Max Eberl rescinde e se despede do Gladbach chorando

Max Eberl rescinde e se despede do Gladbach chorando
Foto: Divulgação/Glabdach

A temporada do Gladbach, que já não é boa, sofreu mais um golpe na tarde desta sexta-feira (28), apesar de não ter nenhum jogo marcado. Dessa forma, o diretor de esportes, Max Eberl, solicitou a rescisão e deixa o clube após 23 anos.

Em entrevista, contou os motivos de sua decisão e disse estar esgotado mentalmente. Muito se elogiou a atitude de Eberl em falar sobre saúde mental, um tema pouco abordado no futebol.

“Esta é de longe a coletiva de imprensa mais difícil que tive que realizar no meu tempo como diretor esportivo do Borussia. Estou esgotado. Estou cansado. Só não tenho mais energia para continuar cumprindo esse papel da forma que o clube merece”, explicou.

Além disso, falou sobre entender as pessoas que questionam a decisão do diretor, ligando ela completamente à fase atual da equipe dentro das quatro linhas.

“Eu posso entender as pessoas que podem questionar o momento da minha decisão com a posição em que o clube está. Mas eu simplesmente não tenho forças para continuar fazendo este trabalho da maneira que tenho feito por tanto tempo”, afirmou.

Ademais, o diretor disse que apenas quer viver e aproveitar a vida. Falou também que não quer nada no futebol por enquanto.

“Eu só quero ser Max Eberl. quero ver o mundo e me concentrar apenas uma vez na minha vida. não tomei essa decisão para mudar para outro clube. Por enquanto, eu não quero nada com futebol”, disse.

Por fim, se emocionou ao fim da entrevista e suas últimas palavras como diretor do Gladbach saíram embargadas. Assim, disse que vai se divertir e não precisa que se preocupem com ele.

“Vocês não precisam se preocupar comigo. Vou me divertir e talvez suma do mapa por um tempo. Foi uma honra poder trabalhar pelo Borussia Mönchengladbach”, finalizou.

Temporada do Gladbach sem Max Eberl

A temporada do Borussia até aqui não é boa. Assim, a equipe ocupa a 12ª posição com 22 pontos em 20 jogos. Adi Hütter, técnico da equipe, sofre diversas críticas de torcedores e comentaristas. Lotthar Matthäus, ídolo do clube, se posicionou negativamente ao trabalho.

Max Eberl defendia o comandante e o respaldava. Com a saída do diretor, Adi Hütter pode balançar de vez no cargo de técnico.

Para a sequência da temporada, o Gladbach volta a campo após a Data Fifa, no sábado (5), às 11h30 (horário de Brasília), quando visita o Arminia.

Foto Destaque: Divulgação/Glabdach

Artigo anteriorPalpite, Prognóstico e Odds para PSG x Nice – 31/01
Próximo artigoNantes x Brest — Melhores momentos e resultado
Oi, eu sou o Gabriel Vicco e sou apaixonado por futebol e sempre o tive o sonho de trabalhar com isso. Escolhi o jornalismo por gostar de escrever e me comunicar de várias maneiras. Tenho uma página no Instagram com alguns amigos, o Debate (@debate.fcs), onde postamos notícias, análises e coberturas do Brasileirão Feminino. Atualmente, tenho a certeza de que a profissão que mais almejo é o jornalismo esportivo, por isso busco por experiências e pela minha evolução nesse ramo.