Manchester United 0x0 Arsenal: A Batalha de Old Trafford

A PL Brasil relembra esse icônico empate; acompanhe a série sobre o clássico

0
378
Manchester United 0x0 Arsenal: A Batalha de Old Trafford
Arsenal's French Patrick Vieira (C) is restrained by Manchester United players to keep him away from Ruud van Nistelrooy (2nd L) after an altercation between them lead to Vieira's second red card and sending off during Barclaycard Premiership at Old Trafford, in Manchester, 21 September 2003. AFP Photo Paul Barker (Photo credit should read PAUL BARKER/AFP via Getty Images)

Nem só de jogos bonitos taticamente vive a rivalidade entre Arsenal e Manchester United. Já que o primeiro entre eles na temporada 2003/2004 reflete bem isso. Vamos relembrar um confronto marcado na história que ocorreu em setembro de 2003: Manchester United 0x0 Arsenal.

Acompanhe a PL Brasil no YouTube!

  • ARSENAL INVENCÍVEL! | PL BRASIL APRESENTA: TEMPORADA 2003/04

Manchester United 0x0 Arsenal: A batalha da temporada 2003/2004

Estávamos ainda na sexta rodada e o Arsenal, invicto, venceu quatro e empatou um, somando 13 de 15 pontos. Além disso, o United também venceu quatro, mas perdeu um. Era o duelo dos últimos campeões ingleses já para traçar rumos na competição daquela temporada.

Ao longo da partida, era visto um United mais agressivo, tentando achar meios de abrir o placar. Apesar de nenhuma manobra ser efetivamente ofensiva, pois era sabido que qualquer brecha seria aproveitada pelo forte adversário. O primeiro tempo foi passando e o jogo se tornou mais respeitoso do que outro aspecto em si.

Na esquerda, Ashley Cole e Cristiano Ronaldo protagonizavam um duelo à parte – provavelmente o único decente da primeira etapa. Assim que o português se soltava com o passar da partida, o lateral inglês era obrigado a abrir sua caixa de ferramentas para também esboçar ameaças. Esse destaque não foi o suficiente para tirar o zero do placar no intervalo.

PAUL BARKER/AFP via Getty Images

Voltando dos vestiários, a postura dos times se manteve a mesma. Ainda assim, Sir Alex Ferguson resolveu arriscar mais e, aos 25 minutos da etapa final, sacou o defensor John O’Shea para colocar o atacante Diego Forlán. Alteração que surtiria efeito mais para frente.

Leia mais: 49 sem perder: como o Arsenal conseguiu a maior série invicta da era PL

Taticamente as equipes se respeitavam. Acima de tudo, era apenas a sexta rodada. Um pequeno erro poderia gerar uma derrota que, a princípio não seria muito grande, mas impactaria diretamente na briga pelo título no futuro. Conhecendo as equipes e o repertório dos jogadores da época, o respeito ficou apenas na parte tática.

Bastou Patrick Vieira se perder para a partida esquentar de vez. De tal forma que o francês, após três faltas, foi punido com o cartão e, por conta disso, já demonstrava certa perda de controle. Ruud van Nistelrooy, do outro lado, percebeu o pavio curto do adversário e se aproveitou da situação.

Dois minutos depois: o caos. Dessa maneira, o atacante dos Diabos Vermelhos caiu em uma espécie de cama de gato do meia, deixando seu joelho em suas costas, o que gerou ainda mais insatisfação do capitão Gunner. Vieira foi expulso e a primeira confusão generalizada tomou conta do gramado de Old Trafford.

PAUL BARKER/AFP via Getty Images

Leia mais: Arsenal Invencíveis: o esquadrão que fez história na Inglaterra

Com um jogador a mais e os nervos à flor da pele, o United foi para cima. Em outras palavras, o objetivo agora não era mais empatar com um concorrente ao título, mas sim aproveitar a situação que, no momento, era favorável para eles.

Forlán, sumido na partida, apareceu nos acréscimos – ou podemos dizer Fergie Time – para sofrer um pênalti que daria a vitória aos donos da casa. Contudo, van Nistelrooy desperdiçou a cobrança, acertando o travessão. Martin Keown, uma das caras mais famosas da rivalidade, fez questão de celebrar o erro adversário na cara dele e, após o apito final, começava a segunda briga generalizada.

Jens Lehmann, Ryan Giggs, Martin Keown, Cristiano Ronaldo… Eventualmente a briga não era mais com a bola nos pés. A partida ficou conhecida como “A Batalha de Old Trafford”. Keown recebeu um gancho de três jogos e 20 mil libras pela provocação. Roy Keane, Ray Parlour, Patrick Vieira e Ashley Cole também foram multados.

Shaun Botterill/Getty Images

Escalações Manchester United 0x0 Arsenal

Manchester United: Howard; Gary Neville, Ferdinand, Silvestre e O’Shea (Forlán); Ronaldo, Keane, Phil Neville, Fortune e Giggs; van Nistelrooy. Técnico: Sir Alex Ferguson.

Arsenal: Lehmann; Laure, Toure, Keown e Cole; Parlour, Vieira, Gilberto Silva e Ljungberg; Bergkamp (Edu) e Henry. Técnico: Arsène Wenger.

Leia mais: Emirates Stadium: como é o tour no estádio do Arsenal?