Marseille está interessado em lateral brasileiro

O Olympique de Marseille está ativo no mercado. Dessa forma, tem interesse em trazer para a França o lateral-direito brasileiro Yan Couto. Em resumo, o jovem esteve emprestado pelo Manchester City ao Braga na última temporada e que pode estar lá novamente na próxima temporada.

A princípio, o mandatário do clube francês Pablo Longoria tem trabalhado de forma intensa nesta janela de transferências. Assim, com a saída de Jorge Sampaoli e a chegada de Igor Tudor, o presidente do OM quer montar o melhor plantel possível para o seu novo treinador.

Aliás, o novo treinador chegou trazendo consigo uma nova cara no clube, com um nova equipe técnica. Dentre eles, o famoso ex-jogador italiano, Camoranesi, que fez história com a camisa da Azurra. O ex-meia tem história junto com treinador croata, jogando juntos na Juventus, e hoje é um dos auxiliares do comandante.

Marseille segue Yan Couto

Priemiramente, de acordo com informações da imprensa local, o Olympique de Marseille está atualmente acompanhando Yan Couto. O lateral-direito do Manchester City, de 20 anos, foi emprestado ao Braga no ano passado e os Citizens podem fazer o mesmo na próxima temporada.

Enquanto isso, o Marseille tenta obter o empréstimo do brasileiro, que frequentou as seleções Sub-17 e Sub-20. Aliás, já veio à informação de forma a conhecer as condições para atrair os serviços do jovem jogador. Entretanto não terá vida fácil para a contratação, pois tem a concorrência do Porto.

Marseille também observa Bakayoko

O meia francês Tiémoué Bakayoko também desperta a cobiça do Olympique de Marseille. Assim, pode estar prestes a voltar à Liga Francesa.

Segundo o jornalista Ekrem Konur, o clube francês está interessado em garantir  Bakayoko por empréstimo, vindo do Chelsea, desde que esse negócio inclua uma cláusula de opção de compra.

Por fim, na temporada 2021/22, o jogador de 27 anos esteve na Liga Italiana, emprestado ao AC Milan, depois de já ter representado o Napoli e o clube milanês em temporadas anteriores. Na porta de saída de Stamford Bridge, o futuro pode passar por Marseille.