Gündogan escolhe melhor brasileiro da história do Borussia Dortmund

2 minutos de leitura

İlkay Gündoğan entrou na brincadeira e elegeu seus jogadores preferidos de oito países diferentes, incluindo o Brasil, que passaram pelo Borussia Dortmund. O meia do Manchester City, que jogou no clube alemão de 2011 a 2016, também escolheu os nomes preferidos de atletas de Alemanha, Turquia, Polônia, Suíça, Estados Unidos, Inglaterra e Gana.

Dentre os 11 brasileiros que passaram pelo Borussia Dortmund, Gündoğan escolheu Felipe Santana como o melhor que passou pelo clube alemão. O zagueiro, que hoje atua no Atlético Catarinense, foi companheiro de Dedê até junho de 2011. Seu melhor momento no time preto e amarelo foi em abril de 2013, quando fez o gol contra o Málaga no último minuto que garantiu a classificação para as semifinais da Champions League. A equipe comandada por Jürgen Klopp chegou à final naquele ano, mas acabou perdendo para o Bayern de Munique na final.

Gündoğan e Felipe Santana jogaram juntos no Borussia de 2011 a 2013 e conquistaram juntos o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha em 2011-12.

O brasileiro acumula 113 jogos, oito gols, uma assistência e quatro títulos pelo clube da AlemanhaSupercopa da Alemanha (2008), Campeonato Alemão (2010-11 e 2011-12) e Copa da Alemanha (2011-12).

Na hora de escolher o melhor alemão que passou pelo Dortmund, Gündoğan “sabonetou” e acabou escolhendo quatro. “Precisei mencionar todos os quatro, caso contrário, terei problemas”, brincou o meia do City.

+ Ikay Gundogan trocará Manchester City por outro gigante da Europa

Veja a lista de jogadores de cada país escolhidos por Gündoğan:

  • Alemanha: Reus, Götze, Hummels e Schieber
  • Brasil: Felipe Santana
  • Turquia: Nuri Sahin
  • Polônia: Lewandowski
  • Suíça: Akanji
  • Estados Unidos: Pulisic
  • Inglaterra: Bellingham
  • Gana: Otto Addo

Confira os 11 jogadores que passaram pelo Borussia Dortmund

  • Júlio César: titular na Copa do Mundo de 1996 e ídolo do Guarani, o zagueiro atuou pelo Borussia de 1994 a 1998, somando 116 jogos e 10 gols
  • Dedê: o lateral revelado no Atlético-MG jogou pelo Dortmund por 12 anos e se tornou ídolo do clube, fazendo 398 jogo e 12 gols
  • Evanílson: o lateral que jogou tanto no Atlético-MG e no Cruzeiro atuou no Borussia Dortmun entre 1999 e 2001, fazendo 170 jogos e quatro gols
  • Ewerthon: atacante com passagens por Corinthians e Palmeiras, esteve no Borussia por quatro anos, somando 54 gols em 154 jogos
  • Leandro: irmão de Dedê, o meia não teve uma grande passagem pelo Dortmund, ficando apenas uma temporada no clube por empréstimo do Atlético-MG, fazendo 13 partidas e dois gols
  • Amoroso: o atacante foi muito bem em sua passagem pelo Borussia, marcando 43 gols em 89 jogos durante os seus três anos de clube
  • Flávio Conceição: o volante não teve uma passagem brilhante pelo clube, fazendo apenas 16 jogos e um gol em um período curto de empréstimo
  • Tinga: o volante foi o grande responsável pela popularidade do clube no Brasil, atuando em 114 jogos e marcando 12 gols de 2006 a 2010
  • Felipe Santana: apesar de ter tido passagens discretas por clubes brasileiros, o zagueiro brilhou no Borussia, fazendo 113 jogos e oito gols de 2008 a 2013
  • Antônio da Silva: o meia foi praticamente formado na Alemanha e, no Borussia, clube que defendeu por dois anos, fez 33 jogos e marcou um único gol
  • Reinier: emprestado pelo Real Madrid, o meia-atacante não conseguiu ter espaço no time e em dois anos fez 35 jogos e marcou apenas um gol

Em cinco anos de clube, Gündoğan fez 15 gols e 20 assistências em 157 jogos, conquistando três títulos – Campeonato Alemão e Copa da Alemanha em 2011–12 e Supercopa da Alemanha em 2013.

Veja mais sobre o futebol europeu

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.