Matheus Cunha vê Atlético na briga pelo título do Espanhol

O brasileiro Matheus Cunha declarou, em entrevista ao GE, que o Atlético de Madrid tem condições ideias de brigar pelo título da La Liga na temporada 2022/23. Em suma, o atacante reconheceu o tamanho dos grandes rivais: Real Madrid e Barcelona. Contudo, afirmou confiar na equipe que defende desde agosto passado. Além disso, o atacante comentou sobre o novo momento após a saída de Luis Suárez.

De antemão, o brasileiro acredita no potencial da equipe colchonera e na possibilidade da conquista de título. Nesse sentido, o jovem de 23 anos vê o time com um elenco forte e preparado para “competir e brigar na parte de cima da tabela”.

A saber, o Atleti vem de uma temporada abaixo do esperado. Desse modo, após erguer a taça da La Liga na temporada 20/21, o time comandado por Diego Simeone não conseguiu repetir o feito na época passada. Em suma, os Colchoneros terminaram 2021/22 ocupando a 3ª posição no Campeonato Espanhol. Além disso, o time conseguiu vaga na Champions League desta temporada que se inicia.

Matheus Cunha se prepara para novo desafio no Atlético de Madrid

No dia 25 de agosto de 2021, o clube colchonero anunciou a contratação do brasileiro. Sendo assim, a transferência de  Matheus Cunha custou 26 milhões de euros aos cofres dos espanhóis. Em sua primeira temporada com a camisa do Atleti, anotou sete gols e ajudou com sete assistências nas 37 partidas que disputou.

No entanto, Matheus Cunha fez sua primeira partida como titular em dezembro, contra o Mallorca. Na oportunidade ele brilhou na estreia ao marcar o gol dos colchoneros, que saíram derrotados por 2 x 1. Apesar disso, durante a temporada passada o jogador não teve muito espaço no time. Primeiro por conta da presença de Suárez.

Segundo pela lesão no joelho, que afastou ele das oportunidades de ganhar sequência no rojiblanco. Apesar disso, ao que tudo indica, com a saída do uruguaio, atacante passa a ser o novo 9. Assim, ciente da responsabilidade, Matheus Cunha afirmou que está pronto para usar a histórica camisa 9 colchonera.

É um número que tenho muito carinho e que gosto. Muito feliz com a possibilidade de herdar a camisa que grandes jogadores já vestiram aqui no Atlético. Tenho certeza que teremos uma temporada excelente e eu espero corresponder em campo toda confiança depositada em mim pela diretoria e comissão técnica. É uma responsabilidade grande, mas me sinto extremamente preparado