Marcus Rashford – Mercado da Bola, Transferências, Rumores e Estatísticas

0
637
Marcus Rashford-Manchester United
Divulgação/Glyn Kirk/AFP

Marcus Rashford é um jogador de futebol inglês que atualmente atua como atacante do Manchester United. Nascido no dia 31 de outubro de 1997, em Manchester, iniciou sua carreira futebolística aos 11 anos de idade.

Marcus Rashford – Início de carreira

O inglês jogava futebol desde seus cinco anos de idade, como hobby. Em 2003, começou a jogar no Fletcher Moss Rangers, começando como goleiro. Chegou a citar o ex-goleiro do United, Tim Howard, como seu ídolo goleiro. Ficou no clube até 2005, quando migrou para o Manchester United. Entretanto, passou uma semana treinando com o Manchester City antes de ingressar no sistema acadêmico dos Red Devils, aos sete anos, em meio a rumores de interesse de Everton e Liverpool.

Mas, aos 11 anos, viu a necessidade da diversão ser uma profissão, pois sua família estava passando por dificuldades para obter alimento. Assim, se tornou o jogador mais jovem a ser selecionado para o Manchester United Schoolboy Scholars, geralmente reservado para jogadores com 12 anos ou mais. Logo, Marcus Rashford começou a levar sério sua carreira nas divisões de base do time de Manchester.

Para aumentar seu nível de habilidade, começou a jogar o Cage Football (futebol em campo encurtado, similar ao futebol de rua) juntamente com Paul Pogba, Jesse Lingard e Ravel Morrison, jogadores quatro anos mais velhos.

Estreia meteórica no profissional

Subindo para o profissional e estreou em 25 de fevereiro de 2016, numa partida decisiva de Liga Europa contra o Midtjylland. Rashford foi incluído na lista de 18 convocados para as oitavas de final do jogo de volta, devido a uma crise de lesão que causou a lesão de 13 jogadores. Mas só entrou depois que o francês Anthony Martial se machucou no aquecimento. Rashford foi escolhido para iniciar o jogo e marcou sua estreia no time principal. Foi fundamental para a classificação ao marcar dois gols na goleada por 5 x 1.

Logo depois, fez sua estreia na Premier League, em um clássico entre United e Arsenal e surpreendeu ao marcar dois gols na vitória por 3 x 2, se tornando o atleta mais jovem da história do campeonato a ter um doblete, chamando a atenção do mercado de transferências, que passou a acompanhá-lo e levantar rumores. O jovem craque também foi decisivo no Derby de Manchester: marcou o gol da vitória, se tornando o jogador mais novo a marcar no clássico.

Trajetória, conquistas e highlights da carreira de Marcus Rashford

Rashford sempre teve boas atuações em suas competições profissionais e as consequências do desempenho do inglês são seus troféus, o que chama a atenção do mercado da bola. Logo, a coleção só tende a crescer: Rashford possui os títulos da UEFA Liga Europa e da Copa da Liga Inglesa de 2016/17, da Copa da Inglaterra de 2015/16 e da Supercopa da Inglaterra de 2016.

Além disso, foi o terceiro melhor jovem do ano de 2017 pela revista Four Four Two. Também se destacou na fase de grupos da UEFA Champions League 2020/21 ao marcar um hat-trick na goleada por 5 x 0 contra o RB Leipzig, da Alemanha.

Projetos sociais de Rashford

Por outro lado, se destaca também em seus projetos sociais, tendo, inclusive, um projeto de combate à fome. Ao lado de grandes marcas de alimento, teve a intenção de expandir a refeição gratuita nas escolas para crianças de baixa renda. Dessa forma, o atleta conseguiu atingir Boris Johnson, o primeiro ministro do Reino Unido, que  ampliou o programa de merenda escolar gratuita para crianças no verão.

Além disso, no início da pandemia, liderou o Players Together, que reuniu atletas da elite do futebol inglês para doar cerca de 4 milhões de libras para o Serviço Nacional de Saúde britânico. Tais ações lhe renderam, em 2020, o título de MBE (Membro da Ordem do Império Britânico), que premia as contribuições pela arte, ciência, trabalhar com caridade e assistência social organizações, e serviço público. Bem como foi eleito a Personalidade Esportiva do Ano, no mesmo ano, pela BBC. Por fim, ainda em 2020, ganhou o Lockdown Heroes (heróis do lockdown), da FSA Awards.

Transferências e Mercado da Bola de Marcus Rashford

Não é surpresa que um atleta como Rashford chamou a atenção do mercado da bola e o movimentou intensamente. Em outubro de 2018, rumores de sua venda começaram a circular. Assim, a Juventus se interessou pelo jogador e se dispôs a pagar 74 milhões de euros para contar com o inglês em seu elenco. Logo depois, em novembro do mesmo ano, o Real Madrid entrou no mercado da bola, já que o clube se encantou com Rashford e ofereceu o pagamento de 56 milhões de euros.

Por fim, em 2020, a fila andou e o PSG quis o talento do atacante na França, já que Thomas Tuchel, então técnico da equipe, o desejava por ser fã do Manchester United. Movimentando muito o mercado da bola, a renovação com o United foi mais forte que o mercado de transferências.

Manchester United

O craque do Manchester United é um dos principais nomes do atual elenco da equipe, ao lado de Bruno Fernandes Paul Pogba. Tendo sido diversas vezes fundamental para o clube em diversas competições, o jogador soma 262 jogos, 87 gols e 44 assistências com o United. Atualmente, seu contrato vai até junho de 2023, com expectativa de renovação.

Contudo, o mercado de transferências e o mercado da bola estão de olho em Rashford. Em sua primeira temporada com o Manchester United na Premier League, a 2015/16, participou de 11 partidas acumulando cinco gols e duas assistências. No entanto, se destacou em 2019/20, onde fez 17 gols em 31 jogos do campeonato nacional.

Similarmente, se destacou nas copas nacionais durante a temporada 2019/20, tendo quatro gols e uma assistência em sete partidas. Além disso, nos certames continentais, fez mais gols em 2020/21, marcando oito gols em 10 jogos.

Seleção Inglesa 

Pelo país, Rashford nunca teve uma atuação excepcional e não obteve nenhum título, afinal a Inglaterra não é campeã desde o título mundial de 1966. Sua mais recente atuação pela seleção foi na final da Eurocopa contra Itália. Rashford saiu do banco na prorrogação e na cobrança de pênaltis, não conseguiu marcar ao chutar a bola na trave.

Porém, o feito causou reações lamentáveis por parte dos ingleses, que realizaram insultos racistas à ele, Jadon Sancho Bukayo Saka. O caso mobilizou toda a comunidade esportiva a defendê-los, afinal, a derrota é algo comum, mas o racismo, por outro lado, não pode ser.