Cole não se tornou o grande craque que alguns esperavam, no entanto, teve boas temporadas por clubes grandes, como o Chelsea, e também momentos de brilho pela seleção inglesa.

Na campanha de 1998/1999 os principais artilheiros do West Ham foram Ian Wright, com nove gols, Trevor Sinclair, com sete, Frank Lampard e Marc Keller, com cinco. Paolo Di Canio, que chegou na metade da temporada, marcou quatro gols.

SIGA A PL BRASIL NO YOUTUBE – MAIORES CAMPEÕES DO FUTEBOL INGLÊS

Leia mais: A importância de Michail Antonio para o West Ham

Esperança com a atual campanha do West Ham

Comparando a atual campanha do West Ham com a de 1998/1999, a torcida pode ficar esperançosa? A equipe de David Moyes tem mostrado, até o momento, bastante consistência para brigar entre os seis primeiros lugares da tabela. Com 28 partidas disputadas, são 14 vitórias, oito derrotas e seis empates. Está na quinta colocação, com 48 pontos.

O time, inclusive, conquistou algumas vitórias bastante significativas. Foram os casos contra Everton, Leeds e Leicester (essa por 3 a 0). Todas fora de casa.

As principais preocupações dos Hammers para se manter bem na tabela, faltando 10 rodadas para o fim do campeonato, são com Liverpool, Everton e Tottenham. Os três estão abaixo do West Ham, mas por diferenças de apenas dois e três pontos. Eles contam com elencos bem melhores, portanto não seria nenhuma surpresa se conseguissem ultrapassar os comandados de Moyes.

Apesar de estar a apenas três pontos do atual colocado, o Chelsea (e com um jogo a menos), dificilmente conseguirá estar no top quatro. Os terceiro colocado, Leicester, já tem uma vantagem importante de seis pontos para os Hammers.

O West Ham, apesar de muito tradicional e de contar com uma torcida fanática, é um clube de pouquíssimas conquistas. Em seus mais de 125 anos de história nunca venceu um título de primeira divisão. Seus principais troféus são três da FA Cup (1964, 1975 e 1980) e dois da segunda divisão inglesa (1957/1958 e 1980/1981).

O quinto lugar conquistado na campanha de 1998/1999 foi o melhor resultado do clube na Premier League. Sua melhor colocação na primeira divisão do campeonato inglês foi a terceira, na temporada 1985/1986. Assegurar uma classificação para um torneio europeu seria, portanto, algo muito significativo para o West Ham.

Assista a lances de West Ham 3×2 Leicester, pela temporada 1998/1999: