Mason Mount: clube prepara R$ 330 milhões para vencer Arsenal e Liverpool

2 minutos de leitura

Quem vai levar Mason Mount? A disputa pelo meio-campista inglês tem promovido uma verdadeira batalha entre clubes da Premier League nos bastidores do mercado da bola na Inglaterra. A renovação entre o jogador de 24 anos e o Chelsea é cada vez mais improvável, segundo publicam uma série de veículos como “Football Insider”, “The Athletic” e até o jornalista Fabrizio Romano, e Arsenal e Liverpool pareciam liderar corrida para contar com o atleta. Até agora.

Segundo publicação do “DailyMail”, desta quarta-feira (24), o Manchester United prepara uma oferta de 55 milhões de libras (cerca de R$ 337,01 milhões, na cotação atual) para pular à frente na disputa por Mason Mount.

Entenda a corrida por Mason Mount

De acordo com jornal inglês, Erik Ten Hag demonstra clara intenção de assinar com o jogador do Chelsea para aumentar as opções de seu elenco para o setor ofensivo. No entanto, esses planos não são exclusivos do Manchester United e seu treinador holandês.

Liverpool

No início de abril diversos veículos ingleses, como o “GOAL”, noticiavam que a equipe de Jürgen Klopp era a favorita para levar Mount. Uma reunião entre os representantes de clube e jogador, inclusive, teria sido promissora. Os Reds estariam dispostos a chegar às cifras salariais desejadas pelo inglês.

Arsenal

Nas últimas semanas, porém, muitas publicações, com destaque para o “The Athletic”, deram conta do aumento do interesse do Arsenal no jogador. Com a classificação para a Champions League confirmada e o título inglês praticamente decidido a favor do Manchester City desde o início de maio (garantido no último fim de semana), os Gunners iniciaram o planejamento para a próxima temporada – o que inclui a contratação de Mason Mount.

A falta de profundidade do elenco do Arsenal foi reconhecidamente uma das fraquezas do clube na briga pelo título inglês. Aliado a isto, está a eminente saída de Granit Xhaka para o Bayern Leverkusen, da Alemanha. Desta forma, a versatilidade de Mason Mount, que pode jogar tanto por dentro, quanto pelas pontas no setor de ataque, seria uma ótima adição para Arteta.

+ O ousado mercado do Bayern Leverkusen de Xabi Alonso

Manchester City e Bayern de Munique correm por fora

Veículos ingleses também citaram que os Citizens e os Bávaros monitoram a situação do jogador. No caso dos alemães, o interesse é liderado por Thomas Tuchel, que comandou Mason Mount no Chelsea – juntos, foram campeões europeus em 2021.

A equipe de Guardiola, por sua vez, mantém Mount à vista caso precise substituir eventuais perdas no setor de meio-campo. Gündogan é cotado para deixar o clube ao fim da temporada, enquanto Bernardo Silva é um dos preferidos de Jorge Campos, diretor de futebol do Paris St-Germain.

Chelsea descartado?

Parece unanimidade: de acordo com diferentes fontes, Mount e Chelsea caminham para o fim da relação. As informações, no entanto, conflitam sobre as ideias de Mauricio Pochettino quanto ao meio-campista.

O “Football Insider” informou que, ao lado de Ziyech e Kovacic, Mount está na lista de saídas planejadas pelo novo treinador. No entanto, segundo a publicação desta quarta-feira do “Daily Mail”, Pochettino gostaria que o jogador da seleção inglesa assinasse um novo contrato. Frank Lampard, técnico interino, também é um admirador declarado do camisa 21.

João Vítor Castanheira
João Vítor Castanheira

Coordenador da PL Brasil. Aqui, minha missão e organizar o time para que nossos craques da reportagem possam matar no peito e sair jogando. Cobri futebol internacional, carioca e esportes olímpicos pelo Lance! e fui editor de conteúdo do Esporte do Grupo Globo - lá fiz parte dos programas Globo Esporte, Jornal da Globo e Esporte Espetacular. Jornalista pela UFRJ, ex-goleiro da Associação Atlética de Comunicação e Artes com orgulho. Contra todo tipo de conservadorismo - inclusive o esportivo. De Uberaba-MG, radicado no Rio Janeiro-RJ, em São Paulo-SP.