Matheus Pereira: conheça o brasileiro destaque da Championship

Jogador está emprestado pelo Sporting ao West Bromwich, líder da competição

0
653
George Wood Collection Getty Images Sport
George Wood Collection Getty Images Sport

Em meio a tantos jogadores brasileiros que brilham no futebol europeu, muitos são desconhecidos do público no Brasil ou mesmo da imprensa esportiva nacional. Esse é o caso de Matheus Pereira, que atualmente defende o West Bromwich na Championship, emprestado pelo Sporting.

Matheus Pereira: conheça o brasileiro destaque da Championship

Não confunda com o outro Matheus Pereira, ex-Corinthians, atualmente emprestado ao Dijon pela Juventus. Matheus Pereira, do West Brom, de 23 anos, nunca atuou profissionalmente no Brasil – assim como Wesley Moraes, hoje também em evidência na Inglaterra – e, por isso, aqui raramente é destacado.

Portanto, para os que não conhecem o jovem brasileiro – mas  também para os que já conhecem – a PL Brasil dedica o presente texto para contar um pouco da trajetória de Matheus Pereira na Europa, sobretudo no futebol inglês.

Leia mais: 7 destaques sub-23 da Championship contratados para a Premier League

Início no Sporting

Matheus Pereira Sporting Patricia de Melo Moreira Collection AFP
Patricia de Melo Moreira Collection AFP

Nascido em Belo Horizonte em 1996, Matheus Fellipe Costa Pereira mudou-se para Portugal aos 14 anos e passou a frequentar as categorias de base do Tarafaria, até ser levado pelo seu então treinador, também olheiro do Sporting, ao clube da capital.

Seu período nas equipes juvenis e no time B do Sporting foi de bastante destaque, justificando que em 2015 assinasse contrato com a equipe profissional com status de promessa e uma cláusula rescisória de 60 milhões de euros.

Apesar de tender a jogar pelas pontas – sobretudo na esquerda – Matheus Pereira desenvolveu-se como um meio-campista ofensivo bastante versátil, e que tem o chute de longa distância como característica marcante.

E o brasileiro chamou a atenção logo em sua estreia pelo clube, com assistência contra o Besiktas – empate em 1 a 1 – em partida válida pela Liga Europa. E na rodada seguinte do torneio, foi autor de dois tentos em goleada por 5 a 1 sobre o Skenderbeu, da Albânia.

Naquela edição, ainda balançou as redes em vitória por 4 a 2 sobre o Lokomotiv Moscou, na Rússia, mas ficou apenas no banco de reservas nas partidas que culminaram em eliminação diante do Bayer Leverkusen.

Já na liga nacional 15/16, Matheus Pereira teve poucos minutos em campo e disputou um único jogo como titular, atuando aberto na esquerda, em vitória sobre o Porto.

Na temporada 16/17, perdeu espaço e teve ainda menos oportunidades, por diversas vezes integrando a equipe B. Figurou no máximo como suplente na Champions League e só foi efetivamente aproveitado pelo elenco principal a partir da 19ª rodada Campeonato Português.

Períodos de empréstimo

Matheus Pereira Sebastian Widmann Collection Bongarts
Sebastian Widmann Collection Bongarts

Após 27 partidas, seis gols e quatro assistências pelo Sporting, o brasileiro foi emprestado ao Chaves. No novo clube, foi titular absoluto e protagonista de bom desempenho do time na primeira divisão. Por lá, foram 30 partidas, oito gols e cinco assistências.

Na temporada seguinte, 18/19, esteve no Nuremberg, também por empréstimo. Foi um dos poucos jogadores do time que teve algum destaque na desastrosa campanha que levou ao rebaixamento. Na Bundesliga, totalizou 19 partidas, três gols e duas assistências.

Destaque no West Bromich

Recém-obtida a cidadania portuguesa, Matheus Pereira permaneceu fora dos planos do Sporting para a temporada 19/20, apesar do vínculo contratual até junho de 2022.

Assim, foi cedido por empréstimo ao West Bromwich no último dia da janela de transferências, com opção de compra de 10 milhões de euros caso atingisse um número mínimo de partidas.

E já se especula que o clube inglês irá sim exercer seu direito de compra ao final da temporada. Isso porque, em pouco tempo, Matheus Pereira tornou-se peça importante da equipe e jogador de destaque da Championship.

George Wood Collection Getty Images Sport
George Wood Collection Getty Images Sport

Leia mais: Modo Carreira do FIFA 20: 10 promessas sub-20 baratas para contratar

Ficou fora apenas das rodadas iniciais do campeonato, contra Nottingham Forest, antes de sua transferência, e Millwall, assim que chegou ao clube. Saindo do banco de reservas, participou dos jogos contra Luton, Reading e Derby – além do Millwall, dessa vez na Copa da Liga.

Já nesse período, foi bastante elogiado pelo treinador Slaven Bilic: “É um jogador muito bom, faz a diferença no último terço do campo. É bom com a bola, tem boa visão. Teve uma ótima temporada no Nuremberg, na temporada passada. Foi por isso que o quisemos”.

E logo na primeira partida de Matheus como titular – vitória por 3 a 2 sobre o Blackburn – foi responsável por duas assistências. Após a boa performance, manteve a titularidade em todos os confrontos subsequentes e foi conquistando reconhecimento na Inglaterra.

Na décima primeira rodada, em vitória por 4 a 2 sobre o Cardiff, teve atuação espetacular. Com um gol – um verdadeiro golaço – e duas assistências, ajudando a recolocar o West Brom na liderança da Championship.

Atuando mais centralizado do que nos clubes anteriores, fazendo vezes de camisa 10, Matheus Pereira já totaliza dois gols e seis assistências em apenas dez partidas na segunda divisão. Um início bastante promissor para, quem sabe, futuramente brilhar na Premier League.

Comemoração gerou polêmica

Matheus Pereira acabou se envolvendo em uma polêmica, na vitória por 2 a 0 sobre o Queens Park Rangers, em Londres. Na ocasião, ao marcar o segundo gol do jogo, aos 84 minutos, celebrou simulando uma “ceifada” – comemoração popularizada por Henrique Dourado no Brasil – em alusão ao fato de “aniquilar” a partida.

O grande problema é que a torcida do QPR se sentiu profundamente ofendida com o gesto. Isso porque remeteu a um evento trágico: em 2006, aos 15 anos, o garoto Kiyan Prince, foi assassinado a facadas.

E por isso, para esta temporada, por meio de votação popular, o tradicional estádio Loftus Road já havia sido renomeado para Kiyan Prince Foundation Stadium – como uma homenagem à instituição de caridade criada em memória a Kiyan por seu pai.

A comemoração de Matheus e a reação enfurecida da torcida rival repercutiram muito na imprensa inglesa, mas o jogador veio a público se desculpar com os torcedores do clube, explicando a motivação do gesto e que desconhecia a fatídica história.