Manchester United x Barcelona: analisamos o confronto das quartas da Champions

Red Devils terá pela frente um "extraterrestre" com a camisa 10

0
242
Manchester United x Barcelona

Sem nenhuma trégua nos sorteios da Champions League, os ingleses chegam para as quartas de final sem favoritismo no confronto entre Manchester United x Barcelona. Nas oitavas, uma situação curiosa: passou de não-favorito para favorito em questão de um mês, para no fim, saírem classificados como os azarões.

Classificação histórica sobre o PSG

O time não inspirava confiança, e o favoritismo caiu sobre o Paris Saint-Germain. Entretanto, Solskjaer chegou e Neymar se machucou, mudando a ordem dos fatores.

No primeiro jogo, em Old Trafford, domínio completo de Mbappé e companhia, aplicando um sonoro 2 a 0 e praticamente liquidando a fatura do confronto. Todavia, o futebol nos oferta agradáveis surpresas.

Com incríveis 10 desfalques entre lesionados e suspensos, o United foi até o Parque dos Príncipes e saiu de lá vencedor. Com direito a falha de Buffon, atuação de gala de Lukaku e gol salvador de Rashford.

Foi um dia inesquecível para qualquer torcedor do clube, trazendo de volta o sentimento de enormes vitórias em noites de Champions League se utilizando do Fergie Time. Um estímulo e tanto para a sequência de uma temporada a qual já se considerava perdida.

Oscilação pós-classificação nas oitavas

De lá pra cá, Ole Gunnar Solskjaer foi efetivado no comando, ganhando um contrato de três temporadas e o time que vivia uma fase incrível passou a oscilar.

Perdeu o clássico para o Arsenal e foi eliminado da Copa da Inglaterra pelo Wolves logo em sequência. Ensaiou uma recuperação vencendo o Watford em casa – mas jogando mal. Porém, voltou a perder para o mesmo Wolves, desta vez na Premier League.

Jogadores como Pogba, Rashford e Martial passaram a não ter o mesmo desempenho de outrora, com destaque para o primeiro, que anda constantemente sumido dentro de campo, participando muito pouco das partidas de forma positiva.

(Photo by Robbie Jay Barratt – AMA/Getty Images)

O Barça de um extraterrestre

Do outro lado, um Barcelona cada vez mais dependente da dupla Messi-Suárez. O primeiro, um gênio de outro mundo; o segundo, um artilheiro nato, extremamente decisivo para o time em momentos cruciais.

Líder absoluto de La Liga, o Barcelona vê Lionel Messi realizar uma de suas temporadas mais decisivas de toda a sua carreira.

Com 45 gols e 17 assistências somando todas as competições, o argentino, desde a classificação diante do Lyon, impressionou o mundo do futebol em uma sequência praticamente imparável.

(Photo by Jose Breton/NurPhoto via Getty Images)

Ainda que tenha se lesionado durante a data Fifa, o baixinho realizou gols antológicos em sequência após sua recuperação, mostrando o porquê ser considerado o melhor de todos os tempos por muitos, e destoando cada vez mais dos outros atletas.

Nesses quatro jogos os quais antecederam o duelo diante dos vermelhos de Manchester, ele fez gols magníficos, e tornou os gols de falta algo simplesmente fácil e recorrente – três em quatro jogos.

Decisivo para que o time não perdesse nenhum jogo nessa sequência – saindo inclusive do banco de reservas para garantir um empate nos últimos minutos diante do Villareal – Messi com certeza dará muita dor de cabeça para OGS e companhia.

Manchester United x Barcelona promete!

O United não só não passa pelo seu melhor momento da temporada, como irá ter pela frente um jogador que simplesmente não enxerga obstáculos para dar a vitória ao seu clubes.

No entanto, o clube é conhecido pelos seus feitos impossíveis, e uma boa partida em Old Trafford pode garantir certo conforto para o confronto de volta.

Ainda que seja um cenário difícil de se imaginar, o Barcelona nos últimos anos deixou a desejar em momentos importantes sob o comando de Valverde – vide o jogo de voltas das quartas de final da UCL no ano passado, quando os catalães perderam por 3 a 0 para a Roma após terem vencido por 4 a 1 na ida.

Podcast PL Brasil #61 – Os ingleses nas quartas da Champions feat Marcelo Bechler

Claro que é um cenário de certa forma utópico, visto a série de grandes feitos de Messi nessa temporada. Contudo, Solskjaer tem consigo um elenco unido, o qual joga por ele e sonha com grandes feitos com essa camisa enorme.

É a oportunidade perfeita para uma retomada de Pogba, a consolidação da fase decisiva de Lukaku e do amadurecimento completo de Rashford e Martial.

O setor defensivo preocupa, visto a fragilidade de Young pela lateral direita e falta de um parceiro de alto nível para Lindelof. Bailly, Jones e Smalling desperdiçam em sequência as chances que recebem.

(Photo by Martin Rickett – PA Images/PA Images via Getty Images)

Mesmo nesse mesmo setor existindo jogadores como De Gea e Shaw, os quais fazem uma ótima temporada – o primeiro pela regularidade de praxe e o segundo pela evolução sob o comando do norueguês -, a preocupação é maior do que a esperança.

O Barcelona possui um plantel muito mais recheado e completo do que o United, e mesmo Valverde sofrendo constantes críticas visto o pouco brilho do seu trabalho – apesar dos bons números -, a tarefa com certeza será árdua.

Visto o início terrível de temporada sob o comando de José Mourinho, chegar até aqui já foi uma vitória; por outro lado, a recuperação com OGS fez todos sonharem, e o sonho de um título de Champions segue vivo na cabeça dos torcedores.

O favoritismo entre Manchester United x Barcelona fica por conta dos espanhóis, mas esse novo United já mostrou ser capaz de feitos históricos, e uma vitória diante do todo poderoso Barcelona com certeza pode ser mais um lindo capítulo dessa nova era recente do clube.

Manchester United x Barcelona

Ida: Manchester United x Barcelona, Old Trafford, 10/4, 16h

Volta: Barcelona x Manchester United, Camp Nou, 16/04, 16h

Não há posts para exibir