Dono do United ‘cutuca’ City e mira no Real Madrid

5 minutos de leitura

O dono de 25% das ações do Manchester United, Sir Jim Ratcliffe, é o responsável pela parte de futebol do clube. Ele deu uma entrevista ao “Bloomberg” com falas ácidas sobre a Premier League, uma pequena provocação ao rival e fazendo comparações ao Real Madrid.

“Todo mundo conhece o Manchester por causa do Manchester United. O Manchester United é como a Coca-Cola, não é? Todo mundo sabe disso. Não sei bem porquê, mas é um fato.”

Falando sobre o projeto esportivo do clube, Ratcliffe prometeu que irá melhorar tudo e mira onde o Real Madrid está hoje, mas disse que o processo vai demorar. “Serão necessárias duas ou três janelas de verão para chegar a um lugar melhor”, afirmou.

— O gasto líquido do Manchester United desde a saída de Sir Alex Ferguson e David Gill é de 1,1 bilhão de libras. O Real Madrid está em 200 milhões de libras. Hoje eles têm seis ou sete jogadores avaliados em mais de 100 milhões de euros. O United não tem nenhum. E eles fizeram o novo Bernabéu.

Sobre colocar a mão no bolso para trazer uma contratação de peso como a de Kylian Mbappé no Real Madrid, Ratcliffe fez ponderações.

— Não creio que a solução seja comprar um Mbappé. Um jogador não resolverá o problema do Manchester United. A primeira coisa a fazer é construir um plantel equilibrado e fazê-lo progredir. Depois talvez acabemos com um ou dois jogadores como Mbappé, mas essa não é a solução hoje.

Todibo barrado no Manchester United

todibo manchester united
Jean-Clair Todibo em campo pelo Nice. (Foto: Icon Sport)

O Manchester United tem negociações bem avançadas para contratar o zagueiro Jean-Clair Todibo, destaque do Nice, da França. Mas a diretoria inglesa se deparou com uma regra da Uefa que barrou o acordo.

A Uefa não permite que um jogador seja transferido para outro clube administrado pela mesma empresa e que estarão juntos em alguma competição organizada pela entidade.

Nesse caso, Manchester United e Nice pertencem à INEOS, de propriedade de Ratcliffe, e os dois times garantiram a vaga para a próxima edição da Europa League. Portanto, Todibo não pode entrar em campo pelos Red Devils, segundo a regra da Uefa.

— Não esperávamos que ambos terminassem na Europa porque o Nice ficou em segundo lugar até o Natal. E até o último jogo, o Manchester United não estava na Europa. Temos um jogador no Nice, não vou dizer o nome dele, que está realmente interessado em ingressar ao United e que tem capacidade para ser jogador do Manchester United. Eles [UEFA] nos disseram que nós não podemos vendê-lo para o United.

“Não é nossa intenção vender o Nice, porque gosto muito do conceito de propriedade do clube e acho que o Nice seria complementar ao Manchester United.”

Ratcliffe critica a Premier League

Foto: Icon Sport

Recentemente, o Manchester City processou a Premier League, pedirá uma indenização e tentará acabar com as regras de Transação com Partes Associadas (APT) do campeonato. A informação é do jornal “The Times”.

As regras do APT foram elaboradas para garantir que os acordos comerciais vinculados à propriedade de um clube sejam feitos pelo valor justo de mercado.

Ratcliffe simpatiza com o rival Manchester City e entende por que eles estão desafiando as regras do APT da liga.

— Se você começar a interferir demais, introduzindo muitos regulamentos, a Premier League acabará gastando mais tempo no tribunal do que pensando no que é bom para a liga. A última coisa que você deseja na Premier League é que os principais clubes não possam competir com Real Madrid, Barcelona, ​​​​Bayern de Munique, PSG, etc. É um absurdo.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.